Seguir o O MINHO

Famalicão

Ministro anuncia segundo ‘supercomputador’ do país a ser instalado em Famalicão

Potencia nas áreas de cura e prevenção do cancro, mobilidade, sustentabilidade e previsão climáticas

em

Foto: DR

O ministro da Ciência anunciou esta sexta-feira um segundo supercomputador para Portugal “já em 2020”, que ficará instalado em Vila Nova de Famalicão, onde está o BOB, a primeira máquina do género em Portugal.

Manuel Heitor fez o anúncio durante uma intervenção em Braga, na Universidade do Minho (UMinho), na conferência “Create Knowledge. Foster Change: Towards a New Decade of Joint Achievements”, na qual explicou as vantagens dos supercomputadores, apontando o aproveitamento daquelas máquinas em áreas como cura e prevenção do cancro, mobilidade, sustentabilidade e previsão climáticas.

À margem da conferência, coube ao representante da Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT), Nuno Rodrigues, explicar o processo para instalar o novo supercomputador.

“Está-se a tratar do concurso público para o funcionamento da máquina, o Deucalion. O objetivo é termos a máquina instalada e a funcionar no final de 2020”, reafirmou.

Sobre a supercomputação, Manuel Heitor, apontou o BOB como um “exemplo da supercomputação verde”, explicando que o supercomputador pode ser útil para a busca da cura do cancro, identificação precoce de tumores, previsão do clima e alterações climáticas, ondas de calor ou de frio, entre outras funcionalidades.

O BOB, nomeado assim em honra do seu criador Robert A. Peterson, da Universidade do Texas em Austin (UT Austin), está instalado na freguesia de Riba de Ave, em fase de testes e vai “abrir ao público” em janeiro, adiantou ainda o governante.

A opção de instalar o BOB em Portugal serve ainda com “prova” da capacidade do país no uso de energias renováveis: “A supercomputação tem uma pegada ecológica muito grande, porque as máquinas têm que ser arrefecidas e por isso precisa de muita energia para o ar condicionado”, explicou Manuel Heitor.

“Portugal tem uma tradição importante na integração de energias renováveis e por isso mesmo é que este supercomputador foi instalado em Riba de Ave, num centro da REN, em colaboração com a EDP para novos sistemas e tecnologias para o que é chamado a supercomputação verde, ou seja a supercomputação alimentada a energias renováveis”, finalizou.

Ave

Mulher ferida após despiste em Famalicão

Acidente

Foto: BV Riba d'Ave

Uma mulher ficou ferida na sequência de um despiste, na manhã desta quinta-feira, na VIM (via intermunicipal), na freguesia de Oliveira Santa Maria, em Famalicão.

A vítima, cuja idade não foi possível apurar, já se encontrava fora da viatura aquando da chegada dos bombeiros e foi transportada para o hospital com ferimentos ligeiros.

Foto: BV Riba d’Ave

Foto: BV Riba d’Ave

O alerta foi dado às 09:37.

Os Bombeiros de Riba de Ave prestaram socorro com oito operacionais apoiados por quatro viaturas.

A GNR registou a ocorrência.

Continuar a ler

Ave

Câmara de Famalicão investe 320 mil euros no restauro da Casa de Camilo

Obra cofinanciada através do FEDER

Projeto

A obra de remodelação, ampliação e arranjos exteriores da Casa de Camilo, em Seide, Famalicão, começou na segunda-feira, sendo o prazo de execução de um ano, anunciou hoje o município.

Em comunicado, o município de Famalicão refere que se trata de um investimento de 320 mil euros, ao abrigo da candidatura “Rota Camilo: Valorização da Casa-Museu e Cemitério da Lapa”, recentemente aprovada no âmbito do programa operacional Norte 2020.

A obra é cofinanciada através Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER).

Citado no comunicado, o presidente da Câmara, Paulo Cunha, refere que se trata de “uma obra de arquitetura que vai valorizar ainda mais aquele lugar da vida e da ficção camilianas”, respeitando a traça original do edifício.

“O restauro da casa dos caseiros e a renovação da quinta permitirá não só oferecer aos visitantes um cenário tão semelhante quanto o que Camilo experienciou, mas permitir que com essas novas infraestruturas possamos diversificar ainda mais a oferta pedagógica, cultural e científica da instituição para o melhor conhecimento da vida e da produção literária do escritor, além do período histórico em que viveu”, sublinhou.

Camilo Castelo Branco residiu cerca de 26 anos na casa de Seide, onde “chegou por amor, escreveu, viveu com a família e pôs termo à vida”.

“Considerada a mais emblemática memória viva do maior escritor do romantismo português, a Casa de São Miguel de Seide ganhou um significado histórico de fundamental importância para o conhecimento profundo de todas as temáticas camilianas”, lê-se no comunicado.

Para além deste projeto, a candidatura, apresentada em conjunto com a Venerável Irmandade da Lapa, no Porto, prevê ainda a qualificação do Cemitério da Lapa, um monumento de interesse público, onde se encontra o jazigo que guarda os restos mortais de Camilo Castelo Branco.

A Câmara de Famalicão viu ainda aprovada a candidatura “Rota Camilo: Qualificação e Divulgação Territorial”.

No conjunto, a autarquia famalicense irá beneficiar de um investimento de mais de 700 mil euros, contando com uma comparticipação FEDER de cerca de 500 mil euros.

Os projetos envolvem, para além do município, um conjunto de instituições parceiras com ligações à memória camiliana.

Continuar a ler

Ave

Dois adolescentes apanhados com caixas registadoras após furto em Famalicão

PSP deteve jovens de 16 e 17 anos

Foto: Ilustrativa / DR

A PSP deteve na madrugada de hoje, em Famalicão, dois jovens, de 16 e 17 anos, por furto em estabelecimento comercial, através de arrombamento, anunciou aquela força.

Em comunicado, a PSP refere que os detidos tinham na sua posse duas caixas registadoras, três gavetas, seis vidros para telemóveis, quatro fones, pilhas e a quantia de 265 euros, “que haviam furtado” de um estabelecimento comercial situado na Rua Lourenço da Silva Oliveira, na cidade de Famalicão.

Os detidos vão ser presentes no Tribunal Judicial de Famalicão.

Continuar a ler

Populares