Seguir o O MINHO

Alto Minho

Morreu José Rodrigues, um dos fundadores da bienal de Cerveira (a mais antiga do país)

em

O presidente da Câmara de Vila Nova de Cerveira considerou hoje a morte de José Rodrigues uma “perda irreparável” para Portugal e para o concelho, onde o escultor foi um dos fundadores da Bienal Internacional de Arte.

“Para Vila Nova de Cerveira e, em termos culturais, é uma perda irreparável. É um dos homens mais ligados aos símbolos de Vila Nova de Cerveira. É um grande amigo de Vila Nova de Cerveira, apesar de não ser natural de Vila Nova de Cerveira era cerveirense de alma e coração”, afirmou à Fernando Nogueira.

O presidente da Câmara de Vila Nova de Cerveira falava à margem da visita do presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, a Ponte de Lima.

Cervo monte deo Crasto

Fernando Nogueira destacou que o concelho tem como símbolo a escultura em ferro “O Cervo”, de José Rodrigues, no alto do monte do Crasto, mas também “muitas outras obras do mestre”, que esteve ligado à Bienal de Vila Nova de Cerqueira, a mais antiga do país, que se realiza desde 1978.

“Foi um dos pais da nossa bienal, bienal que colocou Vila Nova de Cerveira no mapa e como tal, para nós, será sempre lembrado com muito carinho, com muita estima e muita saudade”, referiu.

José Joaquim Rodrigues nasceu em Luanda, Angola, a 28 de outubro de 1936 e estudou escultura na Escola Superior de Belas-Artes do Porto. Entre as suas obras, uma das que se destaca é o cubo da Praça da Ribeira, no Porto.

Em 2011, o escultor foi homenageado na abertura da edição daquele ano da bienal, cerimónia que contou com a presença do então Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva.

As origens da bienal remontam a 1978. Nesse ano, Vila Nova de Cerveira começava um caminho que a tornaria mais tarde na “vila das Artes”, não sem antes passar pela polémica de realizar uma exposição numa pequena vila do Alto-Minho, logo na primeira edição, com vários nus artísticos.

“Foi um choque para aquela gente”, admitiu na altura o escultor José Rodrigues.

Entre esses “choques” iniciais conta-se uma artista francesa que apareceu nua num jardim a comer flores ou a portuguesa Jacinta Candeias que mostrou os seios, com o resto do corpo coberto por um pano. Numa outra altura, a GNR entrou pelo pavilhão e acabou com a performance de um artista que representava S. Sebastião, com nu integral.

“Lembro-me bem de tudo isso. Foi um grande choque como novo evento cultural. Um choque a todos os níveis, porque as pessoas não sabiam que aquilo era arte e na altura era uma terra muito pequenina”, recordou o escultor, também conhecido por “mestre Zé Rodrigues”.

Valeu, contou ainda na altura José Rodrigues, a “teimosia” de Jaime Isidoro, agarrando o desafio do autarca Lemos Costa e internacionalizando aquela que é hoje a mais antiga bienal de arte do país.

No currículo José Rodrigues tem exposições em domínios criativos como desenho, cenografia, medalhística, cerâmica, gravura e sobretudo a escultura, de São Paulo, a Viena, passando por Madrid, Veneza, Budapeste e Washington, ainda por Bremen, Düsseldorf, Kassel, Índia, Luxemburgo, Tóquio ou Macau.

logo Facebook Fique a par das Últimas Notícias. Siga O MINHO no Facebook. Clique aqui

Anúncio

Alto Minho

Bombeiros de Valença homenageados na Galiza

Confrades de honra de San Telmo

em

Foto: Cortesia de Radio Municipal de Tui

A Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Valença foi, este sábado, alvo de uma homenagem na catedral da cidade vizinha de Tui, na Galiza (Espanha).

Esta homenagem, fruto de “uma histórica ligação” de apoio ao longo dos 100 anos da corporação portuguesa, foi proposta pela Confraria de San Telmo, baseada naquela cidade espanhola, que reconheceu não só a direção como todo o corpo de bombeiros como “confrades de honra de San Telmo”.

Esteve presente o presidente da direção, Fernando Oliveira, e o comandante do corpo de bombeiros, Miguel Lourenço, assim como outros elementos da direção, do corpo ativo e do quadro de honra daquela instituição.

“A todos os Tudenses, um enorme agradecimento pelo reconhecimento e importante nomeação, que será sem dúvida mais um marco no ano de cumprimento do nosso centenário de vida”, referiu a associação, em comunicado divulgado na sua página de Facebook.

Os Bombeiros de Valença, assim como os serviços de proteção civil, efetuam, ao longo do ano e sob várias valências, uma série de serviços em conjunto com os meios de socorro galegos.

A associação está a celebrar, em 2019, o seu centenário.

Continuar a ler

Viana do Castelo

Viana: Emília Cerqueira e Jorge Mendes eleitos para a coordenação de comissões parlamentares

A deputada vai coordenar o Grupo Parlamentar do PSD nas matérias relacionadas com a problemática do Mundo Rural e do Mar

em

Emília Cerqueira e Jorge Mendes, deputados eleitos por Viana. Foto: Divulgação

Os deputados do PSD escolheram, na quinta-feira, os Coordenadores e Vice-coordenadores do partido nas Comissões Parlamentares Permanentes, tendo sido eleitos os deputados do PSD do distrito de Viana do Castelo, Emília Cerqueira e Jorge Mendes.

Emília Cerqueira foi eleita coordenadora da Comissão de Agricultura e Mar onde passa a coordenar o Grupo Parlamentar do PSD nas matérias relacionadas com a problemática do Mundo Rural e do Mar.

Jorge Mendes, por seu lado, foi eleito vice-coordenador na Comissão de Economia, Inovação, Obras Públicas e Habitação onde exercerá as funções de coadjuvação na coordenação do Grupo Parlamentar nas áreas da Economia, Inovação, Obras Públicas e Habitação.

“Com esta eleição para cargos de coordenação, os deputados do PSD, eleitos pelo Alto Minho, assumem um papel relevante na condução dos interesses da nossa região e reunirão condições privilegiadas para colocar o distrito na centralidade da agenda política”, referem os deputados em nota de imprensa.

Continuar a ler

Viana do Castelo

Estação Salva-Vidas de Viana resgata tripulante de cargueiro com problemas de saúde

Resgate

em

Foto: Divulgação

Um tripulante de um cargueiro, que estava com problemas de saúde, foi resgatado, esta sexta-feira à noite, pela Estação Salva-Vidas de Viana do Castelo.

De acordo com o capitão de porto e comandante da Polícia Marítima de Viana do Castelo, Sameiro Matias, citado pela Rádio Alto Minho, o homem resgatar tem 50 anos, é de nacionalidade estrangeira e queixava-se de um problema ocular, necessitando de cuidados médicos.

A operação de resgate, a cerca de 50 milhas da costa vianense, teve início às 17:00 horas, mobilizando vários meios de emergência, terminando por volta das 20:30.

Ondas com seis metros de altura

Face à intensa agitação marítima, o capitão destacou o resgate por entre ondas que iam “dos quatro aos seis metros”.

“O navio navegava a cerca de 50 milhas da costa e aproximou-se até às 16/18 milhas para permitir a manobra do salva-vidas Atento e o resgate do tripulante. Concluída a operação o navio prosseguiu viagem”, disse o capitão, citado pela mesma fonte.

Continuar a ler

EM FOCO

Anúncio

ÚLTIMAS

Vamos Ajudar?

Reportagens da Semana

Populares