Seguir o O MINHO

Região

Minho fora dos lugares elegíveis na lista do PS às eleições europeias

Sónia Fertuzinhos, que chegou a ser apontada como oitava da lista, ficou de fora. Isabel Estrada, da Universidade do Minho, em décimo.

em

Foto: Dr

A lista de candidatos socialistas às eleições para o Parlamento Europeu, que é encabeçada pelo ex-ministro Pedro Marques, foi hoje aprovada por ampla maioria em reunião da Comissão Política Nacional do PS, disse à agência Lusa fonte deste partido.

Proposta pelo secretário-geral do PS, António Costa, a lista de candidatos socialistas obteve 68 votos a favor, nove contra (provenientes da tendência minoritária de Daniel Adrião) e três abstenções.

Nos lugares considerados elegíveis – oito primeiros – não consta Sónia Fertuzinhos, de Guimarães, deputada que era apontada como possível oitava de lista. Do distrito de Braga, em décimo, a candidata é Isabel Estrada, diretora da licenciatura de Ciência Política e do Programa de Doutoramento de Ciência Política e Relações Internacionais da Universidade do Minho (UMinho).

Após Pedro Marques, entram nos primeiros lugares da lista a ex-ministra Maria Manuel Leitão Marques, o eurodeputado Pedro Silva Pereira e a ex-secretária de Estado dos Assuntos Europeus Margarida Marques.

Entre os quinto e oitavo lugares, posições que são consideradas elegíveis, entram André Bradford (Açores), Sara Cerdas (Madeira), o eurodeputado Carlos Zorrinho e a deputada Isabel Santos.

Em termos de saídas, a mais relevante à a da antiga ministra e eurodeputada Maria João Rodrigues, que neste momento está a ser alvo de um processo por assédio laboral em Bruxelas.

No próximo dia 09, o PS reúne-se em Comissão Nacional, o órgão máximo entre congressos, para aprovar o manifesto eleitoral do PS.

Populares