Seguir o O MINHO

Desporto

Luís Nunes: “Falperra foi a primeira rampa que vi ao vivo”

em

Foto: DR

O piloto transmontano Luís Nunes ligou-se desde muito cedo ao Minho, não só, mas também pelas vindas à Rampa Internacional da Falperra, ainda em jovem, muito longe de pensar que um dia seria um dos pilotos mais assíduos da mítica competição, em Braga, do Campeonato Europeu de Automobilismo de Montanha. E volta a correr a prova este fim de semana.

Já então a Rampa da Falperra era um fenómeno de popularidade em Portugal e na Europa, atraindo todos os anos cerca de 150 mil adeptos ao famoso percurso traçado na Estrada Nacional 309, em Braga, como era o caso de Luís Nunes, que referiu a O MINHO “ter sido a Falperra a primeira rampa que [viu] ao vivo”.

Para o tricampeão nacional de turismos de montanha, agora a celebrar já 25 anos de carreira, “era sempre especial ir com a família e amigos ver a rampa, por todo o ambiente de festa daquele fim de semana e, claro, pelo espetáculo dos carros e dos pilotos, pelo que ainda hoje sinto uma emoção especial ao percorrer este traçado de verdadeira adrenalina emoldurado de milhares e milhares de pessoas que nos aplaudem sempre”.

Novamente ao volante de um Skoda Fabia Rally2 Evo, o piloto, do concelho de Valpaços sabe que as características da Falperra “não são as mais favoráveis ao nosso Skoda, mas vamos, como sempre, dar o nosso máximo para tentar superar esta realidade e lutar pela vitória nos turismos, até em termos de retorno mediático para os nossos patrocinadores, este é um dos eventos mais importantes do ano”, afirmou Luís Nunes, já depois das duas vitórias consecutivas nas Rampas da Penha (Guimarães) e da Arrábida (Setúbal).

Quarta prova do Campeonato de Portugal de Montanha JC Group, a edição de 2022 da Rampa Internacional da Falperra volta também a pontuar para o Campeonato da Europa FIA de Montanha, sendo uma “romaria”.

Populares