Seguir o O MINHO

Braga

Minhotos retidos na Galiza após cancelamento do comboio Vigo-Porto

Não foi oferecida qualquer alternativa

em

Foto: Divulgação / CM Viana

Esta tarde, a CP e a espanhola RENFE anularam o comboio Celta, entre Vigo e Porto, que partiria às 18:57, deixando mais de 50 passageiros sem meio de transporte para chegarem a Portugal.

Paula Nogueira, de Braga, que havia comprado o bilhete à RENFE em Santiago de Compostela disse a O MINHO que, quando chegaram à estação lhes foi dito, por funcionários desta empresa, que o comboio foi anulado devido à greve na CP, que começa após a meia-noite.

“Estamos aqui viajantes portugueses espanhóis e outros europeus. Alguns minhotos e vários bracarenses. Não compreendemos porquê se anula um comboio que chegaria ao Porto às 21:40, quando a greve é só no dia seguinte”, afirma, sublinhando que o dinheiro gasto no bilhete lhes foi devolvido mas não lhes foi indicado ou oferecido um transporte alternativo.

Sobre esta queixa, a CP diz que seria impossível encontrar autocarros para 130 cancelamentos e salienta que já havia alertado os utentes para a possibilidade de a greve trazer perturbações no dia anterior e no dia seguinte.

A greve serve para reivindicar aumentos salariais de 90 euros para todos os trabalhadores.

A decisão foi tomada em abril, em plenários descentralizados de trabalhadores que se realizaram no Porto, no Entroncamento e em Lisboa e foram promovidos pelo Sindicato Nacional dos Trabalhadores do Setor Ferroviário (SNTSF), da Federação dos Sindicatos de Transportes e Comunicações (Fectrans).

A paralisação decorre entre as 00:00 e as 24:00, mas abrange também os trabalhadores que iniciem o seu período de trabalho hoje ou que iniciem o seu período de trabalho nas últimas horas de segunda-feira e terminem no dia 17.

Populares