Seguir o O MINHO

País

Marcelo diz que marcações turísticas “muito boas” mostram que Portugal é “porto seguro”

Política

em

Foto: DR / Arquivo

O Presidente da República sublinhou hoje que “as reservas e marcações” turísticas em Portugal “são muito boas” para a Páscoa e Verão, o que testemunha que as pessoas sentem que “Portugal é um porto seguro” numa altura de conflito.

“As reservas, as marcações feitas para a Páscoa e para o Verão, neste momento, são muito boas. Isso é espetacular porque quer dizer que as pessoas sentem — o que aconteceu durante a Segunda Guerra [Mundial], o que aconteceu sempre que houve conflitos — que Portugal é um porto seguro, é um país seguro, e é um país — nós queixamo-nos de vez em quando — mas climatericamente maravilhoso”, frisou.

O Presidente da Republicava falava aos jornalistas na Bolsa de Turismo de Lisboa, que decorre entre hoje e dia 20 de março na Feira Internacional de Lisboa (FIL), tendo visitado os quatro pavilhões que constituem a feira.

Marcelo Rebelo de Sousa manifestou esperança de que a Bolsa de Turismo de Lisboa sirva de “empurrão, e um empurrão grande, para o turismo este ano em Portugal”.

As reservas de voos para Portugal estão, em abril, 500% acima do que registavam no mesmo período do ano passado, mas ainda não se encontram a níveis de 2019, adiantou à Lusa o presidente do Turismo de Portugal (TP).

“As reservas que temos de voos para abril estão 500% acima do que tivemos no ano passado. Ainda não se aproximam de 2019, mas já estamos muito bem encaminhados”, referiu.

Por outro lado, “a nível de capacidade aérea estamos entre os 80% e os 90% do que tivemos em 2019 e todas as semanas temos informações de companhias que estão a reforçar as suas operações, que estão a olhar para outras opções de ligações para Portugal”, destacou.

“Há boas perspetivas para os próximos meses, mas é importante que esta guerra [na Ucrânia] acabe depressa e que se consiga manter a confiança no setor a nível mundial e, em segundo lugar, que se retirem as restrições que ainda existem devido à covid-19”, salientou.

A BTL regressa hoje à FIL, em Lisboa, depois de uma pausa de dois anos, devido à pandemia, prolongando-se até domingo.

Para esta 32.ª edição, a BTL contará com um número superior a 1.400 expositores, segundo a organização, que escolheu “o Porto e Norte como Destino Nacional Convidado” em “reconhecimento do aumento de notoriedade que tem conquistado e do enorme crescimento no número de visitantes”, sendo que o município convidado deste ano é Anadia.

EM FOCO

Populares