Seguir o O MINHO

Barcelos

Manuel Carlos Silva é o candidato do Bloco de Esquerda à Câmara de Barcelos

Eleições autárquicas

em

Foto: DR / Arquivo

Manuel Carlos Silva, professor catedrático em Sociologia na Universidade do Minho, aposentado, é o candidato do Bloco de Esquerda à Câmara de Barcelos.

É um dos nomes mais distinguidos da Sociologia em Portugal, tendo presidido à Associação Portuguesa de Sociologia, entre 2010 e 2012. Foi (co)organizador de vários congressos nacionais e internacionais, tendo ainda vários livros publicados.

Nascido em Abade de Neiva, Barcelos, mudou-se para Aguiar, outra freguesia daquele concelho, aos cinco anos e ali cresceu. Licenciou-se em Sociologia pela Universidade de Amesterdão (Holanda) e em Direito pela Universidade de Lisboa.

Foi militante do PCP durante 20 anos, partido pelo qual foi duas vezes candidato à Câmara de Barcelos, tendo integrado também, em diferentes momentos, listas para as eleições legislativas e europeias. Saiu do PCP em 2013, integrou como independente a lista do BE às eleições europeias. Foi deputado na Assembleia Municipal de Braga para a qual foi eleito como cabeça-de-lista dos independentes “Cidadania em Movimento”.

O deputado José Maria Cardoso é o candidato à Assembleia Municipal. Professor do Ensino Secundário, é atualmente deputado do Bloco de Esquerda na Assembleia da República, onde é presidente da Comissão do Ambiente, Energia e Ordenamento do Território. É também deputado na Assembleia Municipal de Barcelos, bem como dirigente nacional, distrital e concelhio do Bloco de Esquerda. José Maria Cardoso é ainda dirigente do Sindicato de Professores do Norte.

Em segundo lugar da lista da Assembleia Municipal foi anunciado Miguel Martins, estudante de Sociologia na Universidade do Minho. Faz parte da Concelhia de Barcelos e da Distrital de Braga do Bloco de Esquerda, integrando também a Coordenadora Nacional de Jovens do Bloco de Esquerda. Ativista social e estudantil, é dinamizador de vários movimentos sociais, sendo ainda coorganizador da Marcha do Orgulho LGBT+ de Barcelos.

Os nomes apresentados foram indicados pela Comissão Coordenadora Concelhia do Bloco de Esquerda Barcelos, tendo sido aprovados em plenário de aderentes, aguardando ainda ratificação da Comissão Coordenadora Distrital de Braga.

Populares