Seguir o O MINHO

Alto Minho

Mais de 17 mil pessoas ligadas em sessão ‘online’ dos anos 80 em Viana

Covid-19

em

Mais de 17 mil pessoas de pelo menos oito países estiveram ligadas, no domingo à tarde, durante três horas e meia, a uma sessão ‘online’ que recriou as tardes dos anos 1980 numa antiga discoteca de Viana do Castelo.

“Só na primeira parte da transmissão que fiz a partir da minha página pessoal no Facebook o registo é de 17. 392 pessoas de países como a Suíça, Angola, Moçambique, Maláui, Espanha, França, Canadá, Andorra e claro muitos amigos e familiares em Viana do Castelo e no país”, afirmou à Lusa José Gonçalves.

Zezé Gonçalves, nome pelo qual é conhecido, foi DJ entre 1989 e 1996, da discoteca Viana Sol, espaço de diversão noturna que que viria a fechar portas poucos anos depois.

No domingo, entre as 15:30 e as 19:00, animou uma sessão ‘online’, recriando, na garagem da sua casa na freguesia de Darque, na margem esquerda do rio Lima, uma matiné dos anos 80.

“Não estava à espera. Fiquei completamente surpreendido com a recetividade das pessoas. São sobretudo vianenses que estão espalhados pelo mundo a trabalhar e que se ligaram à matiné, na minha garagem, para recordar velhos tempos e ocupar o tempo livre de forma divertida”, explicou.

Zezé Gonçalves lançou o desafio aos seguidores na rede social Facebook para partilharem, através de fotografias ou pequenos vídeos, a forma como cada um viveu, em suas casas, a matiné alusiva à década de 80.

“Ainda não tive tempo de ver com pormenor todos os registos que me enviaram de vários países, mas os poucos que consegui ver as pessoas divertiram-se ao máximo em casa. É fantástico. O objetivo era que as pessoas se divertissem e que pelo menos durante três horas e meia se esquecessem desta desgraça que nos está a acontecer”, referiu.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 324 mil pessoas em todo o mundo, das quais mais de 14.396 morreram

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

Em Portugal, há 14 mortes e 1.600 infeções confirmadas.

EM FOCO

Populares