Seguir o O MINHO

Alto Minho

Movimento pró-tourada cancela tourada este ano em Viana do Castelo

em

Viana do Castelo volta a não ter tourada

O movimento “Vianenses pela Liberdade” anunciou hoje o cancelamento, este ano, de uma corrida de touros em Viana do Castelo após o indeferimento, pelo tribunal, de uma providência cautelar para a instalação de uma arena amovível naquela cidade.

O porta-voz daquele grupo de aficionados, José Carlos Durães afirmou que “a corrida de touros anunciada para domingo, na Meadela, foi cancelada” e “na segunda-feira o movimento irá reunir para analisar um eventual recurso da decisão do Tribunal Administrativo e Fiscal de Braga”.

O Tribunal Administrativo e Fiscal de Braga indeferiu hoje a providência cautelar interposta pelo movimento “Vianenses pela Liberdade” para a instalação de uma arena amovível para uma tourada a realizar no domingo, num terreno na freguesia de Meadela, na capital do Alto Minho.

De acordo com o despacho judicial, a juíza de turno que julgou o procedimento considerou “totalmente improcedente” a ação movida pelo movimento de aficionados, rejeitando os argumentos invocados de “falta de fundamentação” do indeferimento camarário do passado dia 11, “de violação de direitos fundamentais de acesso à cultura e de livre iniciativa económica, consagrados na nossa Lei Fundamental” e do “uso de manobras dilatórias em violação dos princípios da justiça, da imparcialidade e da boa-fé”.

O recurso para aquela instância resultou do indeferimento, pela Câmara de Viana do Castelo indeferiu, no passado dia 11, do pedido de instalação de uma arena amovível para uma tourada, alegando “incumprimento” de vários regimes de ordenamento do território.

 

Populares