Seguir o O MINHO

Braga

Linda Martini apresentam novo álbum no Theatro Circo em Braga

18 de março

em

Foto: DR / Arquivo

Os Linda Martini tocam no Theatro Circo em 18 de março, concerto inserido na digressão de apresentação de “ERRÔR”, o sexto álbum de originais da banda, que começa no dia 28 de fevereiro, no Porto.

“ERRÔR”, com edição agendada para 25 de fevereiro, é apresentado pela primeira ao vivo no dia 28 no mesmo mês no Plano B, no Porto, e a digressão, cujas primeiras datas foram hoje anunciadas, prossegue no dia 05 de março no Musicbox, em Lisboa, de acordo com a editora Sony Music num comunicado hoje divulgado.

A banda tem já também concertos agendados em Castelo Branco, no Cine-Teatro Avenida em 17 de março, em Braga, no Theatro Circo em 18 de março, em Ílhavo, na Casa da Cultura em 19 de março, em Ovar, no Centro de Arte em 08 de abril, e em Freamunde, no Auditório da Associação de Socorros Mútuos Freamundense em 16 de abril, no âmbito do festival Walk & Dance.

O público irá ouvir temas do novo álbum, mas também outros “que já fazem parte da história da banda”, e nesta digressão “renova-se a imagem, com cenografia e elementos visuais que prometem envolver ainda mais os espectadores nesta viagem errante que ainda agora se inicia”.

“ERRÔR” foi gravado em janeiro do ano passado nos Estúdios Namouche, em Lisboa, ao longo de duas semanas, com o produtor catalão Santi Garcia.

O álbum, com 12 canções, inclui três temas já divulgados este ano: “E não sobrou ninguém”, “Horário de verão” e “Taxonomia”.

“No dicionário português, ‘error’ é sinónimo de erro e viagem sem rumo. O acento não existe, acrescentaram-no para criar uma palavra nova, uma palavra sua, um erro. Nunca o hoje esteve tão presente nas suas canções”, refere a editora.

Os Linda Martini – André Henriques (voz e guitarra), Cláudia Guerreiro (baixo e voz), Hélio Morais (bateria e voz) e Pedro Geraldes (guitarra e voz) – surgiram em 2003, tendo editado o álbum de estreia “Olhos de Mongol”, em 2006.

O álbum mais recente da banda, homónimo, composto e gravado em Amares (Braga), na Arrábida (Setúbal) e na Catalunha, Espanha, data de fevereiro de 2018.

Populares