Seguir o O MINHO

Futebol

Moreirense e Paços de Ferreira acertam calendário com olhos na Taça da Liga

I Liga

em

Foto: Ilustrativa / DR

O Moreirense e o Paços de Ferreira defrontam-se hoje em jogo em atraso da sétima jornada da I Liga de futebol, numa partida que vai definir a última vaga na Taça da Liga.


O encontro esteve inicialmente previsto para 07 de novembro, mas foi adiado para hoje, devido a um surto de covid-19 no conjunto de Moreira de Cónegos.

Além de uma possível subida na classificação, Moreirense e Paços de Ferreira vão discutir entre si a sexta e última vaga da I Liga na Taça da Liga, este ano, devido à pandemia de covid-19, apenas disponível para os seis melhores do primeiro escalão e os dois líderes da II Liga.

Os pacenses, sextos classificados da I Liga, partem em vantagem, pois precisam de um empate para assegurar a ida à Taça da Liga, enquanto o Moreirense, 12.º, terá de vencer por dois golos para se qualificar.

Em jogos para a I Liga em Moreira de Cónegos, a equipa da casa soma cinco vitórias e dois empates e perdeu apenas uma vez, em 2013, quando o Paços de Ferreira venceu por 5-0.

O encontro está marcado para as 21:45 e terá arbitragem de Hélder Malheiro, da Associação de Futebol de Lisboa.

Anúncio

Futebol

Treinador do Paços de Ferreira diz que SC Braga é “a equipa mais forte em Portugal”

I Liga

Foto: DR

O treinador Pepa disse hoje que “só o melhor Paços de Ferreira poderá conseguir bater o SC Braga”, atualmente “a equipa mais forte em Portugal”, no jogo da 14.ª jornada da I Liga de futebol, no sábado.

Na conferência de antevisão ao jogo em casa, entre o quarto e o quinto classificados da prova, o técnico pacense falou do “trabalho impressionante” do SC Braga, do qual está a cinco pontos de distância, reconhecendo que vai exigir o melhor da sua equipa.

“Não é o clube que tem mais palmarés, mas, para nós, é a equipa mais difícil do campeonato. Este Braga e o Carlos Carvalhal estão a fazer um trabalho impressionante. A qualidade de jogo e a dinâmica, em que tanto é a três, a cinco ou com a linha de quatro, a forma tão diversificada como atacam, é muito difícil de anular. Isto vai exigir o melhor de nós”, disse Pepa.

O técnico do Paços elencou ainda “uma incrível dinâmica ofensiva e uma qualidade individual e coletiva tremenda”, as rotinas dos muitos elementos do plantel que jogam juntos há muito tempo, recordando ainda que os reforços “acrescentaram qualidade individual, que fez aumentar a qualidade coletiva”.

“É giro e engraçado analisar a equipa do Braga, mas, mais difícil do que analisar a variabilidade do seu jogo, é anular. E esse é o grande desafio”, reconheceu.

Para Pepa, a chave de um eventual sucesso do Paços passa pelo “rigor, concentração e inteligência” em doses generosas, para perceber e ajustar no momento a equipa às dinâmicas diferentes conseguidas no próprio jogo, com os mesmos jogadores, pelo SC Braga.

Em caso de vitória, o Paços fica a dois pontos do Braga, que é quarto classificado, mas Pepa não muda o discurso e usou até uma curiosa formulação.

“Se ficamos muito ‘pavões’, temos problemas, e, se nos escondemos, não vemos os problemas. O nosso objetivo é claro: a permanência. Ponto. Agora, não se paga para sonhar, sabendo que há fases e momentos em que poderemos perder. Temos de estar preparados para tirar a água que o barco pode começar a meter e, por isso, eu digo que isto é jogo a jogo”, concluiu.

Na tabela, o Paços de Ferreira ocupa o quinto lugar, com 22 pontos, menos cinco do que o Sporting de Braga, quarto classificado, com 27. As duas equipas defrontam-se no estádio Capital do Móvel, no sábado, às 15:30.

