Seguir o O MINHO

Futebol

Moreirense regressa às vitórias

I Liga

em

O Moreirense regressou hoje aos triunfos na I Liga de futebol, ao impor-se na receção ao Marítimo, por 2-1, num encontro da quinta jornada, pautado pelo domínio vimaranense e pela desinspiração insular.


Em Moreira de Cónegos, um autogolo de Fábio China (21 minutos) e um remate certeiro de Pedro Nuno (45+2) encerraram um ciclo de três jogos sem vitórias por parte dos minhotos, que subiram à condição ao quarto posto, com oito pontos em 15 possíveis.

Já o Marítimo, a lidar desde os 36 minutos com a expulsão de Jean Irmer, ainda reduziu por Zainadine aos 89, mas nunca soube servir o avançado Rodrigo Pinho, um dos ‘artilheiros’ da prova, com cinco golos, e desceu ao nono lugar, com seis pontos.

O ritmo baixo foi sintomático de um arranque dividido na zona intermediária, com poucos motivos de interesse e alguma impetuosidade nos duelos, tendo a superioridade dos ‘cónegos’ arrancado com o tento inaugural, aos 21 minutos.

Numa jogada de envolvimento ao primeiro toque, Pedro Nuno recebeu a bola de Walterson em zona frontal e assistiu o remate cruzado de Felipe Pires, descaído sob a direita, que foi intercetado por Fábio China e baralhou a ação do guarda-redes Amir.

O lance tranquilizou o conjunto de Ricardo Soares, com metade do setor defensivo desfalcado e um trio ofensivo móvel, que cresceu com o avanço do relógio e insistiu num ‘tiro’ de Walterson (28 minutos) e num cabeceamento ao poste de Steven Vitória (37).

Um minuto antes, a expulsão de Jean Irmer tinha denotado a desorientação do Marítimo, cujo bloco compacto entregava a iniciativa ao Moreirense e concedia novas tentativas de Pedro Nuno (41 minutos) e Filipe Soares (45), ambas travadas pelas mãos de Amir.

Em inferioridade numérica, Lito Vidigal refrescou as alas antes do intervalo e viu os insulares ganharem o primeiro canto no segundo minuto de compensação, cujo desaproveitamento originou uma transição vertiginosa dos minhotos de área a área.

Beneficiando da lentidão ‘verde-rubra’ em recuperar posições, Filipe Soares captou o esférico, atravessou a linha divisória e lançou na direita Felipe Pires, antes da finalização eficaz de Pedro Nuno na pequena área, premiando nova combinação dos ‘cónegos’.

O Moreirense manteve o controlo das operações na etapa complementar e acumulou ocasiões para avolumar o marcador, mas os pontapés do irrequieto Felipe Pires (53 e 69 minutos) e do recém-entrado Galego (75) esbarraram nas intervenções de Amir.

Revelando dificuldades crescentes para reentrar na discussão do jogo, Lito Vidigal abdicou do trio de centrais no último quarto de hora, mas só incomodou Mateus Pasinato aos 87 minutos, num remate de Bambock, anterior ao desvio subtil de Zainadine.

O golo surgiu num livre lateral de Fábio China e teve o condão de transportar o Marítimo de uma toada sôfrega em zonas recuadas para uma fase de crença e risco total, sem beliscar um triunfo de números escassos da formação de Ricardo Soares.

Ficha de Jogo

Jogo no Estádio Comendador Joaquim de Almeida Freitas, em Moreira de Cónegos.

Moreirense – Marítimo, 2-1.

Ao intervalo: 2-0.

Marcadores:

1-0, Fábio China, 21 minutos (própria baliza).

2-0, Pedro Nuno, 45+2.

2-1, Zainadine Júnior, 89.

Equipas:

– Moreirense: Mateus Pasinato, Nahuel Ferraresi, Lazar Rosic, Steven Vitória, Afonso Figueiredo, Fábio Pacheco (Gonçalo Franco, 87), Alex Soares, Filipe Soares (David Tavares, 87), Felipe Pires (Lucas Rodrigues, 73), Walterson (Yan, 83) e Pedro Nuno (Galego, 73).

