Seguir o O MINHO

Braga

Mercadona auxilia instituições do distrito de Braga com toneladas de bens alimentares

Solidariedade

em

Foto: Divulgação

A cadeia de hipermercados Mercadona, no âmbito do modelo de responsabilidade social durante a pandemia de covid-19, reforçou o processo de doações no distrito de Braga com diversas entidades sociais, foi hoje anunciado.


As doações foram feitas ao Banco Alimentar, Cruz Vermelha, Cáritas e, recentemente, aos seis Centros de Acolhimento Temporário do Norte do país, entre os quais o centro instalado em Braga, no Hotel João Paulo II que acolhe doentes com Covid-19 que são encaminhados pelos lares do Distrito e pelo Hospital de Braga.

“Numa primeira doação a empresa doou mais de 11.500 quilos de bens de primeira necessidade a estes 6 centros, mas continuará a realizar doações durante todo o período de implementação dos Centro de Acolhimento”, refere a marca.

A loja da Mercadona de Braga doa diariamente à Associação de Solidariedade Social de S. Tiago de Fraião, entidade que apoia e presta cuidados individuais a idosos no seu lar residencial, no centro de dia e em serviços de apoio ao domicílio preparando diariamente cerca de 200 refeições.

A de Barcelos doa ao GASC – Grupo de Ação Social Cristã – que apoia utentes com graves carências socioeconómicas no concelho de Barcelos através do seu refeitório social em que entrega cerca de 100 refeições diárias e de 4 apartamentos local onde acolhem e apoiam 14 sem-abrigos do município. Apoiam também na casa abrigo vítimas de violência doméstica, desenvolvendo e apoiando projetos e campanhas de prevenção da violência.

Tratam-se de colaborações diárias, de segunda a sexta-feira, todas as semanas, que consiste na entrega de bens essenciais, alimentares e não alimentares, que são retirados das prateleiras das lojas e se encontram em ótimas condições para consumo, garantindo sempre a máxima segurança alimentar, explica a Mercadona.

 

Segundo Goreti Machado, presidente da Direção da Associação de Solidariedade Social de S. Tiago de Fraião, “foi no início do mês de abril que a Associação começou a receber as doações da Mercadona da cidade de Braga”.

“Tiveram a amabilidade de visitar as nossas instalações, para in loco tomarem conhecimento das nossas reais necessidades e, ao mesmo tempo, verificarem as condições para a acomodação e conservação dos produtos”, acrescenta a responsável.

“Em tempo de pandemia, aumentaram o número de pedidos de ajuda e com a colaboração da Mercadona, conseguimos também ajudar aqueles que recorreram a nós. O sol começou a brilhar mais forte para a Associação, trazendo mais calor, desde que a Mercadona abriu as suas portas”, escrlarece.

Joana Ribeiro, diretora de Relações Externas Norte de Portugal da Mercadona, destaca o “compromisso de estar ao lado dos grupos mais desfavorecidos” e revela que a marca já doou 210 mil quilos de alimentos, entre janeiro e abril.

“Braga é uma cidade com a qual temos um forte compromisso de responsabilidade social e a situação excecional que estamos a viver exige da nossa parte agilidade nas nossas decisões e abordagens com o objetivo de fazer o que for necessário para dar resposta às necessidades das pessoas mais vulneráveis nesta situação de extraordinária complexidade que estamos a viver”, sublinhou.

A empresa assinou um acordo com o Banco Alimentar Contra a Fome de Braga, em dezembro de 2019, com o objetivo de, através desta entidade, chegar às 291 instituições da região apoiadas, com aproximadamente 40 mil beneficiários.

Desde o início do ano, a empresa já doou a todas estas entidades e organizações um total de 5 mil toneladas de alimentos, 4.790 em Espanha e 210 em Portugal.

Anúncio

Braga

Todos os bombeiros de Amares infetados já recuperaram da covid

Covid-19

em

Foto: DR / Arquivo

Os seis operacionais assalariados dos Bombeiros Voluntários de Amares que estavam infetados com covid-19 já recuperaram e regressaram ao trabalho.


O MINHO falou com Domingos Ferreira, responsável do comando daquela associação humanitária, que confirmou a ‘boa nova’, dando conta de que regressaram com “todas as medidas de segurança”.

O comandante-adjunto acrescenta ainda que já está formado uma equipa de combate a incêndios integrada no dispositivo especial, em prontidão, caso surja algum incêndio no concelho, algo que ainda não aconteceu desde que foi estabelecida.

Recorde-se que os primeiros casos de bombeiros contagiados ocorreu a 02 de maio, com dois casos positivos. Foram, entretanto, confirmados mais quatro casos, mas já todos recuperaram.

