Seguir o O MINHO

Futebol

Liga Europa: Presidente do Vitória quer passar Grupo F, apesar das “dificuldades”

Vitória defronta Standard Liége esta quinta-feira

em

Miguel Pinto Lisboa. Foto: Paulo Jorge Magalhães/O MINHO (Arquivo)

O presidente do Vitória Sport Clube (SC), Miguel Pinto Lisboa, afirmou esta quarta-feira que o clube deseja chegar aos 16 avos de final da Liga Europa de futebol, apesar do grupo F ser “difícil”

Na antecâmara da primeira jornada do Grupo F, na Bélgica, frente ao Standard de Liège, o dirigente mostrou-se “consciente das dificuldades que acarretam todos os jogos”, mas reiterou que os minhotos vão “entrar sempre para vencer”, perante adversários com a “consciência de que defrontar o Vitória não é um desafio fácil”.

“É um grupo difícil, que nos motiva. Entraremos motivados e confiantes para cada jogo, tendo por objetivo passar à próxima fase”, disse, na análise a um grupo que inclui ainda os ingleses do Arsenal e os alemães do Eintracht Frankfurt, antes do voo para a Bélgica, no Aeroporto Francisco Sá Carneiro (Porto).

Miguel Pinto Lisboa rejeitou ainda qualquer “ansiedade” pela estreia no Grupo F, tendo preferido realçar que os jogadores estão “desejosos de mostrarem a toda a Europa o valor que têm”, numa competição que, no seu entender, tem mais valor a nível desportivo do que financeiro – após os 2,9 milhões de euros do acesso à fase de grupos, o clube pode ganhar 570 mil euros por cada triunfo.

“Mais importante do que o aspeto financeiro, é o aspeto desportivo. Na Liga Europa, os prémios não são muito significativos. Aliás, é um tema que se tem de discutir pelos clubes: a Liga Europa é pouco atrativa. Quando se tem desafios contra clubes como Arsenal e Eintracht Frankfurt, os prémios de vitória são residuais. A valorização do nosso clube e dos nossos atletas são mais importantes”, vincou.

A participação vitoriana na competição está ainda a ser marcada pelos horários dos jogos em casa: depois de se ter reagendado o jogo com o Eintracht para as 20:00 de 03 de outubro e de se ter mantido o duelo com o Arsenal às 15:50 de 06 de novembro, o elenco presidido por Miguel Pinto Lisboa quer mudar a receção ao Standard para as 20:00 de 28 de novembro, mas ainda nada está decidido.

“É um tema que está a ser tratado. Há um alinhamento de vontades entre a UEFA, a Federação Portuguesa de Futebol e o Vitória. Temos questões que se prendem com limitações ao nível da segurança, que estamos a procurar ultrapassar”, adiantou.

O Vitória SC defronta os belgas do Standard de Liège num encontro agendado para quinta-feira, às 17:55 de Lisboa, no Estádio Maurice Dufrasne, em Liège, com arbitragem do russo Sergei Ivanov.

Anúncio

Futebol

Famalicão com a maior taxa de ocupação em jogos em casa na Liga

Reportagem

em

Foto: DR

O Famalicão é a surpresa da I Liga de futebol, ao conseguir manter-se na liderança isolada da prova ao fim de sete jornadas, e a euforia domina o dia-a-dia do clube e da cidade.

A equipa sensação tem tido dias de sonho e, na verdade, os motivos são muitos. O crescimento do clube tem sido sentido de diversas formas e cada conquista serve para enaltecer e acrescentar algo mais a esse crescimento.

O número de associados do Famalicão é um desse exemplos que ilustra na perfeição essa mesma situação. Há quatro anos existiam cerca de 1.500, mas, no ano passado, antes do arranque da época que culminou com o regresso à I Liga, 25 anos depois, este número ultrapassava os 7.000.

Nesta temporada, antes do início do campeonato, os números já tinham ascendido aos 8.500, mas agora, com a liderança, o clube conta já com 9.500 sócios, ou seja, quase o dobro da lotação do estádio, que é de 5.200 lugares.

Além disso, os jogos em casa dos minhotos são os que maior taxa de ocupação têm no campeonato esta época. A SAD esgotou a venda de lugares anuais, que andam à volta das mil cadeiras.

Este crescimento nas vendas sente-se também nos artigos de ‘merchandising’. Os adeptos esgotaram os artigos disponíveis no estabelecimento aberto no início da época no centro da cidade, em duas semanas. Em números redondos, o Famalicão já vendeu cerca de 1.500 camisolas, o triplo em relação ao ano anterior.

