Seguir o O MINHO

Desporto

Marcelo felicitou João Sousa no balneário

em

Marcelo Rebelo de Sousa e João Sousa. Foto: Presidência da República

O Presidente da República felicitou João Sousa, depois da histórica vitória do tenista de Guimarães no Estoril Open. No final da partida, Marcelo Rebelo de Sousa deslocou-se ao balneário Clube de Ténis do Estoril para cumprimentar o jogador que se tornou no primeiro português a vencer aquele torneio.

“Passei primeiro a dar um abraço às 15.10 horas. Pelos vistos, o abraço também ajudou um pouco e depois soube a meio da procissão da vitória, estou muito feliz”, disse o Presidente aos jornalistas.

Vitória SC e Câmara de Guimarães também felicitaram o vimaranense e vitoriano

O Vitória SC e a Câmara de Guimarães também felicitaram o tenista vimaranense por se ter tornado o primeiro português a vencer o único torneio nacional no circuito ATP.

“João Sousa vence Estoril Open 2018! O conquistador volta a fazer história e torna-se no primeiro português a conquistar esta prova! Parabéns, campeão!“, lê-se na nota publicada na página oficial do clube na rede social Facebook.

Natural de Guimarães e adepto confesso dos vitorianos, João Sousa, 68.º do ranking mundial, garantiu este domingo o triunfo em solo português, após derrotar o norte-americano Frances Tiafoe, 64.º do circuito, por duplo 6-4, em uma hora e 20 minutos de jogo.

“O Presidente da Câmara de Guimarães, Domingos Bragança, felicita o vimaranense João Sousa pela vitória no torneio de ténis do Estoril Open, este domingo, 06 de maio. O atleta vimaranense tornou-se no primeiro português a inscrever o seu nome na lista de vencedores no historial desta competição”, lê-se na nota exibida na página do município no Facebook.

A nota da Câmara de Guimarães considerou ainda que João Sousa, o “melhor tenista nacional da atualidade”, “personifica o espírito de um verdadeiro conquistador” com o feito alcançado.

O atleta conquistou a terceira vitória da carreira no circuito ATP, após os triunfos de Kuala Lumpur (Malásia), em 2013, e de Valência (Espanha), em 2015, num total de 10 finais já disputadas.

Adversário triste pela derrota mas feliz por João Sousa

O tenista norte-americano Frances Tiafoe assumiu hoje, em conferência de imprensa, o misto de sentimentos no balanço da sua prestação no Estoril Open, depois de ter perdido a final de singulares (6-4, 6-4) para o português João Sousa.

Entre a dualidade causada pela tristeza da final perdida e a satisfação pela vitória de “um dos tenistas mais simpáticos do circuito”, o jovem americano, de apenas 20 anos, reconheceu ter ficado comovido com a emoção do número um nacional, depois de conseguir o feito de vencer pela primeira vez o torneio ATP em Portugal.

“Sei o quão importante isto era para o João [Sousa]. Teria sido algo grande para mim também, se tivesse vencido, mas ele tinha todo o país atrás dele e sentiu-o desde o início da semana. Ele jogou demasiado bem, tinha o público do lado dele e foi difícil para mim. Esteve bem e fico feliz por ele, sempre foi simpático comigo”, confidenciou.

Frances Tiafoe descreveu ainda o tenista natural de Guimarães como um dos “trabalhadores mais exigentes” do circuito e explicou que não conseguiu exibir-se ao nível dos anteriores jogos ao longo da semana, nomeadamente com um desempenho muito pior no posicionamento no ‘court’.

“Não me senti assim tão bem, não estive tão bem no trabalho de pés. Não joguei como fiz ao longo da semana e ele aproveitou e jogou como quis durante toda a partida. Ele jogou bem do princípio ao fim, só consegui ganhar algumas bolas perto do final, mas não fui capaz de o pressionar”, afirmou.

Por fim, o atual 64.º da hierarquia mundial reiterou a sua esperança de atingir durante 2018 o top-30 do ‘ranking’ ATP, tendo sublinhado que já está “numa boa posição” neste momento. O futuro imediato passa agora pelo Masters 1000 de Roma, em que Tiafoe disse esperar dar continuidade ao “melhor ano” da carreira.

Populares