Durante o mês de maio, a sombra de novos contágios pairou sobre o corpo ativo, com o receio de que o quartel tivesse de ser encerrado, face à falta de operacionais. Mas a questão foi contornada com o serviço a ser assegurado em exclusivo por elementos voluntários.

Segundo o relatório da DGS por concelho de sexta-feira, existiam no concelho de Amares 78 casos confirmados de contágio pelo novo coronavírus.

Continuar a ler

Braga

Primeira feira junto ao Estádio Municipal de Braga decorre sem incidentes

Feiras e mercados

em

Foto: DR / Arquivo

A primeira feira semanal dos comerciantes que operavam no exterior do mercado de Braga está a decorrer, hoje, “sem incidentes” na Alameda do Estádio.


A vereadora do setor, Olga Pereira revelou hoje a O MINHO que a feira está a ter uma afluência “razoável” estando a ser realizada de acordo com as regras de segurança impostas pela Direção Geral de Saúde e que passam por uma distância de dois metros entre cada tenda, por corredores próprios para a entrada e a saída de pessoas e pelo uso de máscara.

“A Câmara congratula-se com a realização da feira. Ao contrário do que, por vezes foi dito, a nossa intenção sempre foi a de dar a oportunidade aos vendedores de exercerem a sua atividade noutro local, já que a zona exterior do mercado não tinha condições para que as regras de segurança fossem cumpridas”, salientou.

No local está, também, uma força da Polícia Municipal “para ajudar a que tudo corra bem” e para que cada feirante ocupe o lugar que lhe está determinado.

Recorde-se que os feirantes realizaram vários protestos em frente ao edifício dos Paços do Concelho exigindo que o Município lhes passasse um documento em como voltariam para o exterior do mercado.

A vereadora recusou-se a passar o dito documento, dizendo que a palavra da autarquia é suficiente, mas, em resposta a um abaixo-assinado entregue pelos feirantes, presidente da Câmara reafirmou que o direito ao regresso estava garantido, o que levou o grupo a desistir do protesto e a aceitar a ida para junto do estádio.

Continuar a ler

Braga

São João de Braga com concerto solidário de Amor Electro no Altice Fórum

Festas populares

em

Foto: DR / Arquivo

Este ano, o São João de Braga vai ser vivido de forma inédita, com as iniciativas a serem celebradas “dentro de portas”, com divulgação pela internet, algo que nunca aconteceu em mais de 800 anos destas festas na cidade.


Há, todavia, um concerto que será efetuado ao vivo, no Altice Forum Braga, no dia 23 de junho – um concerto solidário de Amor Electro – anunciou hoje Firmino Marques, presidente da Associação de Festas de Sao Joao de Braga.

Este concerto terá lugares disponíveis, conforme autorização da Direção Geral de Saúde. “Haverá bilhetes presenciais, não presenciais (para assistir pela internet) e para empresas que possam colaborar com a vertente solidária do concerto.

Segundo Firmino Marques, a receita deste concerto servirá para alavancar ajuda “a quem mais precisa” e vai entrar no fundo social do São João de Braga, criado recentemente, e permite ajudar a Cruz Vermelha de Braga a implementar o projeto Housing First, que visa ajudar à habitação digna de todos os bracarenses mais carenciados, incluindo os sem-abrigo.

Dez dias de festa ‘dentro de portas’

Todas as restantes iniciativas serão feitas “dentro de portas” e transmitidas de forma digital. No dia 15, o tradicional ‘faça-se luz’ servirá para iluminar a cidade com o ligar da iluminação.

No dia 16, atuam os Canto D’Aqui. Dia 17, é a vez do Grupo de Cavaquinhos Gonçalo Sampaio. No dia 18, há cantares ao desafio. Dia 19, é a Farra Minhota.

Dia 20, celebra-se Braga Capital do Cavaquinho, com vários diretos. No domingo, dia 21, a tradicional dança do Rei David será transmitida para toda o mundo.

No dia 22, é a vez do Grupo Folclórico da Universidade do Minho. Dia 23, Rusga de São Vicente e o já anunciado concerto de Amor Eletro. No dia 24 será o encerramento das festas, com eucaristias celebradas a partir da capela de S. João da Ponte, da Sé Primaz e da igreja em São João do Souto.

Haverá ainda novenas durante nove dias (de 15 a 23, sempre na igreja S. João de Souto, a partir das 10:00), uma exposição de cavaquinhos ecológicos no Museu dos Biscainhos.

A Associação de Festas de São João de Braga apresentará também o primeiro avanço do projeto de reinterpretação do cancioneiro sanjoanino bracarense, que será apresentado em 2021, e que conta com a colaboração de Daniel Pereira Cristo.

Nas ruas, segundo Ricardo Rio, presidente da Câmara de Braga, alguns vendedores de pão com chouriço e farturas vão poder exercer atividade, face às quebras de receitas ao longo dos últimos três meses.

Continuar a ler

Populares