Seguir o O MINHO

Alto Minho

Marido que matou a mulher em Ponte de Lima terá agido por ciúmes

Violência doméstica

em

Casal tem dois filhos menores. Foto: DR

Terão sido ciúmes doentinos que levaram Fernando Correia a assassinar a tiro a mulher, Sónia Marisa, e a tentar suicidar-se, de seguida, na manhã desta terça-feira, em Correlhã, Ponte de Lima.

O casal – com dois filhos menores, casado desde 2009 – vivia no rés-do-chão de uma casa em cujo primeiro andar residiam os pais da vítima, de 35 anos.

Relatos de moradores dão conta de que o homem, de 42 anos, já teria agredido o sogro numa outra ocasião.

Ao que O MINHO apurou, Fernando Correia chegou a trabalhar em linhas de alta tensão e na construção civil. Esteve emigrado na Alemanha, tendo regressado a Portugal no último Natal. Estava sem trabalho desde quinta-feira.

Já a mulher, Sónia Marisa Barros Correia, era doméstica e o grande apoio da mãe a cuidar do avô, que vivia na casa ao lado, e que está acamado há muitos anos.

Fernando Correia terá cismado na ideia de que a mulher teria um amante, o que o levou, na manhã desta terça-feira, a atingi-la com três tiros, depois de esta ter deixado os filhos na escola.

De seguida, o homem, que será de Godinhaços, Vila Verde, tentou suicidar-se, tendo disparado sobre si próprio no peito e na cabeça.

Está em estado crítico no Hospital de Braga.

O crime deixou em choque a comunidade da Correlhã, onde Sónia Marisa era muito estimada por toda a gente. Já o marido era descrito como uma pessoa que “não falava para ninguém”.

Como O MINHO noticiou, o alerta para o crime foi dado cerca das 08:30 e a Polícia Judiciária está a investigar.

O casal tem dois filhos menores, de 4 e 11 anos, que “já se encontravam na escola” quando aconteceu o crime.

Para o local foram acionadas uma Viatura de Emergência Médica (VMER), ambulância de Suporte Imediato de Vida (SIV), os Bombeiros Voluntários de Ponte de Lima e a GNR.

Populares