(Suplentes: Miguel Oliveira, David Tavares, Ibrahima Camará, Lucas Rodrigues, Yan, Reynaldo, Galego e Gonçalo Franco).

Treinador: Ricardo Soares.

– Marítimo: Amir, Cláudio Winck (Ali Alipour, 88), René Santos (Jean Cléber, 77), Zainadine Júnior, Lucas Áfrico, Fábio China, Edgar Costa (Fumu Tamuzo, 43), Franck Bambock, Jean Irmer, Jorge Correa (Joel Tagueu, 43) e Rodrigo Pinho (Kibe, 77).

(Suplentes: Caio Secco, Fumu Tamuzo, Kerkez, Jean Cléber, Milson, Kibe, Ali Alipour, Marcelo Hermes e Joel Tagueu).

Treinador: Lito Vidigal.

Árbitro: Artur Soares Dias (AF Porto).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Cláudio Winck (oito minutos), Jean Irmer (16 e 36), Steven Vitória (23), Fábio Pacheco (38), Fumu Tamuzo (49), Nahuel Ferraresi (89) e Afonso Figueiredo (90+4). Cartão vermelho por acumulação de amarelos para Jean Irmer (36).

Assistência: Jogo realizado à porta fechada devido à pandemia de covid-19.

Anúncio

Futebol

AEK vai fazer poupanças com o SC Braga a pensar no campeonato

Liga Europa

em

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

O treinador do AEK Atenas, Massimo Carrera, admitiu hoje fazer algumas poupanças a pensar no campeonato grego no jogo com o SC Braga, quinta-feira, na quinta jornada do grupo G da Liga Europa de futebol.

O grande objetivo da temporada do AEK Atenas é a conquista do campeonato, no qual está bem classificado, ocupando a terceira posição, a três pontos do líder Olympiacos, ambos com menos dois jogos, um dos quais entre as duas equipas.

Questionado sobre se fará alterações a pensar no importante dérbi de Atenas, no domingo, com o Panathinaikos, o técnico italiano da equipa grega admitiu fazer alguma gestão.

“Sim, iremos resguardar alguns jogadores no jogo de amanhã [quinta-feira], temos também ainda de ver qual a condição física dos jogadores e é natural que a equipa [diante do Sporting de Braga] tenha em conta o jogo de domingo”, disse.

Contudo, a qualificação para a fase seguinte, que passa obrigatoriamente por uma vitória sobre os bracarenses, é um objetivo que o técnico mantém, apesar de reconhecer ser difícil.

“O nosso objetivo é entrar em campo e tentar ganhar, como em todos os jogos, sabendo que vamos defrontar uma grande equipa. Enquanto há vida, há esperança e vamos ainda disputar dois jogos importantes nesta competição”, disse.

Na última jornada da Liga Europa, os gregos perderam, em casa, com os ucranianos do Zorya (3-0), e André Simões considera que já é “bastante difícil [o AEK] passar neste grupo”, mas notou que, quinta-feira, “é uma nova oportunidade” e, “enquanto houver esperança e for possível, no futebol há sempre surpresas”.

O foco maior no campeonato admitido pelo treinador pode tirar peso à equipa no jogo com os minhotos, mas o jogador, a cumprir a sua sexta temporada no clube grego, tendo sido campeão em 2017/18, frisa que o AEK Atenas joga sempre para ganhar.

“Podemos enfrentar o jogo de maneira diferente, mais tranquila, mas sabendo que a vitória é o principal objetivo, temos sempre de lutar pela vitória. O jogo de domingo é muito importante para nós, mas prefiro pensar no jogo de quinta-feira”, disse.

O jogador português deixou ainda fortes elogios aos ‘arsenalistas’.

“É uma excelente equipa, que tem vindo a fazer um excelente trabalho com este novo treinador, Carlos Carvalhal, dou-lhes os parabéns pelo que têm feito no campeonato. O Sporting de Braga tem vindo a fazer um trabalho fantástico ano após ano, cada vez se aproxima mais dos ‘três grandes’, é um pouco desconhecido no resto da Europa, mas nós, que somos portugueses, sabemos disso”, elogiou.

