Seguir o O MINHO

Futebol

Micael Sequeira, do Braga, eleito segundo melhor treinador do mês na Liga em janeiro

Liga Portugal

em

Foto: Divulgação / SC Braga

Micael Sequeira, treinador adjunto do SC Braga, foi eleito como segundo melhor treinador do mês de janeiro na Liga portuguesa de futebol, foi hoje anunciado.


O técnico, natural de Braga, substitui Rúben Amorim, treinador principal, por este ainda não ter os requisitos obrigatórios para treinar equipas das ligas profissionais portuguesas.

Sequeira obteve 23,13% dos votos.

Em primeiro lugar ficou Bruno Lage, treinador principal do Benfica, com um total de 28,36% dos votos de todos os técnicos principais da competição.

O treinador de 43 anos manteve o SL Benfica na liderança com cinco vitórias em igual número de jogos no mês de janeiro, e repetiu, assim, a distinção alcançada no mês anterior.

Carlos Carvalhal, do Rio Ave FC, completou o pódio com 19,40%.

Anúncio

Futebol

Sequeira, do SC Braga, diz que índices físicos e mentais podem ser determinantes

I Liga

em

Foto: Imagens SC Braga

Os índices físicos e mentais podem ser determinantes no regresso da I Liga de futebol após a interrupção de quase três meses devido à pandemia de covid-19, assumiu hoje Sequeira, lateral esquerdo do SC Braga.


“Ninguém viveu este momento no futebol. Quem apresentar índices físicos e mentais mais fortes pode estar um passo à frente e, depois, a qualidade dos jogadores fará também a diferença. Sinto a equipa num bom momento, sinto o grupo unido e bem fisicamente. Vamos à luta”, disse o jogador, em declarações ao sítio oficial do clube.

O SC Braga defronta o Santa Clara na sexta-feira, na Cidade do Futebol, em Oeiras, na 25.ª jornada, e o habitual titular do lado esquerdo da defesa minhota frisou que a equipa “vai estar bem, com toda a certeza”.

“Sentimo-nos bem, estamos focados neste regresso e tudo faremos para começar da melhor maneira estes últimos 10 jogos, para conseguirmos o nosso objetivo”, disse.

O jogador de 29 anos, a completar a sua terceira temporada nos bracarenses, considerou ainda que a paragem veio em má altura.

“Estávamos num momento muito positivo. No entanto, a equipa tem trabalhado bem e está focada em dar continuidade ao trabalho que estávamos a realizar”, disse.

O que esperar da equipa açoriana “é uma incógnita, porque, com esta paragem, as outras equipas podem ter encontrado outras maneiras de jogar e outros sistemas táticos”.

“Não só o Santa Clara, todas as equipas podem fazer alterações. Temos de nos preparar para chegar a sexta-feira, fazer o nosso jogo e ganhar”, disse.

O lateral abordou ainda o desejo de ter adeptos nos estádios até ao final da temporada, objetivo já assumido publicamente pelo presidente ‘arsenalista’, António Salvador.

“O regresso à competição tem de passar uma mensagem de confiança e responsabilidade. Queremos muito jogar num estádio com adeptos, mas temos de ver como as coisas se desenrolam para que a segurança possa acompanhar o regresso do público aos estádios”, disse.

Entretanto, e tal como estipulado pela Direção-Geral da Saúde e pela Liga de clubes, o Sporting de Braga realizou ao final da tarde de terça-feira a ronda de testes obrigatória nas 72 horas antes de cada jogo.

Os resultados foram todos negativos, tal como nos outros quatro testes anteriores, quer nos elementos do plantel e equipa técnica como no ‘staff’ de apoio. O SC Braga realizará nova ronda de testes na véspera do encontro.

SC, terceiro classificado, com 46 pontos, e Santa Clara, 10.º, com 30, defrontam-se a partir das 19:00 de sexta-feira, na Cidade do Futebol, em Oeiras, casa emprestado do conjunto açoriano para as últimas 10 rondas da I Liga.

Continuar a ler

Futebol

Santa Clara com testes negativos antes do jogo com SC Braga

I Liga

em

Foto: DR

Os testes de despiste à covid-19 feitos à comitiva do Santa Clara, antes do jogo frente ao Sporting de Braga, da I Liga de futebol, deram todos negativos, avançou hoje o clube açoriano.


“Os testes de deteção laboratorial ao SARS-CoV-2 ao plantel profissional do CD Santa Clara, efetuados ontem [terça-feira], conforme as recomendações da DGS – 72 horas antes do início da partida – recolheram resultados negativos, na totalidade dos elementos testados (toda a comitiva)”, comunicou o emblema insular.

