Médicos debatem relação da doença renal com o VIH

Encontro realiza-se em Cascais

O Núcleo de Estudos da Doença VIH (NEDVIH) da Sociedade Portuguesa da Medicina Interna (SPMI) vai realizar, amanhã, no Centro Cultural de Cascais, uma reunião dedicada à patologia renal no doente com infeção VIH. Esta é a segunda sessão do ciclo de reuniões temáticas “VIH e doença de órgão – O desafio a longo prazo”.

Segundo Telo Faria, internista e coordenador do NEDVIH, “o VIH não é apenas uma infeção viral do sistema imunológico. É uma doença sistémica e complexa, cada vez mais associada a comorbilidades, como a doença renal crónica, que acompanham o aumento da sobrevida e da idade média da população com VIH, ambas consequência da maior facilidade no controlo virológico desta infeção”.

Neste âmbito, explica o especialista, “projetámos uma reunião temática onde fosse possível fazer uma retrospetiva histórica da evolução da doença renal e do transplante renal associados ao VIH, apresentar uma proposta de algoritmo de avaliação da doença renal no doente com infeção VIH, e expor quatro casos clínicos que serão discutidos por internos de Medicina Interna e médicos nefrologistas”.

O ciclo de reuniões temáticas “VIH e doença de órgão – O desafio a longo prazo” é uma iniciativa dirigida a todos os profissionais de saúde e elementos das organizações de base comunitária, que acompanham e/ou tratam pessoas com infeção VIH. Até novembro serão realizadas mais quatro sessões:

Abril – Patologia Cardiovascular
Junho – Patologia Metabólica
Setembro – Doença Mental e Neurocognitiva
Novembro – Doença Neoplástica

 
Total
0
Partilhas
Artigo Anterior

Eurocidade Cerveira e Tomiño pede regime de exceção para mobilidade de alunos

Próximo Artigo

Valença quer candidatar as Fortificações Abaluartadas da Raia a património mundial da UNESCO

Artigos Relacionados
x