Mau tempo impede equipa açoriana de voar a tempo da ‘final four’ da Taça de voleibol em Viana

Jogo da meia-final será adiado

O mau tempo na ilha Terceira, Açores, impediu hoje o Fonte do Bastardo de voar para a ‘final four’ masculina da Taça de Portugal de voleibol, este fim de semana, podendo adiar a meia-final com o Castêlo da Maia.

O diretor técnico nacional da modalidade, Leonel Salgueiro, explicou hoje, em conferência de imprensa em Viana do Castelo, que a equipa terceirense teve problemas com os voos, devido ao mau tempo no grupo Central açoriano, e só conseguirá viajar, se tudo correr bem, “pelas 13:00” de sábado.

Os açorianos têm marcado para as 15:00 o confronto com os maiatos, mas esse jogo “provavelmente não se realizará” na hora prevista, nem no Centro Cultural de Viana do Castelo, “mas antes às 21:00 no Pavilhão José Natário”, na mesma cidade.

Esse horário é também o da final da Taça de Portugal feminina, agendado para a véspera do jogo decisivo em masculinos.

Na noite de quinta-feira, o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) colocou sob aviso laranja as ilhas do grupo Central dos Açores, devido à chuva “por vezes forte, entre as 00:00 e as 15:00” de hoje, além de um aviso amarelo por causa do vento para Faial, Pico, Terceira, São Jorge e Graciosa.

A ausência do Fonte do Bastardo foi um dos temas dominantes da conferência de imprensa que hoje juntou os capitães de equipa e treinadores dos quatro finalistas da prova, que nas meias-finais opõe o detentor da prova Benfica ao Sporting e os terceirenses ao Castêlo da Maia.

“Aumenta alguma incógnita sobre quando vamos jogar. Depende do voo e de o tempo melhorar ou não, para virem para cá. Sobre o jogo em si, temos de estar focados no que temos de fazer. A preparação que temos, esta semana, foi limitada”, admitiu o treinador dos maiatos, João Franco.

Sem vencer a prova desde 2013/14, o sexto e último cetro conquistado, os oitavos da Liga procuram bater os açorianos que têm o favoritismo, ainda que o capitão Gustavo Figueiredo queira entrar “para ganhar”, com “ambição” para enfrentar “as dificuldades sabidas” que irão encontrar.

 
Total
0
Partilhas
Artigo Anterior

Póvoa de Varzim: Suspeito de ameaças tinha facas, soqueira e réplica de pistola em casa

Próximo Artigo

Despedimento de presidentes é “disrupção indesejável” em fase crítica da TAP

Artigos Relacionados
x