O presidente da Câmara de Vila Nova de Famalicão, Paulo Cunha, assume-se com um “adepto ferrenho” do clube e reconhece que as vitórias e o destaque do emblema contribuem para aumentar o “reconhecimento da cidade no país e no mundo”.

O autarca, que confessou a vontade de poder estar na bancada dos adeptos, de cachecol ao pescoço, revelou ainda que “no início do ano, o Estádio Municipal de Famalicão vai entrar em obras”.

As obras de remodelação vão ser uma realidade e, segundo o autarca, aconteceriam “mesmo que o clube estivesse ainda na II Liga”.

“O processo está em curso e acreditamos que podemos começar a obra em janeiro. Queremos que as famílias de Famalicão possam ir ao futebol como se vai ao teatro ou ao cinema, usufruindo de ótimas condições de conforto. Mas a intervenção é indiferente ao percurso desportivo. Já projetámos esta intervenção há mais de dois anos e isso estaria a acontecer caso o Famalicão estivesse em primeiro, em último ou estivesse na II Liga”, reforçou.

Na rua, o entusiasmo também se sente sem grande dificuldade. Na quarta-feira, dia de feira no centro de Famalicão, por entre barracas, roupas para venda e muitos pregões, o nome do clube é dito à ‘boca cheia’ e com um orgulho enorme.

António e Cristiano, feirantes de profissão, têm uma verdadeira história de amor com o clube da terra. E, como em todas as histórias de amor, são feitas loucuras para se poder acompanhar o clube. António tem uma caricata e que envolve a irmã.

“Há umas semanas, no jogo com o Guimarães, tinha de estar no aeroporto para ir buscar a minha irmã às 23:00 e só cheguei lá à uma da manhã… ela não se importou, só disse para eu ir com calma”, lembrou António.

Já Crisitiano não conseguiu esconder o entusiasmo em relação ao percurso do clube que ama desde pequeno.

“Acompanho o Famalicão desde sempre… Não ando nisto só porque agora o Famalicão ganha. Já apanhei muita chuva, frio, calor… e o Famalicão a jogar em escalões inferiores… e a perder. Mas o amor é exatamente o mesmo. E sei que no final desta época vou estar a festejar algo bom. Eu acredito piamente nisso. Vamos ser o novo Leicester”, disse.

Com a oitava jornada à porta e a deslocação à casa do FC Porto, os ânimos não esmorecem.

“Que venha o FC Porto. Eles não vão jogar sozinhos e nós vamos sair de lá com mais uma vitória”, atirou Cristiano ainda.

O Famalicão lidera isolado a I Liga portuguesa de futebol, somando seis vitórias e um empate, e o sonho de continuar na senda dos bons resultados comanda o dia-a-dia de todos no clube e adeptos.

Continuar a ler

Futebol

Arsenal perde antes da receção ao Vitória SC

Premier League

em

Foto: DR / Arquivo

O Arsenal, adversário do Vitória Sport Clube (SC) na Liga Europa, perdeu (1-0) no terreno do Sheffield United, em jogo a contar para a primeira liga inglesa.

Os arsenalistas sofreram um golo de Lus Moussett aos 30 minutos de jogo, sendo este já o quarto jogo fora em que os jogadores de Londres não conseguem triunfar (dois empates e duas derrotas).

A tabela classificativa vê agora os comandados de Unay Emery na quinta posição, com 15 pontos, menos dez que o líder, Liverpool

O Vitória desloca-se ao estádio Emirates na próxima quinta-feira, com jogo marcado a partir das 20:00 horas.

Continuar a ler

Futebol

SC Braga sem Fransérgio para Instambul

Convocatória

em

Foto: DR / Arquivo

O médio brasileiro Fransérgio é a grande ausência da lista de convocados de Ricardo Sá Pinto para o jogo da Liga Europa em Instambul, frente ao Besiktas, marcado para esta quinta-feira.

O atleta estará a braços com uma lesão na coxa direita, impossibilitando o contributo para a equipa que busca pela vitória na Turquia.

Também o avançado Hassan é baixa, depois de se ter lesionado no tornozelo esquerdo enquanto disputava uma partida pela seleção nacional do Egito.

Claudemir, Murilo e Xadas são outras três ausências.

Lista de convocados

Guarda-redes: Tiago Sá, Matheus e Eduardo;

Defesas: Esgaio, Bruno Viana, Pablo Santos, Sequeira, Wallace, Diogo Viana e Caju;

Médios: João Novais, Agbo, Palhinha e André Horta;

Avançados: Wilson Eduardo, Rui Fonte, Paulinho, Trincão, Ricardo Horta e Galeno.

Continuar a ler

Populares