Seguir o O MINHO

Região

Mau tempo provoca várias derrocadas no Minho (em Braga há pessoas impedidas de sair de casa)

Ocorrências também em Arcos de Valdevez, Famalicão, Caminha e Vizela

em

Derrocada em Escudeiros, Braga. Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

O mau tempo da última madrugada causou vários deslizamentos de terra em várias zonas do Minho. Além da situação mais grave, em Esposende, onde dois jovens morreram soterrados, houve outras ocorrências, ao que O MINHO apurou, sem feridos e apenas com danos materiais, em Braga, Arcos de Valdevez, Famalicão, Caminha e Vizela.

Em Braga, registaram-se, esta manhã, três derrocadas. Uma delas, em Nogueiró, obrigou ao corte da rua do Venâncio.

Derrocada em Nogueiró. Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Outra derrocada aconteceu em Escudeiros, atingindo a Rua dos Visos, Calçada dos Visos e Rua da Encosta, impedindo muitas pessoas de saírem de casa e causando danos em habitações.

“Há uma moradia que já está, na parte dos fundos, com um metro de água e lama”, conta a O MINHO o presidente da Junta, Fernando Silva, notando que são “várias” as casas atingidas.

“As ruas estão fechadas. Algumas acabaram por não conseguir ir para o trabalho, não conseguem passar, ainda tem os muros caídos a obstruir”, acrescenta o autarca, lembrando que esta situação é uma “reicidência”.

Derrocada em Escudeiros, Braga. Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Derrocada em Escudeiros, Braga. Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Derrocada em Escudeiros, Braga. Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Derrocada em Escudeiros, Braga. Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Derrocada em Escudeiros, Braga. Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Por isso, apela ao Município de Braga, que nas suas promessas para este mandato, consta uma intervenção naquela zona, para que a faça urgentemente: “Vai ter que avançar”.

Em Braga, esta manhã, também se registou uma derrocada na Estrada Nacional 101, em Morreira e Trandeiras.

Várias derrocadas em Arcos de Valdevez

Arcos de Valdevez foi uma das localidades onde se verificaram mais derrocadas. Segundo site da Proteção Civil, esta manhã foram quatro, nas seguintes localidades: Portela e Extremo, Miranda, Rio Frio e Soajo (Cunhas – EM350). Além de cortes de vias, não se registaram feridos nem danos.

Já em Vizela, uma derrocada apanhou quatro viaturas estacionadas, em São João de Caldas, avança o Digital de Digital de Vizela.

Registaram-se ainda derrocadas em Caminha (Vilar de Mouros) e Famalicão (freguesia de Avidos e Lagoa).

Em relação a outras ocorrências por causa do mau tempo, registaram-se inundações em Famalicão (Ribeirão, Joane e Bairro), Barcelos (S. Veríssimo), Fafe (Golães), queda de estruturas em Braga e de árvore em Celorico de Basto (Arnoia).

Como O MINHO noticiou, os distritos de Viana do Castelo e Braga estiveram esta madrugada sob aviso laranja devido à previsão de “chuva persistente e por vezes forte”, sobretudo nas zonas montanhosas, segundo o IPMA.

Os dois distritos estiveram sob aviso laranja entre as 00:00 e as 06:00 de quarta-feira, passando depois a amarelo entre as 06:00 e as 09:00, com os “aguaceiros diminuindo de frequência”.

O IPMA prevê que a chuva diminua de intensidade ao início da manhã de quarta-feira, descendo o aviso para amarelo, que se mantém até às 09:00 horas.

Ambos distritos também estão sob aviso laranja por causa da agitação marítima até às 16:00 horas de quinta-feira, prevendo-se ondas que podem atingir os 11 metros de altura.

O aviso amarelo é emitido pelo IPMA sempre que existe uma situação de risco para determinadas atividades dependentes da situação meteorológica e o laranja quando esse risco é de moderado a elevado.

Populares