Seguir o O MINHO

Viana do Castelo

Mais de 400 produtos em plataforma de vendas online de Viana do Castelo

Viana Market

em

Foto: DR

Mais de 400 produtos de 35 lojistas de Viana do Castelo, de nove áreas de negócio, estão disponíveis na plataforma eletrónica Viana Market, criada para dinamizar a economia do concelho, foi hoje divulgado.


Segundo Duarte Vaz, porta-voz do consórcio de empresas de Viana do Castelo responsável pela conceção da plataforma de comércio digital, “há mais de 75 empresas em processo de adesão” àquela ferramenta eletrónica.

A plataforma eletrónica, hoje lançada na sede da Entidade Regional de Turismo do Porto e Norte de Portugal, no Castelo Santiago da Barra, foi desenvolvida no âmbito do projeto Comércio Digital de Viana do Castelo, iniciado pela Câmara em outubro de 2019 e que junta a Associação Empresarial de Viana do Castelo (AEVC), instituição que representa cerca de 1.100 empresas do concelho, e a Associação da Economia Digital (ACEPI).

A plataforma Viana Market foi apresentada publicamente em abril, com o objetivo de ajudar os comerciantes em período de isolamento e confinamento social devido à covid-19, e é “totalmente gratuita”.

Presente na sessão, o presidente da Câmara de Viana do Castelo anunciou que, “nos próximos seis meses, o município vai apoiar a monitorização e consolidação do projeto, garantindo a adesão, gratuita, de todos os lojistas do concelho”.

“Queremos passar rapidamente das 110 empresas para as 300, 600. Não queremos que ninguém fique de fora porque esta ferramenta é uma alavanca para o desenvolvimento económico, para o aumento das vendas, do emprego. Queremos um comércio pujante e pró-ativo também para acelerar quem produz. O digital é ainda vital e fulcral para a internacionalização da nossa economia”, sustentou José Maria Costa, apontando como exemplos os setores da ourivesaria e do artesanato.

Segundo números avançados anteriormente pela AEVC, na área urbana de Viana do Castelo estão situadas cerca de 600 lojas comerciais, sendo que em todo o concelho o tecido empresarial integra cerca de 3.400 empresas, das quais perto de 1.000 são dos setores de hotelaria, restauração e similares.

A pandemia de covid-19 já provocou pelo menos 965.760 mortos e mais de 31,3 milhões de casos de infeção em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 1.925 pessoas dos 69.663 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Anúncio

Viana do Castelo

Maior sala de espetáculos do Alto Minho ‘vira’ unidade de vacinação para a gripe

Centro Cultural de Viana do Castelo

em

Foto: Divulgação / CM Viana do Castelo

O Centro Cultural de Viana do Castelo está a funcionar, a partir desta terça-feira, como Unidade de Vacinação para a gripe sazonal, anunciou a Câmara local.

O equipamento está destacado como local de vacinação para os utentes de Santa Maria Maior e Monserrate, e assegurou a vacina de 160 munícipes ao longo de terça-feira.

Iniciou também esta semana a campanha de vacinação contra a gripe sazonal nas Juntas de Freguesia do concelho. As Juntas de Freguesia estão a funcionar como postos de vacinação contra a gripe sazonal para aliviar a pressão sobre os centros de saúde do concelho, sendo a vacina sempre administrada pelas equipas de enfermagem da Unidade Local de Saúde do Alto Minho (ULSAM).

Esta parceria resulta da estratégia de vacinação descentralizada em postos de proximidade à comunidade que foi proposta pela ULSAM aos dez municípios do distrito de Viana do Castelo.

O objetivo é “descentralizar a prestação de cuidados à população com a vacinação contra a gripe sazonal, cuja importância é acrescida para o grupo prioritário de pessoas com idade igual ou superior a 65 anos”.

Com esta medida, “pretende-se evitar que a população mais idosa e vulnerável tenha de se deslocar aos três centros de saúde situados na cidade e nas vilas de Darque e Barroselas, diminuindo a concentração de pessoas nesses espaços”, refere a autarquia.

Para apoio à medida, foi lançada uma Linha de Apoio Municipal de Vacinação, para permitir a inscrição da população através do telefone 258 819 310.

A campanha de vacinação do Serviço Nacional de Saúde (SNS), que começa habitualmente em 15 de outubro, iniciou-se este ano mais cedo com uma primeira fase para qual foram disponibilizadas 350 mil vacinas.

Na segunda fase, que começou na terça, estão incluídos outros grupos de risco: pessoas com 65 ou mais anos e pessoas com doenças crónicas.

Continuar a ler

Viana do Castelo

Cemitérios de Viana abertos com permanência máxima de 30 minutos

Dia de Todos os Santos

em

Foto: DR

Os cemitérios de Viana do Castelo vão estar abertos nos dias 01 e 02 de novembro com limitação de permanência até 30 minutos, lotação definida para cada situação, e sem ajuntamentos com mais de cinco pessoas, foi hoje divulgado.

Em resposta a um pedido de esclarecimento da agência Lusa, fonte autárquica explicou que o plano de contingência acordado com as Juntas de Freguesia do concelho e “adaptado a cada freguesia” inclui “recomendações sobre utilização, zonas de acesso, circulação e lotação”

“Foi determinado um despacho conjunto com as indicações sobre a limitação máxima do número de pessoas em cada cemitério (de acordo com a área de cada um), respeitando as orientações da Direção-Geral da Saúde (DGS), não permitindo ajuntamentos de mais de cinco pessoas no interior do cemitério e limitando a permanência das pessoas até um máximo de 30 minutos”.

Daquele plano consta ainda a “obrigatoriedade de utilização de máscara, de controlo de acessos com o apoio da Corpo Nacional de Escutas (CNE) e forças de segurança”.

No edital publicado hoje pela freguesia urbana de Areosa, no Facebook, hoje consultado pela Lusa, a autarquia limita o acesso ao cemitério a 200 pessoas, em simultâneo.

O documento, assinado por Rui Mesquita, refere ainda “não serem permitidas no cemitério, as celebrações religiosas e de homenagem habitualmente realizadas nos dias 01 e 02 de novembro”.

Caso não se verifique o “cumprimento generalizado” das disposições acordadas para o concelho, a Junta de Freguesia de Areosa alerta que, “de forma imediata”, poderá “reduzir” a lotação, os ajuntamentos mais de cinco pessoas e a permanência no cemitério.

Já “em casos extremos”, poderá encerrar o recinto.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 1,1 milhões de mortos e mais de 40,4 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 2.213 pessoas dos 103.736 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Continuar a ler

Viana do Castelo

Mais 42 casos de covid-19 em quatro dias no concelho de Viana

Covid-19

em

Foto: O MINHO (arquivo)

O concelho de Viana do Castelo registou mais 42 infetados com covid-19 durante os últimos quatro dias, contabilizando agora aquele concelho 137 casos ativos do vírus, segundo dados recolhidos por O MINHO junto da Unidade Local de Saúde do Alto Minho.

Os dados remetem para as 17:30 horas desta terça-feira.

Ao longo dos últimos quatro dias, o concelho viu ainda dez pessoas curarem-se do SARS-CoV-2, existindo agora 332 vítimas recuperadas da doença que corre mundo.

No total acumulado, registam-se 490 casos de infeção desde o início da pandemia, mais 42 nos últimos quatro dias.

A nível distrital, o Alto Minho contava, nesta terça-feira, com 349 casos ativos, 66 óbitos e 986 recuperados.

O distrito soma 1.401 casos acumulados desde o início da pandemia.

Continuar a ler

Populares