Seguir o O MINHO

Futebol

Manuel Machado quer inverter ciclo de 10 derrotas seguidas na receção ao Vitória SC

I Liga

em

Foto: DR / Arquivo

O treinador Manuel Machado disse hoje que “ainda há 18 pontos para disputar” na I Liga portuguesa de futebol e que, para os alcançar, o Nacional “tem de ir à luta, com competência”.

O Nacional, que recebe na segunda-feira o Vitória SC, está num ciclo de 10 derrotas consecutivas, o pior do seu historial no escalão principal, pelo que o estado anímico da equipa não poderá ser o melhor.

“A situação que temos em termos reais, não deixa que pintemos o quadro de dourado, nem pouco mais ou menos. Temos consciência da situação difícil em que nos encontramos”, reconheceu.

Contudo, as mais recentes exibições, face a FC Porto (0-1) e o Tondela (1-2), deixam antever boas perspetivas, já que se verifica “uma melhoria substancial do desempenho em termos daquilo que são os processos”, ainda que para já não traduzido no que a equipa pretende, que é “rendimento e pontos”.

Manuel Machado deixa palavras de alento para o que resta da prova, na luta pela manutenção: “Pelo progresso do desempenho, queremos e acreditamos, traduzir em pontos já no dia de amanhã [segunda-feira] frente ao Vitória SC”.

“Há equipas com um desempenho muito positivo em vários aspetos, mas que, em situações de dificuldades, de uma forma quase constante, conseguem fazer golos no tempo adicional e isso não se trabalha, tem a ver com um estado de espírito de acreditar até ao fim e aí está o mérito”, afirmou, sublinhando ainda que o Nacional “para além dos problemas que tem, não tem tido uma pontinha dessa felicidade”.

Contudo, ressalva que “os jogadores estão disponíveis, não havendo nada a reclamar do comportamento profissional que o grupo apresenta, sendo sérios e trabalhadores”.

Quanto ao Vitória, Manuel Machado diz que “é um clube que não está a fazer a melhor das épocas, pelo menos na perspetiva de quem o dirige, pois já vai no terceiro técnico “.

A entrada de Bino Maçães alterou o modelo tático, passando daquilo que “era 4x3x3 ou 4x2x3x1, para um 3x4x3″, analisou o técnico dos insulares, acrescentando que o Vitória ainda não deu “aquele salto, em termos de rendimento, para lutar pela Liga Europa”.

De fora das opções para esta partida, está o médio Nuno Borges, que foi expulso frente ao Santa Clara, bem como Marco Matias e Francisco Ramos, estes por motivos de ordem física.

O Nacional, 18.º e último classificado, com 21 pontos, recebe segunda-feira, no Estádio da Madeira, no Funchal, a partir das 19.00, o Vitória SC, sexto, com 38, em partida relativa à 29.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, que será arbitrada por Fábio Veríssimo da AF de Leiria.

Populares