Continuar a ler

Futebol

Carvalhal quer SC Braga “guerreiro” em Paços de Ferreira

I Liga

Foto: DR / Arquivo

O treinador Carlos Carvalhal disse hoje que a visita a Paços de Ferreira é uma das mais difíceis da I Liga de futebol e que é preciso um SC Braga “guerreiro” para vencer no sábado, na 14.ª jornada.

O Sporting de Braga vem de uma goleada por 5-0 diante do Torreense, equipa do terceiro escalão do futebol nacional, na quarta-feira, que o colocou nos quartos de final da Taça de Portugal e desloca-se agora, cerca de 72 horas depois, ao reduto do Paços de Ferreira, quinto classificado.

“Estamos confiantes, sentimo-nos positivos, esta vitória [5-0 ao Torreense] foi talvez a que me deu maior felicidade por tudo e isso acrescentou ao bom clima que temos, mas temos consciência que este é um jogo de arregaçar as mangas, de guerreiros e vamos ter em campo 11 guerreiros e no banco outros preparados para ajudar a equipa”, disse o técnico, em declarações à televisão do clube.

Carlos Carvalhal disse esperar dificuldades, num terreno que é um dos “mais difíceis” do campeonato.

“Independentemente do Paços de Ferreira estar bem, jogar na ‘Mata Real’ é das saídas mais difíceis do nosso campeonato. Temos um grande respeito pelo Paços de Ferreira, um grande trabalho do [treinador] Pepa, e pela equipa também, em termos de qualidade de jogo e da tabela classificativa”, afirmou.

O SC Braga pode tirar partido do ‘clássico’ entre FC Porto e Benfica de hoje, mas o técnico diz estar focado apenas no jogo com os pacenses.

“Não estamos preocupados com a classificação ou a pontuação, a nossa preocupação é o jogo seguinte e tentar vencê-lo. Só devemos concentrar-nos no que podemos controlar, que é o presente e o futuro próximo”, reforçou.

O treinador notou o “curto espaço de tempo” para preparar o jogo, mas considerou que a equipa está preparada para tentar vencer.

“Como sempre, é em nós que estamos focados, penso que preparámos bem este jogo, apesar do curto espaço de tempo, vamos jogar com um espaço de 72 horas, mas estamos bem preparados e vamos com tudo para a ‘Mata Real’, com respeito pelo adversário, mas uma vontade muito grande de vencer. O Paços de Ferreira vai tentar ganhar o jogo e nós, abertamente, também”, disse.

Carlos Carvalhal considerou que o Paços de Ferreira “tem argumentos diversificados”, mas frisou que o SC Braga está “muito bem identificado” com o adversário e que “percebe claramente a maneira como joga e as suas dinâmicas”.

SC Braga, quarto classificado, com 27 pontos, e Paços de Ferreira, quinto, com 22, defrontam-se no estádio Capital do Móvel, no sábado, às 15:30.

Continuar a ler

Futebol

Ivo Rodrigues reforça Famalicão

Mercado de transferências

Foto: Divulgação / FC Famalicão

O avançado português Ivo Rodrigues é o mais recente reforço do Famalicão, anunciou hoje o clube da I Liga portuguesa de futebol.

O extremo português, de 25 anos, chega do Antuérpia, que disputa a Liga belga, e assinou contrato até 2024 com o clube famalicense, 18.º e último classificado do escalão principal.

“Sou mais um para ajudar o clube a chegar a lugares superiores na classificação e a deixar marca no futebol português. A equipa gosta de ter muita bola e assumir o jogo e considero que essas são características que encaixam no meu estilo”, referiu o jogador, em declarações divulgadas no sítio oficial do Famalicão na Internet.

Formado no FC Porto, Ivo Rodrigues cumpriu o primeiro desafio no escalão sénior ao serviço da equipa B dos ‘dragões’, tendo-se seguido cedências ao Vitória de Guimarães, Arouca e Paços Ferreira.

Nas três últimas temporadas jogou no Antuérpia, tendo ajudado o clube belga a conquistar a Taça e a qualificar-se para a Liga Europa.

O extremo destaca-se ainda pelas várias internacionalizações pelas seleções jovens nacionais, tendo participado no Mundial de sub-20 e no Campeonato da Europa de sub-19, prova em que Portugal foi vice-campeão.

Continuar a ler

Populares