Seguir o O MINHO

Famalicão

Morreu uma das vítimas do despiste na A3 em Famalicão

Óbito

em

Foto: DR

Um jovem de 18 anos não resistiu aos ferimentos do aparatoso despiste ocorrido na manhã de domingo, na Autoestrada n.º 3 (A3), em Famalicão. O óbito foi declarado já no Hospital de São João, no Porto, confirmou fonte hospitalar.

Foi uma das cinco vítimas do despiste que mobilizou dezenas de operacionais e viaturas por entre corporações de bombeiros de Famalicão, GNR, Brisa e INEM.

Famalicão: Brutal acidente corta A3 e faz cinco feridos, dois em estado grave

Esaurindo Castro, de 18 anos, era a vítima que inspirava mais cuidados. Ao que O MINHO apurou, residia em Esmoriz, no distrito de Aveiro.

Esaurindo Castro. Foto: DR

Para além do jovem, outro ocupante da viatura, internado no mesmo hospital, encontra-se em estado crítico. Terá sensivelmente a mesma idade de Esaurindo. Ambos praticavam desporto federado num clube de Ovar.

Um terceiro interveniente acabou por ser considerado ferido grave, ao contrário do apontado inicialmente pelas autoridades no local, mas encontra-se livre de perigo.

Foto: Tiago Pereira

As outras duas vítimas foram transportadas para o Hospital de Famalicão com ferimentos ligeiros e não inspiram cuidados de maior.

O despiste ocorreu na manhã de domingo, pouco antes das 09:00, no troço da A3 que atravessa a freguesia de Esmeriz, em Famalicão.

Foto: Tiago Pereira

A viatura, com cinco ocupantes de idades entre os 18 e os 40 (segundo informação prestada por fonte dos bombeiros), seguia no sentido Famalicão-Porto, entrando em despiste por motivos desconhecidos.  A chuva que se fazia sentir poderá não estar alheia ao acidente.

A vítima mortal vai a sepultar nesta sexta-feira, em Esmoriz, concelho de Ovar.

Anúncio

Famalicão

Famalicão: Roubam 16 mil euros de moradia e deixam proprietário em estado grave

Em Ribeirão

em

Foto: DR / Arquivo

Um homem, de 65 anos, ficou com ferimentos graves na sequência de um violento assalto na moradia onde reside com a esposa, de 62, em Ribeirão, concelho de Famalicão, na terça-feira.

Os larápios entraram na moradia de forma violenta, dá conta o jornal Correio da Manhã, esta quinta-feira, relatando que os quatro assaltantes surpreenderam o casal no quarto, sequestraram a mulher na casa de banho e agrediram o companheiro, de forma a obter o código de um cofre.

Imagem via Correio da Manhã

A vítima acabou por revelar o código, não evitando ter sofrido ferimentos graves que o levaram a ser transportado diretamente para o Hospital de São João, no Porto.

Os ladrões, que ainda não foram alvo de detenção, terão levado 16 mil euros em dinheiro e várias peças em ouro. O mesmo jornal dá conta de que alguns documentos levados pelos assaltantes foram encontrados, na quarta-feira, em Lisboa.

A GNR de Famalicão registou a ocorrência que passou para investigação da Polícia Judiciária.

Continuar a ler

Famalicão

Morreu mulher vítima de explosão em Famalicão

No Hospital de São João

em

Hospital de São João. Foto: Divulgação

A mulher de 65 anos, que ficou, na passada segunda-feira, com o corpo totalmente queimado, na sequência de uma explosão dentro da sua habitação, em Joane,  no concelho de Famalicão, não resistiu aos ferimentos, com o óbito a ser declarado no Hospital de São João, no Porto. A informação é avançada pela rádio Cidade Hoje.

Em declarações a O MINHO, fonte do comando dos Bombeiros Famalicenses indicou que a vítima “ficou com a grande maioria do corpo queimado, entre 95% a 100%”, não confirmando os motivos da explosão, mas que se poderia tratar de uma fuga de gás.

Na altura, foi pedido um helicóptero para transportar a vítima até à unidade de queimados do Centro Hospitalar da Universidade de Coimbra (CHUC), mas o mesmo terá sido desmobilizado, segundo o INEM, por falta de camas na unidade hospitalar solicitada. A vítima acabou por ser transportada por via terrestre até ao Hospital de São João, onde acabou por falecer.

O MINHO, contactou, via telefone e email, o gabinete de comunicação do CHUC, para confirmar a versão do INEM relativamente às vagas, sendo que, até ao momento, não foi enviada qualquer resposta oficial.

Continuar a ler

Famalicão

Famalicão: Ganha 10 mil euros em raspadinha. “Só existem 40 em mais de 6 milhões”

Sorte

em

Foto cedida a O MINHO

Uma mulher, com cerca de 60 anos, ganhou, esta quarta-feira, em Famalicão, 10 mil euros na “Raspadinha do Amor”.

Esta é uma edição com mais de 6 milhões de cartões impressos, onde apenas 40 fornecem o valor máximo, como explicou Nuno Veloso, proprietário da Tabacaria Sampaio, na cidade de Famalicão, onde saiu o bilhete premiado.

Este é o segundo prémio, acima dos 5 mil euros, a sair nesta tabacaria nos últimos meses. Em agosto, um apostador, que pediu anonimato, ganhou 180 mil euros numa raspadinha “Pé de Meia”.

Continuar a ler

Populares