Seguir o O MINHO

Futebol

Moreirense já só conseguirá manter-se na I Liga com recurso ao ‘play-off’

I Liga

em

O Estoril Praia venceu hoje o Moreirense, por 1-0, em jogo da 33.ª jornada da I Liga de futebol, num encontro decido com um golo de André Franco e em que o Moreirense falhou uma grande penalidade já depois dos 90 minutos.

Com este desfecho, o Estoril põe fim a um ciclo de seis jogos sem vencer. Com 39 pontos, a equipa de Bruno Pinheiro ocupa a sétima posição da Liga portuguesa, mas terá ainda de esperar pelos resultados dos restantes encontros para saber se mantém esse posto.

Já o Moreirense, com 26 pontos, ocupa a 17.ª e penúltima posição da tabela, tendo contas cada vez mais complicadas para permanecer entre os ‘grandes’. Com uma jornada por disputar, o melhor que os minhotos podem ainda conseguir é disputar o ‘play-off’ de manutenção.

A lutar pela permanência na I Liga, ao Moreirense só a vitória interessava e a equipa de Ricardo Sá Pinto entrou mais determinada no encontro no António Coimbra da Mota e instalou-se no meio campo estorilista.

Contudo, apesar de um domínio que pareceu mais consentido do que conquistado, o Moreirense teve dificuldade em aparecer com perigo junto à baliza de Thiago Silva e o melhor que conseguiu foi um lance ao minuto 16, com Rafael Martins a atirar cruzado para defesa do brasileiro.

Perto do final da primeira parte, a equipa de Ricardo Sá Pinto ainda ‘sonhou’ com uma grande penalidade assinalada por Manuel Mota, mas a decisão acabou por ser revertida pelo videoárbitro por a falta de Mboula ter ocorrido fora da área ‘canarinha’.

O segundo tempo recomeçou morno e nenhuma das equipas demonstrava muita vontade em chegar ao golo. Começaram as substituições, o jogo mexeu e o Estoril colocou-se em vantagem já com 19 minutos decorridos: depois de ganhar um lance dividido com Pablo e alguns ressaltos, André Franco afinou a mira e atirou ao ângulo para bater Kevin Silva e fazer o 11.º golo na liga portuguesa.

Sem alternativa a não ser ir à procura do golo do empate, o Moreirense subiu no terreno, Ricardo Sá Pinto fez entrar três jogadores de uma só assentada e o melhor lance dos cónegos surgiu já dentro do quarto de hora final, com um remate de Rafael Martins que tirou tinta ao poste da baliza do Estoril Praia.

Já com o Estoril a jogar com 10, por expulsão de Vital, o Moreirense voltou a estar perto do golo, novamente num lance pelo lado esquerdo e com Yan Matheus a rematar muito perto do poste direito de Thiago Silva.

Já para depois dos 90 minutos estava guardada a melhor ocasião do Moreirense para chegar ao golo do empate, com um penálti assinalado por Manuel Mota. O lance gerou polémica na Amoreira e, talvez por isso, Yan Matheus tremeu e enviou a bola ao poste e ficou gorada a hipótese da equipa de Moreira de Cónegos levar pontos da visita à Amoreira.

Ficha de Jogo

Jogo no Estádio António Coimbra da Mota, no Estoril.

Estoril Praia – Moreirense, 1-0.

Ao intervalo: 0-0.

Marcadores:

1-0, André Franco, 64 minutos.

Equipas:

– Estoril Praia: Thiago Silva, David, Raul, Vital, Joãozinho, Rosier (Francisco Geraldes, 60), Gamboa (Volnei, 82), Mboula (Carles Soria, 89), André Franco (Bruno Lourenço, 88), Arthur (Lucho, 88) e Rui Fonte.

(Suplentes: Dani Figueira, Carles Soria, Volnei, Francisco Geraldes, Ruiz, Bruno Lourenço, Lucho, David Carvalho e Gilson).

Treinador: Bruno Pinheiro.

– Moreirense: Kewin Silva, Matheus Silva (Yan Matheus, 73), Pablo, Rosic, Frimpong (André Luís, 60), Sori Mané (Rodrigo Conceição, 73), Jefferson Júnior, Walterson (Derik, 57), Franco (Ismael, 73), Pedro Amador e Rafael Martins.

(Suplentes: Pasinato, Rodrigo Conceição, Artur Jorge, Ibrahima, André Luís, Yan Matheus, Steven Vitória, Derik e Ismael).

Treinador: Ricardo Sá Pinto.

Árbitro: Manuel Mota (AF Braga).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Mboula (44), Sori Mané (53), Pedro Amador (74), André Luís (81), Vital (81 e 83), Lucho (90+1), Rui Fonte (90+4) e Joãozinho (90+5). Cartão vermelho por acumulação de amarelos para Vital (83).

Assistência: Cerca de 1.500 espetadores.

Populares