Seguir o O MINHO

Caminha

Maestro de Caminha vence primeiro prémio e medalha de ouro em concurso internacional

Competição em Espanha

em

Foto: Divulgação

O maestro Lourenço Cruz, de Lanhelas, Caminha, foi o grande vencedor do Concurso Internacional de Direção de Orquestra, inserido no Workshop de Música Sacra 2019, que decorreu entre os dias 8 e 13 de abril, na localidade de Villena, em Alicante, Espanha.


Com este prémio, Lourenço Cruz vai dirigir várias orquestras em Bielorrússia.

Após uma semana intensa de formação e realização de provas, supervisionadas pelos Maestros Gerardo Estrada (Orquestra da Rádio e Televisão de Bielorrússia), Yuri Galyas (Orquestra Sinfónica do Teatro de Bielorrússia) e Isidro Alemañ ( Orquestra Sinfónica de Villena), os nove concorrentes oriundos das várias partes do mundo (Colômbia, Costa Rica, Equador, Venezuela, Itália, Espanha e Portugal) tiveram que prestar provas nas diferentes áreas da Direção Orquestral.

Os maestros demonstraram as suas capacidades em como interagir com uma Orquestra; detetar e solucionar falhas musicais; realizar concertos; planear e organizar ensaios orquestrais, entre outras atividades.

Todos esses parâmetros foram alvo de uma avaliação contínua por parte de um júri e submetidos a um processo de votação entre o concertino, os solistas e da própria Orquestra Sinfónica de Villena.

O resultado final do concurso foi o seguinte:

1º Prémio e Medalha de Ouro atribuído ao Maestro Lourenço Cruz (Portugal);

2º Prémio e Medalho de Prata concedido ao Maestro Joaquim de la Cuesta (Espanha);

3º Prémio e Medalha de Bronze atribuído ao Maestro Cristóbal Quirós (Espanha).

Prémio especial da Orquestra concedido ao Maestro César Baldonimo ( Colômbia).

Prémio Jovem Promessa, o Maestro Manuel Jurado (Venezuela).

Anúncio

Alto Minho

Caminha vai ter ligação à A3. “Excelente notícia”

Presidente da Câmara satisfeito com anúncio do governo

em

Foto: Ilustrativa / DR

O presidente da Câmara de Caminha classificou hoje de “excelente notícia” para o concelho e para o distrito de Viana do Castelo o anúncio, pelo primeiro-ministro, da construção ligação entre a Autoestrada 28 (A28) no concelho à A3.

“Esta ligação rodoviária entre Caminha (A28) e a A3 [entre Braga e Valença], permitirá superar um forte constrangimento de ligação do concelho de Caminha ao interior do distrito de Viana do Castelo, nomeadamente a Paredes de Coura, e a ligação contínua de Espanha até Caminha sempre por autoestrada”, afirmou o socialista Miguel Alves, citado numa nota de imprensa.

A “obra em questão deverá ser projetada, lançada e executada até 2030 e tem um custo estimado de 65 milhões de euros”.

“O anúncio desta ligação direta a Espanha é uma notícia excelente que vem ao encontro daquilo que o concelho de Caminha vinha reclamando nas reuniões que manteve com o Governo”, destacou.

A autoestrada A28 liga o Porto a Caminha, passando por Viana do Castelo.

Miguel Alves referiu que, “havendo já uma boa ligação para o sul com Porto, Viana do Castelo e Ponte de Lima” é “muito importante uma ligação mais rápida ao interior do distrito, na zona de Paredes de Coura e, essencialmente, uma ligação contínua, sempre em autoestrada, até Espanha”.

“A Estrada Nacional (EN) 13 é um suplício para quem vai e vem de Espanha a partir de Vigo e Valença e precisávamos de ter uma via nova que permita que esse acesso se desenvolva com rapidez e segurança”, reforçou.

A via está “prevista existir até ao ano de 2030 e essa é uma excelente notícia para todo o concelho de Caminha”.

Este investimento está inserido no Programa de Construção de “Missing Links” que visa colmatar lacunas existentes na rede rodoviária nacional”, acrescentou Miguel Alves, que é também preside ao Conselho Regional do Norte, órgão consultivo da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte (CCDR-N).

Continuar a ler

Alto Minho

Duas escolas em Caminha vencem programa Ecovalor

Educação

em

Foto: DR

As escolas EB1 de Âncora Lage e a EB1/JI de Venade arrecadaram o primeiro e segundo lugares, respetivamente, do programa Ecovalor promovido pela Valorminho, informou hoje a Câmara de Caminha.

Em comunicado, a autarquia explicou que, no âmbito daquele programa, a EB 1 de Âncora Lage entregou 2.574 quilogramas (Kg) de lixo e a EB1/JI de Venade 2.451 kg.

O programa “contou com a participação de 19 escolas do Vale do Minho e permitiu a separação de 19 toneladas de embalagens de plástico/metal”.

O programa Ecovalor tem como objetivo promover boas práticas ambientais em estabelecimentos de ensino, premiando os estabelecimentos de ensino que apresentarem melhor desempenho na separação das suas embalagens usadas.

Continuar a ler

Alto Minho

Peça de teatro sobre violência doméstica estreia na sexta-feira em Caminha

Cultura

em

Foto: Divulgação / Krisálida

A companhia de teatro Krisálida, com sede no concelho de Caminha, vai estrear, na sexta-feira, às 21:30, a peça “Caldo Verde”, para “provocar a reflexão” sobre a violência doméstica, foi hoje divulgado.

Em comunicado, a companhia adiantou que a peça sobe ao palco do cineteatro dos bombeiros voluntários de Vila Praia de Âncora, repetindo no sábado à mesma hora.

Já nos dias 30 e 31, será representada no teatro Valadares, no centro histórico de Caminha.

Da autoria de Rui Ramos, com encenação de Nuno j. Loureiro e interpretação de Carla Magalhães, Joana Vilar e Romeu Anjos Pereira, trata-se do primeiro trabalho preparado pela companhia após o fim do confinamento provocado pela pandemia de covid-19, e que marca o arranque da temporada da companhia.

Continuar a ler

Populares