Seguir o O MINHO

Desporto

Mariana Machado repetiu, 34 anos depois, o feito da sua mãe, Albertina

Atletismo

em

Foto: DR

A atleta Mariana Machado sagrou-se este domingo campeã nacional de corta-mato longo, nos campeonatos que decorreram no Parque Municipal de Vale de Cambra.

A bracarense repetiu, 34 anos depois, o feito da sua mãe, Albertina Machado, e arrebatou o título, cortando a meta em 27.43 minutos, menos 19 segundos do que Neide Dias, do Feirense, segunda classificada, e 20 do que a sportinguista Jéssica Augusto, terceira.

De acordo com a Federação Portuguesa de Atletismo, com este triunfo, Mariana Machado “encontra-se com o seu destino de campeã absoluta, na primeira vez que corre com sénior (em 2020 não houve campeonato longo de crosse e em março de 2021 não correu no Seixal), após dois títulos em sub-18 e outros tantos em sub-20, alcançando um dos feitos da sua mãe Albertina Machado, que se sagrou pela primeira vez campeã de corta-mato há 34 anos (1987)”.

Mariana Machado campeã nacional de corta-mato longo

No final, Mariana Machado, que se sagrou também campeã nacional em sub-23, mostrou-se “muito contente” com o triunfo.

“Trabalhei muito. Fui atrás das outras atletas, mais experientes, mas, a faltarem 1.500 metros para a meta, como estava confortável, acelerei para conquistar um título muito gratificante. Este resultado deixa-me ainda mais motivada para os Europeus daqui por duas semanas, caso seja selecionada, faltando afinar apenas uns pequenos pormenores. É uma competição que eu gosto, tal como o enorme orgulho que sinto em representar Portugal nas grandes competições e levar a sua camisola aos lugares mais altos”, referiu.

Coletivamente o título foi para o Sporting, com 29 pontos, sendo secundado pelo SC Braga, com 37, enquanto o Feirense foi terceiro, com 56.

Populares