Seguir o O MINHO

Futebol

Moreirense traz Gil Vicente de volta à Terra

2.ª jornada da I Liga

em

O Moreirense conquistou hoje o primeiro triunfo da edição 2019/20 da I Liga portuguesa de futebol com um 3-0 sem contestação na receção ao regressado Gil Vicente, em jogo da segunda jornada.

Fábio Abreu e Bilel, com golos aos oito e 22 minutos, colocaram o Moreirense a vencer confortavelmente ainda antes do intervalo, e Luther Singh lançou uma ‘bomba’ aos 72 que acabaria por sentenciar o jogo.

O Moreirense somou os primeiros três prontos, os mesmos do Gil Vicente, uma semana depois de a equipa de Barcelos ter surpreendido, no regresso à I Liga, com uma vitória (2-1) sobre o vice-campeão, o FC Porto.

Num jogo com poucas alterações nos dois ‘onzes’ face à jornada anterior – Kellyton e Erick foram as novidades nos gilistas, e Fábio Pacheco ocupou o lugar de Sori Mané no Moreirense – a turma de Barcelos até começou bem com uma arrancada de Lourency pela esquerda, a deixar Iago para trás e tentar servir Sandro Lima, que ficou a centímetros da emenda (seis minutos), mas quem acabou por dominar o encontro foi o conjunto de Moreira de Cónegos.

O Moreirense, que se estreava em casa após duas derrotas fora (1-0 em Setúbal para a Taça da Liga e 3-1 em Braga na primeira jornada do campeonato) chegou ao primeiro golo através de um cabeceamento cruzado de Fábio Abreu, após livre de Pedro Nuno (08 minutos).

O conjunto ‘cónego’ atacava bem pelos corredores e ganhava mais bolas perante uma defesa visitante muito nervosa. Perto do quatro de hora de jogo, aos 14, um remate de Fábio Abreu muito perto do alvo saiu por cima e meia dúzia de minutos depois, aos 20, foi a vez de Pedro Nuno tentar o segundo, mas o Gil conseguiu o alívio.

As ameaças acabaram por surtir o efeito desejado pelo técnico Vítor Campelos, que viu Bilel, após passe perfeito de Fábio Pacheco, fazer o 2-0, aos 22.

A resposta do Gil Vicente surgiu tímida e só um remate forte de Kraev de fora da área, mas a sair por cima (38 minutos), assustou de facto a defesa da casa.

No segundo tempo, o emblema orientado por Victor Oliveira apareceu mais atrevido, mas mantendo a incapacidade de se impor no jogo, enquanto o Moreirense se expunha pouco, aparecendo muito cauteloso.

Aos 51 minutos, Naidji, um dos poucos atletas que sobreviveu à revolução feita no clube barcelense face à época passada, tentou o golo com um cabeceamento por cima. Sandro Lima também mostrava estar insatisfeito com o resultado e copiando o colega argelino, tento de cabeça, depois de cruzamento de Lourency, mas a bola saiu ligeiramente ao lado da baliza à guarda de Pasinato (57).

E aos 72 minutos, o momento alto do jogo foi protagonizado por um sul-africano emprestado ao Moreirense pelo Sporting de Braga que tinha entrado em campo há quatro minutos e chegado a Moreira de Cónegos há quatro dias: Luther Singh acercou-se da entrada da área em zona frontal e ‘disparou’ ao ângulo superior esquerdo da baliza de Denis, assinando o 3-0.

Apesar da desvantagem pesada, o Gil Vicente reagiu e viu Lourency rematar à barra, aos 79, e depois para defesa do guardião brasileiro dos vimaranenses, aos 81, mas o conjunto barcelense não foi capaz de afinar a eficácia e reduzir a desvantagem.

Ficha de Jogo

Jogo no Estádio Comendador Joaquim de Almeida Freiras, em Moreira de Cónegos.

Moreirense – Gil Vicente, 3-0.

Ao intervalo: 2-0.

Marcadores:

1-0, Fábio Abreu, 08 minutos.

2-0, Bilel Aouacheria, 22 minutos.

3-0, Luther Singh, 72 minutos.

Equipas:

– Moreirense: Pasinato, João Aurélio, Iago, Steven Vitória, Djavan, Fábio Pacheco, Alex Soares, Bilel Aouacheria, Filipe Soares (Luther Singh, 68), Pedro Nuno (Luiz Henrique, 84) e Fábio Abreu (Nenê, 86).

(Suplentes: Trigueira, Rosic, D’Alberto, Luiz Henrique, Luther Singh, Machado e Nenê).

Treinador: Vítor Campelos.

– Gil Vicente: Denis, Kellyton (Naidji, 46), Rúben Fernandes, Rodrigo, Arthur (Vente, 46), João Afonso, Soares, Kraev (Samuel Lino, 77), Erick, Sandro Lima e Lourency.

(Suplentes: Wellington Luís, Nogueira, Vente, Léo Cordeiro, Ahmed, Samuel Lino e Naidji).

Treinador: Vitor Oliveira.

Árbitro: Manuel Oliveira (AF Porto).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Kellyton (07), Soares (82) e Rodrigo (88).

Assistência: 1.792 espetadores.

Anúncio

Futebol

Suspensa negociação das ações da Sporting SAD

Saída de Bruno Fernandes será razão da suspensão das negociações

em

Foto: ligaportugal.pt

A Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) suspendeu, esta quarta-feira, a negociação das ações do Sporting Clube de Portugal – Futebol SAD “aguardando a divulgação de informação relevante”.

