Seguir o O MINHO

Ponte de Lima

Mercado das Artes: Três dias e duas noites de ‘calidade’ em Ponte de Lima

O maior evento anual da CAL – Comunidade Artística Limiana chega, este ano, à 9.ª edição.

em

CAL - Comunidade Artística Limiana. Foto: CAL (Vídeo 8.º Aniversário)

Ponte de Lima recebe, entre hoje e domingo, 5, 6 e 7 de outubro, a nona edição do Mercado das Artes (MArtes), o evento de maior dimensão organizado pela Comunidade Artística Limiana (CAL), associação cultural criada em 2010, que este ano se irá realizar no Mercado Municipal.

Num fim de semana recheado de ofertas culturais, a inauguração do certame cultural e artístico é na Torre da Cadeia Velha, às 18:00 horas de sexta-feira, local onde irão estar expostas duas instalações interativas dos artistas Rodrigo Pereira e João Cristovão Leitão.

Logo a seguir, às 18:30, será a vez do teatro de revista, com uma peça do grupo de Teatro “Ri-te”, de Amarante, já no Mercado Municipal.

“Jovem de Ponte de Lima lança-se no mundo do hip hop”. Vídeo: Alto Minho TV (02/2018)

Concertos: Hélder Pais – artista limiano a dar os primeiros passos no mundo do hip-hop -, Jesus The Snake – de Vizela -, Solar Corona – banda que já tocou no “Mihões de Festa”, em Barcelos – e Sonic Blast – a fechar a noite – são as propostas da CAL para o primeiro dia.

Jesus The Snake (11/2017)

No sábado, o MArtes arranca às 15:00 horas, com a exibição de curtas metragens no auditório da Casa da Terra, onde, entre outras, se poderá ver ‘Snooze’, curta premiada pela Academia Portuguesa de Cinema com o prémio Sophia Estudante e produzida pela jovem limiana Ana Vieira.

Filme produzido por estudante de cinema de Ponte de Lima vence “Prémio Sophia Estudante”

Da parte da tarde, há workshops, venda de trabalhos dos artistas participantes, exposições e uma tertúlia sobre cultura e arte, às 17:30. E há, ainda, uma novidade: tatuagens.

“Este ano, uma novidade do MArtes é o Flash Day Tattoo, onde promovemos a arte de tatuar promovendo o estúdio limiano The Clock que irá estar a realizar micro tatuagens a preços promocionais”, disse a organização a O MINHO.

OptimisGFN (11/2016)

Continuando: na noite grande do certame artístico, no sábado, a partir das 22:00, os concertos arrancam com o rapper internacional OptimisGFN, “a abrir o palco com o seu rap eletrónico que nos deixará frenéticos”, para depois se entrar nas melodias post-rock dos Imploding Stars, antes do garage-rock dos franceses Okoyome – e depois, como é da praxe, a cabine de som residida pela Bela e o Monstro vai guiar a noite até às 4:00 da manhã (ou mais, dizemos nós).

Okoyome (02/2018)

Último dia, últimos foguetes: no domingo, continua o mercado de venda de arte, as exposições e o Flash Day Tattoo, e… “outra grande aposta”: Lethes, uma performance da artista Rebecca Moradalizadeth, que terá lugar entre as 15:00 e as 17:00 horas, traz a Ponte de Lima o que não é muito comum (diz a CAL) – artes performativas.

Ao longo dos três dias, as exposições estarão patentes na Torre da Cadeia Velha, SA Bar Galeria, Maria D’Aldeia, Arte e Baco, BlueWine, galeria na rua Agostinho José Taveira e Camafeu, parceiros da associação artística que tão bem tem feito a Ponte de Lima.

CAL – Comunidade Artística Limiana. Vídeo: CAL (8.º aniversário, 2017)

A CAL – Comunidade Artística Limiana é uma associação sem fins lucrativos, de carácter cultural e artístico, formada por jovens locais, que, depois da criação, em 2010, vai já na segunda geração. Pretende “estimular e dinamizar o meio artístico do concelho de Ponte de Lima. Foi criada a partir de uma iniciativa privada com o intuito de realizar eventos que enfoquem a cultura e promovam a divulgação de ideias, projetos e outras atividades de formação e difusão cultural e artística”. Para o ano já faz dez anos. É obra!

Programa

EM FOCO

Populares