Seguir o O MINHO

Desporto

Moreirense perde com o Estoril em casa

em

Foto: Divulgação

O Estoril Praia, com uma reviravolta no resultado, venceu esta segunda-feira em casa do Moreirense por 2-1, no jogo que encerrou a 22.ª jornada da I Liga de futebol, abandonando a zona de descida.

Os ‘cónegos’ adiantaram-se cedo no marcador, através de Tozé, aos 10 minutos, mas os ‘canarinhos’ reagiram e responderam na segunda metade, com golos de Alano, aos 72, e de Eduardo, aos 81, na conversão de uma grande penalidade.

A vitória permite ao Estoril abandonar o último lugar e sair mesmo da zona de despromoção, sendo agora 14.º classificado com 21 pontos, enquanto o Moreirense baixa ao 17.º e penúltimo lugar, o primeiro abaixo da ‘linha de água’, com 19.

Anúncio

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem O MINHO, jornal estritamente digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O MINHO é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Inspirados na filosofia seguida pelo jornal inglês "The Guardian", um dos mais importantes órgãos de comunicação do Mundo, também nós achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler O MINHO, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar O Minho - e só demora um minuto. Obrigado.

Desporto

Taça da Liga: Primeiro capítulo do ‘monopólio’ a quatro decide-se em Braga

Jogos de terça a sábado

em

Benfica, FC Porto, Sporting e o anfitrião Sporting de Braga decidem de terça-feira a sábado, na ‘final four’ da Taça da Liga, o primeiro capítulo do ‘monopólio’ em que transformaram a época futebolística 2018/19 em Portugal.

Na ‘Pedreira’, Benfica, vencedor de sete edições, e FC Porto, que nunca ganhou, disputam na terça-feira a primeira meia-final e, no dia seguinte, o Sporting, detentor do troféu, e o Sporting de Braga, ‘campeão de inverno’ em 2012/13, jogam a segunda.

A prova fecha no sábado, ficando decidido o primeiro de três troféus só ao alcance destes quatro conjuntos, que são, de forma folgada, os quatro primeiros do campeonato e jogarão também as ‘meias’ da Taça de Portugal, que inclui o dérbi lisboeta.

Os dois clubes da capital podem também vir a encontrar-se na final da Taça da Liga – seriam três ‘dérbis’ em 12 dias -, reeditando a edição 2008/09, mas pode igualmente repetir-se a de 2012/13, entre FC Porto e Sporting de Braga.

Na terça-feira, ‘águias’ e ‘dragões’ abrem as ‘hostilidades’, no que será o segundo confronto da época entre ambos: em 07 de outubro de 2018, na Luz, o Benfica venceu por 1-0, com um golo do suíço Seferovic, em encontro da sétima ronda da I Liga.

Depois disso, muito mudou, sendo que os ‘dragões’ não mais perderam, somando 20 vitórias – incluindo 18 consecutivas, igualando o recorde histórico do Benfica de 2010/11 -, e um empate, com o Sporting, em Alvalade.

Por seu lado, os ‘encarnados’ já nem têm o mesmo treinador, sendo que Bruno Lage, o sucessor de Rui Vitória, apresenta-se 100% vitorioso, em quatro jogos, os dois últimos em Guimarães, face ao Vitória, invicto esta época com os outros semifinalistas.

Na prova, o Benfica superou o FC Porto nos anteriores três confrontos, na final de 2009/10 (3-0 no Algarve) e nas meias-finais de 2011/12 (3-2 na Luz) e de 2013/14 (4-3 nos penáltis, após 0-0 nos 90 minutos, no Dragão).

Quanto às equipas, e em relação aos jogos do fim de semana, Lage recupera Ruben Dias, poderá ter Fejsa e ainda não deverá contar com Jonas, enquanto Sérgio Conceição deve continuar sem Otávio e Aboubakar, mas talvez tenha Danilo e Maxi Pereira.

Para quarta-feira, está marcada a segunda meia-final, no mesmo local onde, a 24 de setembro de 2018, o Sporting, então ainda de José Peseiro, sofreu o primeiro desaire da época, ao perder por 1-0, ‘culpa’ de Dyego Sousa, o atual melhor marcador da I Liga.

Esse encontro foi um dos muito exemplos do poderio dos ‘arsenalistas’, como demonstram os escassos dois desaires – por 1-0 no Dragão e por 6-2 na Luz – nos 27 jogos oficiais disputados na presente temporada, sob o comando de Abel Ferreira.

Por seu lado, os ‘leões’ estão bem diferentes, quatro meses depois, já que, entretanto, passaram a ser comandados pelo holandês Marcel Keizer, que entrou em ‘grande’, com sete vitórias seguidas, mas foi perdendo ‘gás’.