Numa nota divulgada, esta quarta-feira, é referido que o Conselho de Administração da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) “deliberou a suspensão da negociação das ações do Sporting Clube de Portugal – Futebol, SAD, aguardando a divulgação de informação relevante”.

A suspensão das ações da SAD do Sporting ocorre no dia em que a comunicação social avança que o jogador leonino Bruno Fernandes vai assinar pelo Manchester United e que o clube inglês vai pagar 55 milhões de euros no imediato ao Sporting.

Continuar a ler

Futebol

SC Braga quer aproximar-se do quarto lugar na visita ao Moreirense

18.ª jornada da I Liga

em

Foto: Divulgação / Arquivo

SC Braga, recente vencedor da Taça da Liga, pode aproximar-se do quarto lugar da I Liga portuguesa de futebol, caso vença hoje no terreno do Moreirense, no último jogo da 18.ª jornada.

Os bracarenses, sextos classificados com 27 pontos, venceram todos os cinco jogos sob o comando de Rúben Amorim, incluindo um ao Sporting (2-1) e dois ao FC Porto (2-1 e 1-0), somando três vitórias consecutivas no campeonato.

Em caso de vitória, o SC Braga sobe ao quinto lugar, ultrapassando o Rio Ave, que soma 28 pontos, e fica a um ponto do Famalicão e a dois do Sporting, que vai receber na próxima jornada.

O Moreirense não vence há três jornadas e ocupa a 14.ª posição, com 18 pontos, podendo ultrapassar Tondela, Marítimo e Santa Clara e subir ao 11.º lugar, caso vença os rivais minhotos no embate marcado para as 20:15, em Moreira de Cónegos.

Programa da 18.ª jornada

– Domingo, 26 janeiro:

Belenenses SAD – Portimonense, 2-1

Tondela – Vitória de Setúbal, 0-3

Famalicão – Santa Clara, 0-1

Paços de Ferreira – Benfica, 0-2

Desportivo das Aves – Boavista, 0-1

Segunda-feira, 27 janeiro:

Vitória SC – Rio Ave, 1-2

Sporting – Marítimo, 1-0

– Terça-feira, 28 janeiro:

FC Porto – Gil Vicente, 2-1

CfQuarta-feira, 29 janeiro:

Moreirense – SC Braga, 20:15

Continuar a ler

Futebol

Ricardo Soares promete Moreirense com “ambição” de vencer Braga “muito difícil”

I Liga

em

Foto: DR / Arquivo

O treinador do Moreirense, Ricardo Soares, afirmou esta terça-feira que a sua equipa deseja vencer o SC Braga na quarta-feira, no encerramento da 18.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, apesar de considerar o adversário “muito difícil”.

Ainda sem triunfos desde que assumiu o comando da turma de Moreira de Cónegos, após a 14.ª jornada, o treinador admitiu que será difícil conquistar a primeira vitória na receção à turma bracarense, 100% vitoriosa com Rúben Amorim no cargo de treinador (cinco triunfos e uma Taça da Liga), mas defendeu que o plantel por si liderado tem as suas “armas” para discutir o jogo.

“Sabemos o que nos espera, mas estou convencido numa grande resposta contra uma grande equipa. Temos ambição e motivação. Tudo faremos para vencer o jogo”, disse, na antevisão à partida agendada para as 20:15, no Estádio Comendador Joaquim de Almeida Freitas.

O treinador lembrou que a formação vimaranense, 14.ª classificada, somou, até agora, 14 dos 18 pontos que tem a jogar em casa, tendo considerado que um possível empate frente à turma ‘arsenalista’, sexta, com 27, só poderá ser um “bom resultado” atendendo às circunstâncias do jogo.

Ricardo Soares admitiu, porém, que os bracarenses têm “poucos pontos fracos” para explorar, por terem “muita qualidade na posse de bola”, “dinâmicas bem interpretadas pelos jogadores”, e “eficácia” nas bolas paradas, com elementos que se destacam no jogo aéreo.

“O SC Braga privilegia a posse de bola, mas é também muito forte na recuperação de bola no último terço [ofensivo]. Quando baixa, é também forte nas transições”, salientou.

As dificuldades que esperam os seus jogadores podem ser ainda maiores, por causa da “confiança tremenda” que os pupilos de Rúben Amorim sentem neste momento, acrescentou Ricardo Soares.

O Moreirense vai disputar a partida de encerramento de uma jornada em que adversários diretos na tabela como o Santa Clara (12.º classificado, com 20 pontos) e o Belenenses SAD (15.º, com 18) venceram, mas o treinador recusou que a pressão para o duelo com o Braga seja maior por causa disso, até porque a equipa está dentro do “objetivo da manutenção”.

Questionado ainda sobre eventuais reforços durante a última semana do mercado de transferências de ‘inverno’, Ricardo Soares disse estar “em sintonia” com o presidente do clube, Vítor Magalhães, até porque há consciência das “necessidades do plantel” por resolver.

O Moreirense, 14.º classificado, com 18 pontos, recebe o SC Braga, sexto, com 27, em partida da 18.ª jornada da I Liga, agendada para as 20:15 de quarta-feira, no Estádio Comendador Joaquim de Almeida Freitas, em Moreira de Cónegos.

Continuar a ler

Populares