Seguir o O MINHO

Região

Morreram três pessoas em dois dias nas estradas do distrito de Braga

Sinistralidade rodoviária

em

Acidente na freguesia de Refojos, em Cabeceiras de Basto, provocou um morto e dois feridos graves. Foto: Facebook de "Rádio Voz de Basto"

O Comando Territorial de Braga Guarda Nacional Republicana (GNR) divulgou hoje a habitual informação semanal da atividade operacional, onde se destaca, pela negativa, o registo de três mortes, em dois dias, nas estradas do distrito.

As ocorrências referem-se a uma morte por atropelamento, em Cruz, concelho de Vila Nova de Famalicão, e a outra numa colisão rodoviária, em Cabeceiras de Basto, que também provocou dois feridos graves, ambas na sexta-feira. No sábado, um homem de 48 anos morreu num despiste, na Estrada Municipal EM 522, na localidade de São Clemente, na fronteira de Celorico com Cabeceiras de Basto.

Entre 07 e 13 de janeiro, a GNR registou um total de 161 acidentes rodoviários, dos quais resultaram, ainda, 45 feridos ligeiros.

Durante o mesmo período, em termos de fiscalização de trânsito, aquela força de segurança detetou 834 infrações: 217 por excesso de velocidade, 51 por falta ou incorrecta utilização do cinto de segurança e/ou sistema de retenção para crianças, 41 por condução sob efeito do álcool e 31 por uso indevido do telemóvel no exercício da condução.

No que toca à fiscalização nas estradas, foram detidas, pela GNR, 12 pessoas por condução sob efeito do álcool e quatro por condução sem habilitação legal.

No ano passado, 513 pessoas morreram nas estradas portuguesas, mais três do que em 2017, registando-se uma subida pelo segundo ano consecutivo do número de mortos, segundo dados da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR).

 

EM FOCO

Populares