O enorme entusiasmo – alicerçado em vários jogos pautados por um futebol ofensivo e muitos golos – já deu lugar a interrogações, face aos resultados nos jogos mais exigentes (0-1 em Guimarães, 1-2 em Tondela e 0-0 na receção ao FC Porto).

Na Taça da Liga, Sporting e Sporting de Braga nunca se encontraram a eliminar, somando apenas um jogo na fase de grupos, em 2009/10, que terminou com o triunfo dos ‘leões’ por 2-1, em Alvalade, com Abel Ferreira como lateral direito.

Os dois embates das meias-finais estão agendados para as 19:45, tal como a final.

Continuar a ler

Desporto

Vitoriano Vitor Rodrigues venceu ultramaratona no Brasil

Primeiro português a consegui-lo

em

Foto: Facebook do Vitória SC

O atleta do Vitória SC, Vitor Rodrigues, participou e finalizou numa das ultra maratonas mais difícil do Brasil, ‘Ultramaratona Brasil 135’.

O ultramaratonista vitoriano percorreu 217 quilómetros de prova em 34 horas com a bandeira nacional nas mãos.

Para a história fica o nome do Vitor como o primeiro português a concluir esta prova e logo com um primeiro lugar.

Continuar a ler

Futebol

SC Braga B vence líder Paços de Ferreira

em

O SC Braga B venceu este sábado 3-1 o Paços de Ferreira, líder da II Liga de futebol, numa partida da 18.ª jornada em que os pacenses jogaram com menos um durante cerca de 75 minutos.

Os minhotos marcaram cedo, logo aos sete minutos, por Ibrahima, mas um autogolo de Casimiro, aos 39, empatou a partida. No período de descontos da primeira parte, o Braga B sentenciou a partida com dois golos, por Pedro Amador e André Ribeiro (45+1 e 45+3).

Os bracarenses somaram a segunda vitória seguida, depois do triunfo sobre o Benfica B na última ronda (3-2), e podem distanciar-se um pouco dos últimos lugares.

Já o Paços de Ferreira interrompeu uma série de cinco jogos sem perder na II Liga, mas vai continuar isolazdo no primeiro lugar, porque o Famalicão, segundo classificado, empatou em casa com o Farense (0-0).

Aos 17 minutos, surgiu um dos lances capitais: uma entrada imprudente de Tanque sobre Rafael Assis originou a expulsão do avançado brasileiro e, minutos depois, à saída de maca do compatriota médio do Braga B.

Os minhotos já venciam na altura, mas, mesmo com menos um jogador, o Paços de Ferreira nunca desistiu de procurar o empate, o que logrou com o autogolo de Casimiro.

Em cima do intervalo, contudo, o Braga B ‘matou’ a partida: primeiro foi Pedro Amador a empurrar para a baliza deserta, após insistência de Casimiro, e, logo a seguir, André Ribeiro deu sequência a um bom trabalho de Ibrahima e, à segunda, fez o golo.

Ficha de Jogo

Jogo no Estádio 1º de Maio, em Braga.

SC Braga B – Paços de Ferreira, 3-1.

Ao intervalo: 3-1.

Marcadores:

1-0, Ibrahima, 07 minutos.

1-1, Casimiro, 39 (própria baliza).

2-1, Pedro Amador, 45+1.

3-1, André Ribeiro, 45+3.

Equipas:

– SC Braga B: Tiago Pereira, Casimiro, Inácio, David Carmo, Simão, Rafael Assis (Pedro Amador, 24), Ibrahima (Henry, 78), Afonso Caetano, Crespo, André Ribeiro (Midana, 85) e Denisson.

(Suplentes: Filipe Ferreira, Danilo, Pedro Amador, Midana, Tiago Dias, Elias Emanuel e Henry).

Treinador: Wender Said.

– Paços de Ferreira: Ricardo Ribeiro, Bruno Santos, Marco Baixinho, Júnior Pius, Paulo Henrique, Diaby (Uilton, 64), Luiz Carlos, Christian, Fatai (Paul Ayongo, 71), Wagner (Rafael Barbosa, 64) e Tanque.

(Suplentes: Carlos, Marcos Valente, André Leão, Rafael Barbosa, Elves, Uilton e Paul Ayongo).

Treinador: Vítor Oliveira.

Árbitro: Luís Godinho (AF Évora).

Ação disciplinar: cartão amarelo para Inácio (20), André Ribeiro (53), Crespo (66), Tiago Pereira (82). Cartão vermelho direto para Tanque (17).

Assistência: cerca de 350 espetadores.

O conteúdo SC Braga B vence líder Paços de Ferreira aparece primeiro em Desporto – O MINHO.



Source link

Continuar a ler

Populares