A comitiva do Santa Clara, composta por 45 elementos, já realizou duas séries de testes à covid-19 desde que chegou à Cidade do Futebol, em Oeiras, em 30 de maio, tendo os resultados sido sempre negativos.

Os resultados agora conhecidos surgiram na sequência dos testes realizados na terça-feira e fonte oficial do clube avançou à Lusa que a equipa irá fazer novo teste de despiste ao novo coronavírus na quinta-feira.

A Cidade do Futebol, em Oeiras, irá receber os jogos em casa do Santa Clara, que irá jogar fora dos Açores para evitar possíveis surtos da covid-19.

No retomar da competição, o Santa Clara irá receber o Sporting de Braga, na sexta-feira, às 19:00.

Nas restantes jornadas, os ‘encarnados’ de Ponta Delgada vão enfrentar Vitória de Setúbal (fora), Portimonense (casa), Benfica (fora), Boavista (fora), Marítimo (casa), Sporting (fora), Desportivo das Aves (casa), Rio Ave (fora) e Vitória de Guimarães (casa).

Uma vez que o último jogo do campeonato frente aos vimaranenses ainda não tem data marcada, numa jornada marcada provisoriamente para 16 de julho, o emblema insular ainda não sabe quando irá regressar aos Açores.

A I Liga, na qual o Santa Clara está no 10.º lugar, com 30 pontos, tem o seu retorno marcado para hoje.

Após 24 jornadas, de um total de 34, o FC Porto lidera a competição, com 60 pontos, mais um do que o campeão Benfica.

Continuar a ler

Futebol

PSP vai criar perímetro de segurança para adeptos do FC Porto em Famalicão

I Liga

em

Foto: DR / Arquivo

A Polícia de Segurança Pública (PSP) revelou hoje que o grupo organizado de adeptos do FC Porto vai estar a cerca de 100 metros do Estádio do Famalicão, no encontro da 25.ª jornada da I Liga de futebol.


Através de videoconferência, Pedro Colaço, do comando distrital de Braga, deu conta de como vai ser montado o dispositivo policial no jogo de hoje, à porta fechada, que marca o regresso da competição em Portugal, e já depois de se ter disputado o Portimonense-Gil Vicente, que começa mais cedo.

“Serão acompanhados, monitorizados por polícias, e, quando chegarem a Famalicão, será criada um perímetro exterior, de mais ou menos 100 metros, pelo qual apenas podem passar os autocarros das equipas, elementos do staff e dirigentes e, eventualmente, algumas pessoas que possam ter de aceder às suas casas. Os grupos organizados, que estão a par disto, não podem entrar nesse perímetro”, explicou.

No dia em que o campeonato retoma, 87 dias depois dos últimos jogos em 08 março, devido à pandemia de covid-19, a PSP assegurou que existe “um dispositivo policial sempre adequado à avaliação do risco de cada jogo, privilegiando a segurança interior do estádio, assim como do perímetro exterior”.

Além dos estádios, também hotéis e centros de estágio, onde as equipas vão estar hospedadas, serão controlados, de modo a evitar concentrações de adeptos.

“Apelamos à responsabilidade e ao cumprimento das instruções sanitárias. Será um esforço global para prevenir a propagação do vírus e devemos garantir o distanciamento social por parte dos adeptos. Solicitamos a colaboração de todos os intervenientes. O comportamento de todos será fundamental para o que resta do campeonato”, referiu o superintendente da PSP Luís Elias, em conferência de imprensa.

Evitar possíveis desacatos entre adeptos antes ou nos dias dos jogos “estará no top das prioridades” da PSP, que “desaconselha as deslocações para os estádios, por não fazer sentido e ser incoerente”.

Por fim, o comissário Iuri Rodrigues deu o exemplo do regresso de campeonatos na Europa, para que não seja dado um passo atrás.

“No caso [do campeonato] alemão tem sido de salutar, os episódios têm sido diminuídos. Já na Croácia e Sérvia, as forças policiais tiveram de intervir para evitar confrontos entre adeptos. Que haja respeito e apoiem os clubes da melhor forma, deixando as competições decorrerem dentro normalidade para não ser dado um passo atrás”, defendeu.

O Famalicão, sétimo classificado do campeonato, com 37 pontos, recebe o líder isolado FC Porto, com 60, no Estádio Municipal 22 de julho, a partir das 21:15, em encontro da 25.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol.

Continuar a ler

Populares