Seguir o O MINHO

Braga

Lixo fora dos contentores revolta populares em Vila Verde

Freiriz

em

Foto: Rui Feio de Azevedo / O MINHO

Os moradores na Avenida da Nacional, em Freiriz, Vila Verde, mostram-se revoltados com a deposição dos lixos junto aos contentores que se encontram cheios e não são esvaziados com maior regularidade pelos serviços competentes da autarquia e também com o facto de não haver fiscalização para “o constante desrespeito da sinalização existente” por parte de cidadãos incumpridores. De resto, as fotos que publicamos são bem elucidativas da realidade que se vive naquele local e que está a causar muito mal-estar entre a população.

Em declarações a O MINHO, um desses moradores sublinha que a recolha no local é realizada às segundas, quartas e sextas-feiras pela empresa ligada à Câmara de Vila Verde, mas, segundo garante, “às segundas feiras não descarregam o contentor subterrâneo, o que faz com que seja atingida rapidamente a capacidade de armazenamento do lixo”.

Por outro lado, outro dos moradores refere que muitos cidadãos residentes noutras localidades depositam ali “de tudo um pouco”, como detergentes, baldes, ferros, materiais de construção, para além do lixo orgânico.

“Este contentor, por exemplo, é muito procurado porque fica à face da estrada e os condutores têm local para estacionar e provocar esta porcaria!”, desabafa este morador, para concluir com uma lamentação: “esta é uma situação insustentável porque está em causa o ambiente, além de que as pessoas que infringem a lei sabem que não vão ser multadas, dado que não há qualquer fiscalização!”.

Em comunicado, a Câmara de Vila Verde deu conta que dois dos camiões da empresa que recolhe o lixo (Rede Ambiente) estão avariados, pelo que é impossível “a circulação”, levando a que o serviço de recolha não fosse efetuado em condições normais na quarta-feira.

A Câmara espera que o problema fique resolvido até amanhã, uma vez que na noite de 31 de dezembro e no dia 01 de janeiro, não haverá recolha.

Populares