Seguir o O MINHO

Braga

Mulher deixa cães do ex-companheiro a passar fome e sede em Vila Verde

Acusada de maus-tratos a animais

em

Foto: Ilustrativa

Tinha cinco cães no quintal de casa, em Vila Verde, mas só tratava de um. Os outros quatro deixava-os sem comida e bebida, nem cuidava da sua saúde e higiene, porque eram do ex-companheiro, que estava no estrangeiro.


O Jornal de Notícias (JN) adianta na edição de hoje (acesso exclusivo para assinantes) que o Ministério Público de Vila Verde acusou a mulher, da freguesia de Cervães, de quatro crimes de maus-tratos a animais de companhia.

O caso foi espoletado em 03 de março de 2019, após denúncia da Associação de Defesa dos Animais e do Ambiente de Vila Verde, tendo uma patrulha da GNR ido ao local onde vivia a mulher, de 30 anos, natural do Luxemburgo.

A GNR deparou-se com cinco cães, quatro deles “subnutridos, maltratados, com sinais de abandono, sem água nem comida, e a carecer urgentemente de tratamento veterinário”.

A mulher alegou que só um dos cães lhe pertencia, sendo os outros quatro de um seu ex-companheiro, que se encontrava no estrangeiro, desde janeiro, tendo ela ficado de os alimentar.

Segundo a acusação, citada pelo JN, foi esta a “versão espontânea” que apresentou à GNR. Para o Ministério Público, a mulher ter-se-á comprometido com o ex-companheiro, de quem tem um filho, a tratar dos animais, mas acabava por só alimentar o dela.

O companheiro acabou ilibado, porque o MP considera, “com base no senso comum e nas práticas do dia-a-dia”, que a mulher teria ficado encarregue de tratar dos animais.

A acusação diz que a arguida se alheou dos quatro animais e que eram os vizinhos que os alimentavam.

Ainda de acordo com o JN, a GNR, depois de interrogar a arguida, transportou os animais ao veterinário, tendo este constatado que estavam em grave estado de subnutrição, desidratação e com doenças várias de pele. Um deles tinha uma lesão num dente, que vai ficar para o resto da vida, por ter ficado com um osso preso a um pré-molar, sem que a dona tivesse tido o cuidado de o retirar.

Anúncio

Braga

Nasceram 1.856 bebés no Hospital de Braga desde o início do ano

Natalidade

em

Foto: DR (Arquivo)

O Hospital de Braga contabilizou 1.856 nascimentos entre 01 de janeiro e 31 de julho, numa média de 265 partos por mês.

Em dados disponibilizados pelo hospital a O MINHO, é possível verificar que nasceram 865 bebés do sexo feminino e 991 do sexo masculino. Em média, nasceram 265 bebés por mês em 2020.

A nível nacional, entre 01 de janeiro e 31 de junho, nasceram 42.149 bebés. Apesar de se registar um ligeiro aumento em relação a anos anteriores, a tendência será para a “natalidade recuar outra vez”, disse a presidente da Associação Portuguesa de Demografia.

Estes dados são fruto do estudo de rastreio nacional do Instituto Ricardo Jorge, vulgo “teste do pezinho”. Podem não corresponder aos números exatos de nascimentos, mas mostram já uma tendência de estabilização relativamente ao ano passado.

Continuar a ler

Braga

Detido por agressões após desentendimento em casa de alterne em Vieira do Minho

Agressões

em

Foto: O MINHO (Arquivo)

A PJ deteve um homem de 22 anos suspeito de agredir outros dois homens com uma navalha e uma barra de ferro, em Vieira do Minho, após desentendimentos que começaram numa casa de diversão noturna, divulgou hoje aquela força.

Em comunicado hoje divulgado, a Polícia Judiciária refere que as agressões aconteceram na madrugada de quarta-feira, na via pública e por “motivos fúteis”.

Uma das vítimas sofreu vários golpes corto-perfurantes nas zonas da cabeça, pescoço e tórax, que lhe provocaram “graves lesões”.

A outra vítima foi agredida na cabeça com a barra de ferro, ficando inconsciente.

“Dado haver perigo para a vida, foram evacuadas para o Hospital de Braga”, acrescenta o comunicado.

O autor pôs-se em fuga do local, mas acabou por ser detido na quinta-feira, pela Polícia Judiciária, que também apreendeu os objetos utilizados nas agressões.

O arguido vai ser presente às autoridades judiciárias competentes para primeiro interrogatório e aplicação de medidas de coação.

Está indiciado por dois crimes de homicídio qualificado, na forma tentada.

Continuar a ler

Braga

Filha procura pai desaparecido em Braga

Desaparecimento

em

Foto: DR

Um homem de 54 anos está dado como desaparecido depois de ter saído para procurar trabalho, na quinta-feira, em Lamas, concelho de Braga.

Ao que apurou O MINHO, o homem, Carlos Bastos, toma medicamentos por causa da depressão, não padecendo de outras doenças.

Desconhece-se a indumentária que o homem vestia quando saiu de casa, na manhã de quinta-feira, quando resolveu dar uma volta para ver se encontrava trabalho.

Acabou por não regressar a casa.

A O MINHO, a filha de Carlos deixa o apelo para que se alguém o vir entre imediatamente em contacto com ela, através do 914340800, ou com a GNR, através do 253 203 030.

Continuar a ler

Populares