Seguir o O MINHO

Futebol

Lito Vidigal quer regresso aos triunfos para estabilizar ânimo do Moreirense

I Liga

em

Foto: DR / Arquivo

O treinador Lito Vidigal pediu hoje uma urgente vitória do Moreirense na receção ao Estoril Praia, na terça-feira, em encontro da 16.ª jornada da I Liga de futebol, para estancar a pior série de resultados da temporada.

“O que temos em mente é sermos cada vez mais equipa e competitivos. A prioridade é crescer coletivamente e melhorar alguns aspetos. Vamos ter uma partida difícil, na qual acreditamos que podemos vencer. É importante ter segurança no jogo e trabalhar muito para obter uma vitória. Com ela, os índices de confiança aumentam e a probabilidade da segunda vitória vem mais depressa”, observou o técnico, em conferência de imprensa.

Os ‘cónegos’ acumulam três derrotas consecutivas desde que o luso-angolano substituiu João Henriques e foram afastados da Taça de Portugal pelo Mafra (1-3), da II Liga, ao permitirem a reviravolta, mesmo atuando em superioridade numérica quase uma hora.

“Sinto que a equipa tem vindo a crescer. Mesmo no último jogo, estivemos a vencer e por cima até ao momento da expulsão, só que, depois, houve algum desequilíbrio emocional que não prevíamos. A equipa tem dado o máximo e precisa de uma vitória para sustentar todo o trabalho desenvolvido, porque são as vitórias que trazem a confiança”, reiterou.

Lito Vidigal sente o Moreirense “um pouco desconfortável”, dada a ausência de triunfos nas últimas sete jornadas para o campeonato, agarrando-se ao “saber sofrer nesta fase” para que, quando este ciclo passar, o coletivo “estabilize e apresente o que pode fazer”.

“Cada vez há menos jogadores a desequilibrar individualmente a nível mundial. O futebol é um jogo de equipa e uma equipa forte supera todas as dificuldades dentro e fora de campo e nos relacionamentos. É a mensagem que tenho passado ao grupo. Quando as equipas criam esse ambiente de solidariedade, são difíceis de serem batidas”, frisou.

Os minhotos nunca venceram em casa o Estoril Praia para a I Liga – três empates e três derrotas -, um adversário que “está a fazer uma boa campanha, tem bons jogadores e surge confortável na tabela”, expressando a estabilidade desejada em Moreira de Cónegos.

“Olhamos para o adversário, mas, acima de tudo, para nós e aquilo que trabalhamos em função do que somos como equipa e das minhas ideias. Cada jogo tem a sua história e podemos ganhar qualquer um. Independentemente do adversário, há que acreditar que podemos vencer. A partir daí, é competir e esperar por um resultado positivo”, afiançou.

Lito Vidigal ainda pode contar com Sori Mané, convocado pela seleção da Guiné-Bissau para a Taça das Nações Africanas de 2021, que se vai realizar de 09 de janeiro a 06 de fevereiro de 2022, nos Camarões, após ter sido adiada devido à pandemia de covid-19.

“Todos os jogadores são importantes e, quando estão disponíveis, a possibilidade de escolher uma equipa mais forte e competitiva é maior. Já sabíamos que podia haver esse cenário, mas teremos de encontrar soluções dentro do plantel”, concluiu o técnico, ainda privado do holandês Godfried Frimpong e do brasileiro Pablo Santos, ambos por lesão.

O Moreirense, 17.º e penúltimo colocado, com nove pontos, mas menos uma partida, recebe o Estoril Praia, quinto, com 25, na terça-feira, às 21:00, no Estádio Comendador Joaquim de Almeida Freitas, em Moreira de Cónegos, em encontro da 16.ª jornada da I Liga, a derradeira de 2021, com arbitragem de Manuel Mota, da associação de Braga.

Populares