Seguir o O MINHO

Ave

Menor detetado pelo SEF na fronteira seguia para Guimarães com a mãe

Dado como desaparecido em França

em

Foto: TVI24

O menor de 11 anos dado como desaparecido em França, que foi detetado pelo Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) na fronteira de Vilar Formoso, está impedido de se ausentar de Portugal, exceto para o país de origem.

O SEF detetou, na terça-feira, na fronteira de Vilar Formoso, no concelho de Almeida, distrito da Guarda, um menor de 11 anos que estava dado como desaparecido e viajava num autocarro proveniente de Paris. Seguia com a mãe e, de acordo com o Correio da Manhã, dirigiam-se para a zona de Guimarães, de onde a mulher é natural.

Em comunicado, o SEF explicou que o autocarro foi fiscalizado no Posto de Passagem Autorizado (PPA) de Vilar Formoso e que o menor foi encaminhado para o Ministério Público junto do Tribunal da Comarca da Guarda.

Fonte policial disse hoje à agência Lusa que o menor viajava de autocarro com a mãe e que ambos foram ouvidos pelo Ministério Público, no Tribunal de Almeida.

“[O menor] ficou referenciado em Portugal e ficou impedido de se ausentar do país, a não ser para França, o país de origem”, disse a fonte.

O menor viajava acompanhado pela mãe, de nacionalidade portuguesa, e tinha como destino a zona de Guimarães, onde o Ministério Público lhe fixou residência, concluiu.

O SEF referiu no comunicado, emitido na quarta-feira, que o menor “foi rapidamente intercetado” na fronteira de Vilar Formoso, “na sequência de indicação Schengen inserida pelas autoridades francesas”, por via da utilização da aplicação SEF Mobile.

Populares