Seguir o O MINHO

Barcelos

Morreu ‘Zé da Bagoeira’, figura maior da restauração de Barcelos

Óbito

em

Foto: Facebook de Jorge Falcão Bogas

Morreu hoje, aos 72 anos, José Simões de Sousa, conhecido como ‘Zé da Bagoeira’, figura incontornável da restauração de Barcelos. Era o proprietário do restaurante e hotel Bagoeira, dos mais antigos da cidade, com cerca de 400 anos de história.

O corpo estará a partir desta quinta-feira em câmara ardente na Igreja da Santa Casa da Misericórdia de Barcelos e chegará amanhã, quinta-feira, pelas 10:00, à Igreja Paroquial da Várzea, onde terá lugar a missa fúnebre pelas 16:00. Será, depois, sepultado em jazigo da família no cemitério local.

A notícia do falecimento foi avançada por Jorge Falcão Bogas, sócio do conhecido restaurante barcelense Turismo, numa emotiva publicação na sua página de Facebook.

“Hoje Barcelos acordou triste. Faleceu o Zé da Bagoeira. Um homem do povo. Um homem da gente. Um homem da terra. Para os mais novos que não sabem, este Senhor colocou, desde sempre, o bom nome da Terra do Galo, da restauração, e da cozinha tradicional portuguesa no mapa. A sua presença e o seu trato eram inconfundíveis. Era fácil gostar do Zé da Bagoeira. Sabem porquê? Porque era dos bons”, escreve Jorge Falcão Bogas.

O sócio do restaurante Turismo prossegue, realçando que ‘Zé da Bagoeira’ “era dos genuínos” e “de valores de berço bem vincados”.

“E escrevo isto, mas orgulho-me de lhe ter dito, e lhe demonstrar, o quanto o admirava e gostava dele. Tratava-o carinhosamente por Padrinho, pois a forma como sempre me cuidou, e me puxava uma cadeira para me sentar na mesa dele, e comer na mesma mesa dele, fazia-me sentir que estava na minha casa. Havia sempre um copo na mesa. Havia sempre um prato para petiscar qualquer coisa. Gostava dos que o rodeavam, estivessem sempre aconchegados. Como a mim, eu sei que fazia a muitos. E isso vale tanto. O Zé da Bagoeira tem amigos, pois soube sempre cultivá-los. Um abraço sentido a família que tanto admiro. Eles sabem. Orgulhem-se do Pai Zé. E continuem. Obrigado Zé da Bagoeira. Barcelos agradece”, conclui a publicação, onde se multiplicam as mensagens de pesar.

Notícia atualizada às 15h3 com mais informação.

Populares