MP pede interdição de quatro adeptos do FC Famalicão por arremesso de pedras contra portistas

Acusados de atirarem pedras e garrafas a adeptos do FC Porto

Quatro adeptos do FC Famalicão estão acusados pelo Ministério Público (MP) do crime de arremesso de objetos ou de produtos líquidos. Segundo a acusação, no final do jogo da I Liga, contra o FC Porto, no dia 03 de junho do ano passado, os arguidos atiraram pedras e garrafas da direção de um grupo de adeptos dos ‘dragões’. É pedida a interdição de acesso a estádios.

Em despacho de 19 de março, o MP considera indiciado que os arguidos, naquela data, integraram um grupo de adeptos que no exterior do Estádio Municipal 22 de Junho, em Famalicão, apoiaram o clube famalicense no decurso do jogo com o FC Porto, realizado à porta fechada por força do contexto pandémico.

De acordo com a acusação, no final do jogo, pelas 23:40, já na Avenida Rebelo Mesquita, naquela cidade, “os arguidos, juntamente com outros adeptos do Futebol Clube de Famalicão, arremessaram pedras e garrafas na direção de um grupo de adeptos do Futebol Clube do Porto, sendo incentivados a fazê-lo por um dos arguidos”.

Além da condenação na pena principal, o MP pede a condenação dos arguidos na pena acessória de interdição de acesso a recintos desportivos.

 
Total
0
Partilhas
Artigo Anterior

Centros de vacinação rápida vão começar a operar no início de maio

Próximo Artigo

Comandante dos Bombeiros Sapadores de Viana processado por "assédio moral e laboral"

Artigos Relacionados
x