Seguir o O MINHO

Braga

“Morreu um dos maiores violadores dos direitos dos trabalhadores da nossa democracia”

em

Foto: DR/Arquivo

Paula Nogueira recorreu ao seu perfil na rede social Facebook para comentar a morte do empresário Belmiro de Azevedo. A candidata do Bloco de Esquerda à Câmara de Braga, nas últimas eleições autárquicas, defende que o seu partido deveria ter votado contra o voto de pesar, aprovado, esta quarta-feira, na Assembleia da República, com o voto contra do Partido Comunista (PCP).

“Parece que morreu um dos maiores violadores dos direitos dos trabalhadores da nossa democracia”, começa por escrever Paula Nogueira, argumentando que “nos seus hipermercados tinha o topete de perguntar às candidatas ao emprego se estavam grávidas ou tencionavam engravidar”, acrescentando que “o seu sistema de gestão passa(va) por dificultar a ida das trabalhadoras das caixas à casa de banho, por ignorar direito às pausas, por desrespeitar as horas de saída”.

Para a destacada militante do Bloco de Esquerda no concelho de Braga, nem mesmo “a criação do (jornal) Público salva um currículo de explorador”.

Belmiro de Azevedo, líder do grupo SONAE, morreu esta quarta-feira, aos 79 anos.

Anúncio

Braga

Agente da PSP de Braga infetada e seis em quarentena

Covid-19

em

Foto: O MINHO (Arquivo)

Uma mulher, agente da PSP do comando distrital de Braga, está infetada com covid-19, encontrando-se em casa, em Vila Verde, em recuperação com assistência médica.

Fonte do comando distrital confimou a O MINHO que outros seis agentes daquela polícia estão em isolamento profilático, em casa, entre eles um oficial superior, porque com ela dividiam o mesmo espaço, no Núcleo de Formação daquela policia, em Braga.

O comando indica que o contágio não terá ocorrido dentro das instalações policiais, suspeitando-se que a transmissão poderá ter ocorrido a partir de um familiar da agente.

Segundo o comando, está já “implementado um plano de contenção ao nível de alteração de horários, reduzindo o número de elementos em serviço na área administrativa, faseando-os por dias e horários, o que minimiza potenciais focos de contágio em maior escala, estando assim ainda garantidos os serviços mínimos ao nível deste departamento”.

Continuar a ler

Braga

Quarta morte por covid-19 no Asilo de S. José, em Braga

Covid-19

em

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Morreu mais um utente do Asilo de São José, em Braga, vítima de complicações respiratórias na sequência de infeção pelo novo coronavírus.

Este é o quarto utente daquele lar a falecer na última semana face à pandemia que terá atingido mais de um terço dos 106 utentes da instituição, agora 102.

Com apoio da Câmara de Braga, foram realizados testes a todos os utentes e colaboradores da instituição, sendo que acusaram positivo cerca de 50 pessoas, entre utentes e funcionários.

Este lar foi um dos primeiros a ter sinais evidentes de propagação de covid-19 no concelho de Braga.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou perto de 866 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 43 mil.

Dos casos de infeção, pelo menos 172.500 são considerados curados.

Em Portugal, segundo o balanço feito hoje pela Direção-Geral da Saúde, registaram-se 187 mortes, mais 27 do que na véspera (+16,9%), e 8.251 casos de infeções confirmadas, o que representa um aumento de 808 em relação a terça-feira (+10,9%).

Dos infetados, 726 estão internados, 230 dos quais em unidades de cuidados intensivos, e há 43 doentes que já recuperaram.

Portugal, onde os primeiros casos confirmados foram registados no dia 02 de março, encontra-se em estado de emergência desde as 00:00 de 19 de março e até às 23:59 de quinta-feira.

Continuar a ler

Braga

Um jovem e três funcionários infetados na APPACDM de Lomar, em Braga

Covid-19

em

Foto: Divulgação

Há um jovem e três funcionárias infetadas com covid-19 no lar da APPACDM de Lomar, em Braga, que acolhe 18 jovens portadores de deficiência.

O presidente da direção, António Melo, disse a o MINHO que há um outro jovem que ontem esteve no Hospital de Braga por ter apresentado sintomas, febre de 38,5 graus centígrados, mas que saiu e foi levado para casa pela família. Desconhece-se, ainda, se fez testes e se está ou não infetado.

Para além disso, acrescentou, foram feitos testes de despistagem da doença a duas outras funcionárias, dos quais também não se sabe o resultado. Já o jovem infetado está a receber todos os cuidados médicos recomendados pelas autoridades de saúde.

O dirigente da associação adiantou que está com falta de funcionários, tendo apenas quatro no turno desta noite.

Está a esforçar-se por contratar mais trabalhadores, estando já combinada a contratação, a partir de amanhã, de um enfermeiro que termina um período de quarentena. Conseguiu, ainda, obter equipamento de proteção, o qual permite que se trabalhe em segurança.

Face à falta de recursos humanos, a APPACDM está a pedir às famílias dos jovens que não têm qualquer doença que os levem para casa: “hoje devem sair três e amanhã mais alguns, prevendo-se que fiquem apenas nove”, esclareceu.

O vírus – sublinhou – não chegou, ainda, às duas outras valências que acolhem jovens com deficiência. Ao todo, os três lares estão em segurança: “o nosso país não tem estruturas capazes para situações destas”, lamentou, sublinhando que esta opinião não visa o atual governo.

Continuar a ler

Populares