Seguir o O MINHO

Região

Meia hora de chuva provoca inundações no Alto Minho e despistes em Braga

Mau tempo

em

Foto: Barca FM

Pelo menos quatro acidentes a resultarem em feridos e duas situações de inundações foram registados nos distritos de Braga e Viana do Castelo entre as 15:09 e as 15:36 horas desta quinta-feira, disse a O MINHO fonte da proteção civil.

No distrito de Braga há registo de quatro acidentes onde foi pedida ajuda para o 112, através do Centro de Orientação de Doentes Urgentes, ou seja, onde existiu intervenção dos serviços de emergência.

Em Creixomil, na cidade de Guimarães, uma colisão entre duas viaturas resultou em ferimentos ligeiros em duas pessoas, disse fonte dos bombeiros. O alerta foi dado ás 15:09.

Cerca de dois minutos depois, foi a vez de novo acidente, desta feita em Oliveira São Mateus, concelho de Famalicão. Uma viatura entrou em despiste e provocou ferimentos ligeiros numa pessoa.

Também em Braga, cerca das 15:30, um despiste provocou ferimentos numa pessoa, na freguesia de Celeirós. Oito minutos depois, uma colisão entre duas viaturas provocou ferimentos ligeiros num dos intervenientes, na freguesia de Soutelo, em Vila Verde.

No Alto Minho registaram-se duas ocorrências de inundações onde foi necessária a intervenção dos bombeiros. Em Valença, cerca das 15:10 horas, uma inundação na Avenida Miguel Dantas mobilizou elementos da proteção civil. Também os bombeiros estiveram no local para dar apoio ao destamponamento.

Em Ponte da Barca, pela mesma hora, a proteção civil foi chamada para intervir devido a infiltração no prédio da rua Cónego Avelino Jesus da Costa. Esta inundação provocou inundação nos estúdios da rádio Barca FM que queimou vário material na regie, levando a que a mesma estação fosse forçada a interromper a emissão durante o dia de hoje. Os bombeiros foram chamados mas nada puderam fazer por se tratar de infiltrações no próprio edifício.

Já a trovoada incendiou um posto de transformação de EDP e o fogo alastrou a um armazém de madeiras na freguesia de Cendufe em Arcos de Valdevez, pelas 15:00.

As chamas foram rapidamente controladas pelos Bombeiros de Arcos de Valdevez que mobilizaram para o local 16 operacionais e quatro viaturas.

A Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) emitiu hoje recomendações para as próximas 48 horas devido às previsões de chuva forte e vento até ao final de sexta-feira em todo o território de Portugal continental.

Em comunicado, a ANEPC explica que as previsões do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) para hoje e sexta-feira apontam para precipitação forte em todo o continente, com a possibilidade de trovoada no interior, e vento moderado a forte.

Face às previsões, a Proteção Civil admite a possibilidade de inundações em “locais historicamente vulneráveis” e em estruturas urbanas subterrâneas, e de cheias rápidas em meio urbano.

É ainda avançada a possibilidade de acidentes na orla costeira, queda de ramos ou árvores devido ao vento forte e a eventual formação de lençóis de água nas estradas.

A ANEPC recomenda que se evite a prática de atividades relacionadas com o mar e a circulação junto à orla costeira e zonas ribeirinhas e especial cuidado na circulação e permanência junto de áreas arborizadas.

No caso de cheias ou inundações, as zonas inundadas não devem ser atravessadas, por pessoas ou viaturas.

Para os condutores, é recomendada uma condução defensiva, “reduzindo a velocidade e tendo especial cuidado com a possível formação de lençóis de água nas vias.

A Proteção Civil recomenda ainda que se garanta a desobstrução dos sistemas de escoamento de águas e a adequada fixação de estruturas soltas.

EM FOCO

Populares