Seguir o O MINHO

Famalicão

Miguel Araújo e David Fonseca são os destaques das Antoninas de Famalicão

Marchas infantis abrem programa recheado de tradição popular

em

Foto: DR

Miguel Araújo e David Fonseca são as grandes atrações musicais das Festas Antoninas de Vila Nova de Famalicão, que decorrem de 7 a 13 de junho, com cerca de meia centena de iniciativas e atividades, entre costumes seculares e novidades contemporâneas.

Os concertos de entrada livre são um dos atrativos mais fortes da programação, David Fonseca atua a 09 de junho e Miguel Araújo a 11, na Praça D. Maria II.

No entanto, são as tradições como as marchas, a distribuição do pão, o desfile etnográfico, os arraiais, a sardinhada e os saltos às fogueiras, entre outras que envolvem os famalicenses na concretização do programa de atividades.

Em comunicado, o presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, refere que “as Antoninas são as festas de Famalicão e dos famalicenses. São a homenagem de um povo a Santo António, casamenteiro e protetor dos pobres, mas são também o grande momento de afirmação da identidade e do orgulho da nossa terra e das nossas gentes”.

As Marchas Antoninas que saem à rua, na noite do dia 12, numa saudável competição entre associações e freguesias do concelho. Este ano, há uma novidade a abrir o desfile com a exibição da marcha vencedora no cortejo das marchas infantis. “É uma forma de envolvermos as novas gerações num dos eventos mais tradicionais das Antoninas, assegurando desde já a sua vitalidade e preservação”, afirma Paulo Cunha.

Na tarde do dia 13, a procissão em honra de Santo António percorre as principais ruas da cidade. Antes disso, pela manhã realiza-se na Capela a Missa e a distribuição do Pão, cumprindo-se uma tradição secular.

O desporto conquista cada vez um lugar de importância nas festas. Este ano, contam-se mais de uma dezena de atividades desportivas, com destaque o Grande Prémio de Atletismo Bernardino Machado, para a Caminhada Camiliana e a Descida Mais Louca, entre outras.

Aos mais pequenos cabe a honra de abrir as festividades com as Marchas Infantis que desfilam pela cidade, na sexta-feira, 07 de junho.

Anúncio

Famalicão

Famalicão: Jovem de 21 anos morre após despiste em França

Óbito

em

Foto: DR

Uma jovem, de 21 anos, natural de Ribeirão, Famalicão, perdeu a vida num despiste automóvel, em Pibrac, na região de Toulouse, em França.

A vítima terá sido projetada para fora do carro depois deste entrar em despiste numa estrada local, de acordo com o jornal La Depeche.

O veículo, conduzido por um irmão da vítima mortal, ter-se-á despistado antes de entrar a ponte sobre o rio Aussonnelle.

Os bombeiros foram alertados por volta das 16:30 de sábado. Em França, a jovem morava em Plaisance-du-Touch.

O irmão da vítima, também ele com cerca de 20 anos, sofreu ferimentos na sequência do sinistro, não correndo perigo de vida.

Continuar a ler

Famalicão

Motard em estado grave após colisão em Famalicão

Gavião

em

Foto: O MINHO (Arquivo)

Um motociclista, com cerca de 40 anos, sofreu ferimentos considerados “graves” na sequência de uma colisão entre a mota de cilindrada pesada que conduzia contra uma viatura ligeira, ao início da noite deste sábado, em Gavião, concelho de Famalicão, disse a O MINHO fonte dos bombeiros.

O alerta foi dado às 19:05 horas, para um acidente a envolver um motociclo pesado na Avenida Santiago de Gavião, naquela freguesia.

No local estiveram os Bombeiros Famalicenses, com uma viatura e três bombeiros, acompanhados pela VMER de Famalicão.

A vítima, que não corre perigo de vida, foi transportada para o Hospital de Braga.

A GNR registou a ocorrência.

(notícia atualizada às 21h13)

Continuar a ler

Famalicão

Centenas de bens doados a família que ficou sem nada após incêndio em Famalicão

Fradelos

em

Foto: Divulgação

Vários populares ouviram o apelo deixado por uma família residente em Fradelos, no concelho de Famalicão, e levaram até às instalações da junta de freguesia, este sábado, centenas de bens para que o casal e as duas filhas menores consigam suportar o inverno, depois de terem perdido todas as posses num incêndio urbano, na passada sexta-feira.

Juliana Alves explicou a O MINHO que “tudo ardeu” num incêndio habitacional que deflagrou na sexta-feira, na habitação onde residiam, na Rua dos Lusíadas. “O incêndio começou numa máquina de secar roupa”, conta, ainda bastante abalada com o acontecimento. “Felizmente ninguém ficou ferido”, acrescenta.

A jovem mãe de duas meninas, uma de três e outra de 13, deixa um “profundo agradecimento” a todas as pessoas, de vários cantos do Minho, que se organizaram para, este sábado, entregarem bens à família. “Estou muito comovida com toda esta solidariedade”, referiu.

Duas cidadãs, de Famalicão e de Guimarães, disponibilizaram-se, através de contacto efetuado por O MINHO, a doar mobília de quarto e fornecer uma habitação com renda acessível na região onde a família morava, estando já em contacto com a família.

A O MINHO, um dos membros do executivo da Junta de Fradelos, Rui Leite, adiantou que as pessoas compareceram e disponibilizaram bastante apoio para ajudar a família. Foi um dos elementos a coordenar a recolha de bens, durante esta tarde.

Através das redes sociais, a autarquia de Fradelos prestou “o mais profundo agradecimento” a todos que ajudaram com bens e vestuário durante este sábado, “apesar de ainda faltarem outros bens necessários”.

Informa ainda que, em relação à habitação, “está encaminhado, para que esta família continue a habitar na nossa freguesia”.

“São gestos como estes que revelam que somos um povo de uma profunda compaixão e entre ajuda para com o próximo, com sentido de dar esperança na reconstrução de um novo lar”, remata a publicação da Junta de Fradelos.

Continuar a ler

EM FOCO

Anúncio

ÚLTIMAS

Vamos Ajudar?

Reportagens da Semana

Populares