Seguir o O MINHO

Região

Minhotos pouco marotos: PSP e GNR sem registo de ajuntamentos ilegais durante a madrugada

Autoridades policiais

em

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO (Arquivo)

A população parece estar a cumprir com o decreto lei do Conselho de Ministros que proíbe ajuntamentos com mais de 20 pessoas e o consumo de álcool na via pública.

Durante a madrugada deste domingo, não houve qualquer registo de ação por parte das forças de segurança nos distritos de Braga e de Viana do Castelo, apurou O MINHO junto de fontes oficiais.

Fonte do comando da PSP de Braga adiantou que não existiram ocorrências relacionadas com esse decreto lei, “apenas trabalho normal da força policial”, como patrulhamentos e ações de fiscalização. Apesar dessa indicação dada a O MINHO, é avançado por órgãos de comunicação social que alguns grupos foram convidados a ‘ir para casa’ no centro urbano de Guimarães.

Também o comando da PSP de Viana do Castelo disse oficialmente a O MINHO que não houve registo de ocorrências nesse sentido, nem nesta madrugada, nem na madrugada anterior.

Já o comando territorial da GNR de Braga admitiu ter ocorrido “uma ou outra” ação de sensibilização mas onde as pessoas cumpriam as normas, logo não foi registada nenhuma ocorrência.

O mesmo foi referido pelo comando da GNR de Viana do Castelo, não existindo nenhum registo de ocorrência nesse sentido.

Na generalidade de Portugal continental, mantém-se se o confinamento obrigatório para doentes com covid-19 e pessoas em vigilância, regras sobre distanciamento físico, uso de máscara, ajuntamentos limitados a 20 pessoas e proibição de consumo de bebidas na via pública.

Quem não cumprir está sujeito a multas que vão dos 100 aos 500 euros. Já os espaços comerciais estão sujeitos a multas até 5.000 euros.

Populares