SC Braga, segundo classificado do grupo G, com sete pontos, e AEK Atenas, terceiro, com três, defrontam-se a partir das 17:55 de quinta-feira, no Estádio Olímpico de Atenas “Spyros Louis”, na Grécia, jogo que será arbitrado pelo búlgaro Georgi Kabakov.

Continuar a ler

Futebol

Funeral de Vítor Oliveira realiza-se quinta-feira em Matosinhos

Óbito

em

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO (Arquivo)

As cerimónias fúnebres de Vítor Oliveira, treinador com vasta experiência no futebol português, que morreu no sábado, aos 67 anos, decorrem na quinta-feira, em Matosinhos, confirmou à Lusa fonte da família.

O corpo do ex-treinador e jogador vai estar em câmara ardente no Tanatório de Matosinhos às 13:00, três horas antes do funeral, que acontecerá com algumas restrições no cemitério de Matosinhos, concelho onde nasceu o reconhecido ‘rei das subidas’.

Vítor Oliveira, detentor de 11 promoções ao principal escalão e seis títulos em 18 participações na II Liga, morreu no sábado, aos 67 anos, depois de sentir uma indisposição enquanto caminhava na zona de Matosinhos.

Há cinco clubes do Minho na I Liga. Vítor Oliveira treinou-os a todos

Durante mais de três décadas, entre 1978 e 2020, comandou Famalicão, Portimonense, Maia, Paços de Ferreira, Gil Vicente, Vitória SC, Académica, União de Leiria, SC Braga, Belenenses, Rio Ave, Moreirense, Leixões, Trofense, Desportivo das Aves, Arouca, União da Madeira, Desportivo de Chaves e Paços de Ferreira.

Na condição de jogador, o ex-médio vestiu as camisolas de Leixões, Paredes, Famalicão, Sporting de Espinho, Sporting de Braga e Portimonense de 1970 a 1985.

Vítor Oliveira foi homenageado durante o fim de semana com um minuto de silêncio em todos os jogos disputados nas provas profissionais e amadoras do futebol português, tendo a Câmara de Matosinhos decretado dois dias de luto municipal.

Continuar a ler

Futebol

Búlgaro Georgi Kabakov arbitra AEK – SC Braga

Liga Europa

em

Foto: DR

O sérvio Srdjan Jovanović arbitra na quinta-feira o jogo entre Benfica e os polacos do Lech Poznan, enquanto o búlgaro Georgi Kabakov estará na visita do SC Braga aos gregos do AEK Atenas, informou a UEFA.

Jovanović, de 34 anos, internacional desde 2015, apitará o jogo no Estádio da Luz, a partir das 20:00, da quinta jornada do grupo D da Liga Europa de futebol, e terá como árbitros assistentes os compatriotas Uroš Stojković e Milan Mihajlović.

Em Atenas, no jogo do SC Braga frente ao AEK, o árbitro Georgi Kabakov, com insígnias internacionais desde 2013, contará com os assistentes Martin Margaritov e Diyan Valkov, numa partida com início às 17:55 (horas de Lisboa).

As duas equipas portuguesas só dependem de si próprias para selar um lugar nos 16 avos de final da Liga Europa, precisando para isso de vencer os seus encontros desta quinta ronda.

Um empate servirá a ambos, caso os terceiros classificados dos respetivos grupos não ganhem aos líderes, o Standard Liège ao Rangers, na Escócia, no grupo das ‘águias’, e o Zorya Luhansk ao já apurado Leicester, na Ucrânia, no dos ‘arsenalistas’.

Também na Liga Europa, a UEFA indicou o árbitro português João Pinheiro para o jogo entre os espanhóis da Real Sociedade e os croatas do Rijeka, a partir das 20:00 (horas de Lisboa), no Estádio Anoeta, em San Sebastián.

Continuar a ler

Populares