Seguir o O MINHO

Braga

Manuel Monteiro escolhe Braga para voltar ao CDS

‘Efeitos Práticos da Globalização’ é o tema escolhido numa sessão marcada para a Junta da Sé, às 21:00

em

Foto: DR

‘Efeitos Práticos da Globalização’ é o tema escolhido para marcar o regresso de Manuel Monteiro a uma casa que bem conhece. A convite da concelhia de Braga do CDS, o professor da Universidade Lusíada do Porto tem marcada uma reflexão/discussão, hoje, às 21:00 na Junta de Freguesia da Sé.

“O termo ‘globalização’ é habitualmente utilizado a propósito de um conjunto de transformações socioeconómicas e/ou sociopolíticas que atravessam as sociedades contemporâneas em todos os cantos do mundo. Recorremos ao termo para designar a mundialização económica capitalista verificada e intensificada durante a última década”, referem os centristas em comunicado.

“Talvez estejamos naquela fase em que se mostra necessário rememorar valores, delinear lógicas alternativas, chamar a atenção para a possibilidade (e necessidade) de uma intervenção política que vá ao encontro da referência ao humanismo, como conceito de mediação entre a globalização e a política”, acrescentam, ainda, como mote para a conferência de hoje.

Braga

Dois mil idosos já foram apoiados pela equipa social da rede May em Braga

Programa será prolongado a expensas da Câmara

Foto: DR

A rede May de apoio a idosos em meio rural do Município de Braga atendeu duas mil pessoas, de junho de 2019 a dezembro de 2020, em 23 freguesias, ajudando-as em áreas como as da habitação, de transporte para consultas médicas, compra de medicamentos e resolução de problemas burocráticos junto a Segurança Social ou dos serviços de saúde.

Ana Ferreira, chefe de Gabinete da Presidência e que coordena a área social, revelou a O MINHO que o May, um projeto europeu de cooperação entre o Município, a Xunta de Galicia e a Universidade de Vigo, termina em maio, mas vai ser prolongado a expensas da Câmara.

Para o programa criou-se uma equipa técnica que leva apoio personalizado e de prevenção de demências, a cidadãos com mais de 55 anos, com ações gratuitas de serviços sociais, enfermagem (aconselhamento e rastreios), neuropsicologia (avaliação e estimulação cognitiva) e psicomotricidade (estimulação funcional). “Chegámos a atender 150 pessoas numa só semana numa freguesia”, adiantou.

O prolongamento do projeto é debatido esta manhã em reunião do Executivo.

Ana Ferreira adiantou que, em termos sociais, está em andamento o projeto “ROOF”, que decorre entre 2019 e 2022, no qual estão envolvidas nove cidades europeias e que tem financiamento comunitário.

O ROOF engloba a preparação de uma equipa técnica que irá gerir uma casa, adaptada para receber seis a oito sem-abrigo, que abre em 2022. “Será um espaço não apenas de acolhimento, mas com um programa de reinserção da pessoa na vida diária, através da capacitação pessoal e profissional”, esclareceu.

Para este ano, a Câmara tem 1,5 milhões para 21 projetos ou departamentos da área social, 500 mil de verbas europeias. A que acrescem os apoios à renda de casa (800 mil) e ao Braga a Sorrir (dentistas gratuitos), 150 mil.

Oposição critica

Questionado por O MINHO sobre a política social autárquica, o vereador do PS, na oposição, Artur Feio, considera que houve um “desinvestimento” propositado em programas criados na gestão socialista, casos da Rede Social e do Banco Local de Voluntariado.

Defende a criação de um observatório social, que identifique novos problemas, e que sejam criados os prometidos planos de habitação, gerontológico e para a igualdade.

Pede maior robustez ao nível da organização e de recursos, para corresponder às transferências de competências no domínio da ação social.

Já o autarca da CDU; Carlos Almeida critica a pouca dinâmica da Rede Social, o que “prejudica quer o diagnóstico das situações quer o seu encaminhamento e resolução”. Lamenta a “insuficiência da resposta” às carências de habitação de famílias necessitadas, bem como a falta de apoio às pessoas sem-abrigo.

Continuar a ler

Braga

Marcelo vence em Braga com 61%. Ana Gomes tem 15% e André Ventura 10,17%

Eleições presidenciais 2021

Já está fechada a contagem dos votos em Braga, apontando uma vitória expressiva a Marcelo Rebelo de Sousa. Ana Gomes surge em segundo lugar, seguindo-se André Ventura. Marisa Matias fica em quarto.

Fonte: MAI

No concelho de Braga, Marcelo Rebelo de Sousa obteve 50.577 votos (61%), assumindo destacadamente o primeiro lugar, Ana Gomes em segundo, com 12.440 votos, André Ventura conseguiu 8.443 votos (10,17%).

Segue-se Marisa Matias, em quarto, com 3.172 votos (3,83%), Tiago Mayan, em quinto, com 3053 votos (3,68%), João Ferreira foi sexto, com 2936 votos (3,54%),  e Vitorino Silva somou 2304 votos (2,78%).

As freguesias do centro histórico da cidade, São Vicente, Maximinos, Sé e Cividade, São José de São Lázaro, São João do Souto e São Vítor ofereceram a Marcelo Rebelo de Sousa, 16.054 votos. Nas mesmas freguesias, Ana Gomes recebeu o apoio eleitoral, de 5.231 eleitores, ocupando o segundo lugar. André Ventura reuniu 2.901 votos ocupando o terceiro lugar.

Nas freguesias do centro histórico, os restantes lugares são partilhados, por João Ferreira, com 1.296 votos, Marisa Matias com 1.293 votos, Tiago Mayan com 1.202 votos e Vitorino Silva com 656 votos.

Nas freguesias suburbanas circundantes do centro histórico de Braga, de Ferreiros e Gondizalves, Nogueira, Fraião e Lamaçães, Real, Dume e Semelhe, as classificações de pódio mantêm-se: Marcelo Rebelo de Sousa reuniu 10.432 votos, Ana Gomes 2.793 votos e André Ventura conseguiu 1.823 votos.

Seguiu-se Tiago Mayan, com 753 votos, Marisa Matias com 675, João Ferreira com 572 e Vitorino Silva com 470.

Continuar a ler

Braga

Já há resultados em mais oito concelhos do distrito de Braga (Ventura é 2.º em Fafe e Vila Verde)

Já estão fechadas as contagens dos votos nos concelhos de Vila Verde, Amares, Fafe, Esposende, Póvoa de Lanhoso, Vizela, Cabeceiras de Basto e Celorico de Basto, apontando uma vitória expressiva a Marcelo Rebelo de Sousa em todos os concelhos. Ana Gomes e André Ventura dividem segundo e terceiro lugar em diferentes locais. Também em Vieira do Minho e Terras de Bouro já se conhecem resultados, conforme noticiado anteriormente por O MINHO.

Resultados em Esposende. Fonte: MAI

Resultados em Póvoa de Lanhoso. Fonte: MAI

Resultados em Cabeceiras de Basto. Fonte: MAI

Resultados em Celorico de Basto. Fonte: MAI

Resultados em Fafe. Fonte: MAI

Resultados em Vizela. Fonte: MAI

Resultados em Amares. Fonte: MAI

Resultados em Vila Verde. Fonte: MAI

Continuar a ler

Populares