Seguir o O MINHO

Famalicão

Limpeza de terrenos e matas vai ajudar a aquecer escolas em Famalicão

Projeto-piloto

em

A Câmara de Vila Nova de Famalicão está a desenvolver um projeto que permite aquecer estabelecimentos de ensino usando ‘pellets’ produzidos a partir do material vegetal resultante da limpeza de terrenos e matas do concelho, revelou hoje a autarquia.

Em comunicado, a autarquia explica que o projeto piloto “Escola Circular” resulta de um protocolo entre o município e uma empresa da região que se compromete a “entregar uma tonelada de ‘pellets, por cada 12,5 toneladas de resíduos fornecidos pela câmara”.

Foto: Divulgação / CM Famalicão

O material entregue à Tec Pellets resulta da recolha de sobrantes do material vegetal decorrente da limpeza da floresta e terrenos, efetuada pelos serviços municipais, sendo que com aquele projeto de economia circular a autarquia quer alimentar as caldeiras de aquecimento da primeira escola envolvida, o jardim de infância de Requião, “proporcionando conforto e bem-estar às crianças, poupando o ambiente e os encargos financeiros” do município.

“Desde o arranque do projeto, foram já entregues na empresa 150 toneladas de sobrantes, sendo que, neste momento o município tem um saldo positivo de 12 toneladas. A estimativa é que cada escola tenha um consumo anual de cerca de três toneladas de ‘pellets’, lê-se.

Segundo explica o texto, “a fonte de energia utilizada até agora no jardim de infância de Requião era o gás propano, mas, depois de uma avaria na caldeira, a autarquia decidiu adquirir uma caldeira adaptada para ‘pellets’, através de um investimento de cerca de quatro mil euros, que permitiu iniciar o projeto de economia circular”.

O Jardim de Infância de Mouquim é o próximo estabelecimento de ensino a usar este tipo de aquecimento, aponta a autarquia, que refere ainda que “à medida que haja necessidade de renovar as caldeiras de aquecimento, outras escolas serão aquecidas de forma totalmente ecológica, com custos perto do zero”.

No comunicado a Câmara de Famalicão explica que único custo deste novo método de aquecimento é o valor da caldeira, que ronda os 4 mil euros, sendo que a poupança anual chega aos seis mil euros.

“Estamos a diminuir o impacto ambiental nocivo dos comportamentos humanos, para além de ser mais económico e mais eficiente. Trata-se de valorizar e proteger a nossa floresta, através da limpeza, e de criar condições para que os resíduos florestais tenham uma utilidade”, aponta no texto o presidente da autarquia, Paulo Cunha.

Anúncio

Famalicão

Pinto da Costa vai estar em Famalicão para falar de “Adições do Bom uso ao Abuso”

Sessão às 21:00 no Cespu

em

Foto: DR

“Adições do bom uso ao abuso” é o tema da próxima conferência de Saúde Pública, que decorre, hoje, pelas 21:00, no auditório da Cespu. A iniciativa gratuita mas de inscrição obrigatória conta com as participações do professor José Pinto da Costa, catedrático de medicina legal e de psicologia judiciária do departamento de direito da Universidade Portucalense e diretor do Centro Médico-legal, de Ricardo Dinis Oliveira, da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto e de Isabel Pinheiro, psicóloga.

Continuar a ler

Famalicão

Homem de Famalicão acusado de ficar com 100 mil euros de empresário que queria transferir capitais de Angola

Arguido foi procurado em Famalicão

em

Foto: DR/Arquivo

O Ministério Público deduziu acusação contra um homem suspeito de se ter apropriado de 100 mil euros de um empresário a pretexto de intermediação na transferência de dinheiro de Angola para Portugal, informou hoje a Procuradoria-Geral Distrital (PGD) do Porto.

De acordo com uma nota publicada na página oficial da PGD do Porto na Internet, o arguido intitulava-se publicamente consultor financeiro e “alardeava conseguir junto das instituições financeiras angolanas legítimas saídas de divisas para outros países, entre eles Portugal”.

O caso remonta a 2016, quando o arguido terá sido procurado em Famalicão por um empresário que pretendia transferir capitais de Angola para Portugal.

De acordo com a investigação, o arguido conseguiu que o empresário lhe entregasse 100 mil euros a título de começo de pagamento da comissão devida pela efetivação de uma transferência de um milhão de euros, de Angola para Portugal, que se comprometeu a realizar, o que nunca fez.

Na acusação, que foi deduzida a 23 de maio, o Ministério Público imputa ao arguido a prática de um crime de falsificação de documento e outro de burla qualificada.

Continuar a ler

Famalicão

Bombeiros salvam cão que caiu num poço em Famalicão

Animal está bem de saúde

em

Foto: Facebook de Bombeiros de Riba de Ave

Os Bombeiros Voluntários de Riba de Ave, no concelho de Vila Nova de Famalicão, resgataram hoje um cão que caiu num poço, no Monte de Santa Tecla, em Santa Maria de Oliveira.

Apesar de algumas dificuldades, o animal foi retirado com sucesso e encontra-se bem de saúde.

Foto: Facebook de Bombeiros de Riba de Ave

O alerta foi recebido por volta das 11:00 horas da manhã, segundo deu nota aquela corporação na sua página na rede social Facebook, onde partilhou duas imagens do momento.

Continuar a ler

EM FOCO

Anúncio

ÚLTIMAS

Vamos Ajudar?

Reportagens da Semana

Populares