Seguir o O MINHO

Ave

Moonspell, Aurea e Carminho no cartaz da “Festa da Música” de Louro, Famalicão

em

Moonspell, Aurea e Carminho são os cabeças-de-cartaz do festival Laurus Nobilis Music que vai decorrer de 22 a 24 de julho em Louro, Vila Nova de Famalicão, anunciou esta quinta-feira a organização.

Descrita como “a banda portuguesa mais internacional de todos os tempos ao nível do Metal Gótico” os Moonspell passarão pelo palco do festival a 22 de julho, numa sexta-feira dedicada ao heavy metal e ao rock alternativo que conta ainda com os Bizarra Locomotiva, precursores da música industrial, e Quinteto Explosivo, banda que reúne membros de Homens da Luta, Comme Restus, Kalashnikou e Noidz.

O sábado, dia 23, é dedicado ao rock e pop rock com Aurea, naquele que será um dos primeiros concertos da artista para apresentar o novo trabalho “Restart”, somando-se o grupo brasileiro Bloco do Caos, que terá a responsabilidade de apresentar as novas tendências do rock, reggae, e rap, bem como a “prata da casa” de Famalicão, os The CityZens.

A fadista Carminho pisa o palco de Louro a 24 de julho, num domingo também marcado pela banda espanhola de música folk/celta Luar Na Lubre e pelos portugueses kwantta, oriundos de Abrantes com pop/rock, reggae, jazz e ska.

Naquela que é a segunda edição do Laurus Nobilis Music, festival lançado pela associação Ecos Culturais do Louro, a organização estima poder chegar aos 10 mil festivaleiros por dia.

A “Festa da Música”, como é conhecido o evento, pretende afirmar-se no calendário de festivais nacional “não só na vertente profissional”, mas também como “montra para projetos emergentes”.

Aliás são novidades este ano a presença de três bandas portuguesas que serão selecionadas a partir de um concurso nacional de bandas, do qual a Ecos Culturais do Louro é parceira, bem como a presença de Djs no final dos concertos como António Freitas e Fernando Alvim confirmados.

Nos dois primeiros dias o recinto da festa, localizado a quatro quilómetros do centro de Vila Nova de Famalicão, abre às 18h00 e encerra às 04h00, enquanto no domingo as portas fecham às 24h00.

Durante os dias do evento a organização, conforme foi adiantado esta quinta-feira na conferência de imprensa de apresentação, promete atividades lúdicas, nomeadamente escalada, slide, rapel, e um workshop de música destinado a crianças.

“O Laurus Nobilis é um projeto muito importante para nos ajudar a atingir os nossos objetivos, pois vemos nele potencialidades para melhor cumprir a missão que nos propusemos”, lê-se na mensagem do presidente da Ecos Culturais do Louro, José Aguiar.

O dirigente vinca como objetivos “promover a Cultura” e um dos “principais pilares” desta associação: o sonho de vir a construir uma sede que funcionará em parceria com a Casa do Artista Amador, um espaço vocacionado à arte amadora que servirá para albergar projetos de músicos, poetas, pintores, atores, escritores, entre outros artistas.

E exatamente a este propósito o presidente da câmara de Famalicão, Paulo Cunha, sem deixar de elogiar o “eclético cartaz musical do festival”, destaca a vertente cultural e social do Laurus Nobilis.

“No horizonte, está a construção da Casa do Artista Amador, um desígnio da associação que pretende ajudar a desabrochar talentos escondidos, promovendo e valorizando a criação artística em Portugal”, descreve o autarca.

Os bilhetes para o Laurus Nobilis Music, que conta com o apoio, entre outras entidades, da câmara de Famalicão, da Cooperativa Elétrica do Vale D’Este e da Sociedade Portuguesa de Autores, custarão entre 20 (diário) e 40 euros (passe de três dias) com descontos de 30% para quem adquirir entradas até ao final deste mês.

logo Facebook Fique a par das Notícias de Famalicão. Siga O MINHO no Facebook. Clique aqui

Populares