MP já instaurou 33 inquéritos relacionados com irregularidades na vacinação

Covid-19
Foto: Divulgação / CM Caminha

O Ministério Público já instaurou 33 inquéritos relacionados com irregularidades na vacinação contra a covid-19, entre os quais a IPSS de Castelo Branco, Farminhão, Resende e Trancoso e a responsáveis autárquicos de Lisboa, Portimão e Reguengos de Monsaraz.

Dos 33 inquéritos respeitantes a irregularidades relacionadas com o plano de vacinação contra a covid-19, sete foram na área da Procuradoria-Geral Regional de Lisboa, oito na área do Porto, 10 na área de Coimbra e oito na área da Procuradoria-Geral Regional de Évora, refere o Ministério Público numa resposta enviada à agência Lusa.

“Atentas algumas questões específicas colocadas pela imprensa, esclarece-se que, para além de situações anteriormente confirmadas, foram, designadamente, instaurados inquéritos relativamente a factos noticiados relativos a instituições particulares de solidariedade social de Castelo Branco, Farminhão, Resende e Trancoso ou relacionados com a vacinação de responsáveis autárquicos de Lisboa, Portimão e Reguengos de Monsaraz”, enumera.

Total
0
Partilhas
Artigo Anterior

'Julinha de Trandeiras', de Braga, celebra 100 anos "muito bem" de saúde e "lúcida"

Próximo Artigo

Rússia admite não ter capacidade de resposta para procura da Sputnik V

Artigos Relacionados
x