Seguir o O MINHO

Futebol

Liga das Nações: Portugal favorito frente à ‘renascida’ Holanda

Final no Estádio do Dragão

em

Foto: DR

Portugal, atual campeão europeu, vai no domingo subir ao relvado do Estádio do Dragão, no Porto, como favorito na final da Liga das Nações de futebol, perante uma Holanda ‘cansada’ e em reconstrução.


Depois do triunfo por 3-1 na primeira meia-final sobre a Suíça, na quarta-feira, a seleção portuguesa parece ter tudo, em teoria, para levantar o primeiro troféu da Liga das Nações, apesar de ter uma baixa de peso.

Pepe saiu lesionado do confronto com os helvéticos, numa altura em que estava a ser um dos melhores em campo, e vai falhar a final, mas, mesmo assim, Portugal está ‘obrigado’ a vestir o papel de favorito.

Além de ter o estatuto de campeão europeu, e de ter a vantagem de jogar em casa, Portugal chega à final com Cristiano Ronaldo em grande forma, após o ‘hat-trick’ apontado frente aos suíços, e fisicamente mais ‘fresco’.

A seleção lusa teve mais um dia de descanso e a Holanda foi obrigada a disputar o prolongamento para conseguir eliminar a Inglaterra (3-1), na outra meia-final.

Com Pepe ausente, José Fonte deverá fazer dupla com Ruben Dias no centro da defesa, naquela que poderá ser a única alteração de Fernando Santos no ‘onze’ inicial.

O selecionador nacional deverá manter João Félix como companheiro de Ronaldo na frente, embora o avançado do Benfica tenha estado apagado frente aos helvéticos, naquela que foi a sua estreia absoluta como internacional ‘AA’.

Na defesa, Nélson Semedo ganhou o duelo a João Cancelo no primeiro jogo, mas tem sempre a ‘sombra’ do jogador da Juventus, enquanto no meio-campo, Danilo, que esteve castigado, e João Moutinho podem sempre entrar nas contas de Fernando Santos.

Por seu lado, a Holanda está a demonstrar na Liga das Nações que superou a ‘crise’ e está de regresso aos grandes palcos, após ter falhado as fases finais de Euro2016 e Mundial2018.

Depois de ter eliminado na fase de grupos Alemanha e França, os dois últimos campeões mundiais, os holandeses, comandados pelo técnico Ronald Koeman, que em tempos treinou o Benfica, ultrapassaram em Guimarães a Inglaterra, com justiça, embora tenham necessitado do prolongamento.

Os ingleses ainda se adiantaram no marcador aos 32 minutos, através de Marcus Rashford, na conversão de uma grande penalidade, mas a Holanda igualou e levou o encontro para prolongamento, com um golo de Matthijs de Ligt, aos 73. Kyle Walker, aos 97, na própria baliza, e Quincy Promes, aos 114, anotaram os golos que deram o triunfo à ‘laranja mecânica’.

A Holanda aparece na final da Liga das Nações numa fase em que tenta aproveitar os mais recentes sucessos da escola do Ajax, como Matthijs de Ligt, Frenkie de Jong e Donny van de Beek, e em que tem dois campeões europeus de clubes pelo Liverpool, o central Virgil van Dijk, promovido a capitão da ‘laranja mecânica’ e o médio Georginio Wijnaldum.

A final da primeira edição da Liga das Nações está agendada para domingo, às 19:45, no Estádio do Dragão, no Porto.

Anúncio

Futebol

I Liga: FC Porto e Benfica procuram segunda vitória para igualar Santa Clara

I Liga

em

Foto: DR

FC Porto e Benfica procuram hoje dar sequência à entrada positiva na I Liga portuguesa de futebol e somar a segunda vitória na prova, que lhes permitirá igualar o líder provisório, Santa Clara, na segunda jornada.

Os ‘encarnados’ recebem o Moreirense no Estádio da Luz, a partir das 18:30, depois de uma promissora e ‘folgada’ estreia na competição, que se traduziu numa goleada por 5-1 em Famalicão e que permitiu à formação comandada por Jorge Jesus terminar a ronda inaugural no primeiro posto.

Pela frente, as ‘águias’ terão uma das cinco equipas que conseguiram vencer na primeira jornada, neste caso por 2-0, na receção ao ‘regressado’ Farense, e que nas duas últimas deslocações à Luz alcançou um empate 1-1 (2019/20) e uma vitória por 3-1 (2018/19).

Pouco depois, a partir das 20:30, o campeão nacional FC Porto visita o Estádio do Bessa, para defrontar o ‘renovado’ Boavista, formação que não sabe o que é vencer um dérbi portuense desde 2006/07.

Tal como Benfica, Santa Clara, Moreirense e Belenenses SAD, os ‘azuis e brancos’ entraram a vencer no campeonato e logo num sempre difícil embate com o Sporting de Braga, por 3-1. Já os boavisteiros empataram 3-3 no reduto do Nacional.

Em caso de triunfo, ‘dragões’ e ‘águias’ ou ‘cónegos’ igualam o Santa Clara no topo da classificação, com seis pontos. Os açorianos abriram a segunda jornada na sexta-feira, com um triunfo por 1-0 no terreno do Sporting de Braga, graças a um golo de Thiago Santana.

No outro jogo deste sábado, o Marítimo recebe o Tondela, às 15:30. Os insulares estrearam-se na I Liga com um desaire por 2-0, diante do Santa Clara, enquanto os tondelenses viram escapar a vitória nos instantes finais da receção ao Rio Ave e cederam um empate 1-1.

Calendário

– Sexta-feira, 25 setembro:

SC Braga – Santa Clara, 0-1

– Sábado, 26 setembro:

Marítimo – Tondela, 15:30

Benfica – Moreirense, 18:30

Boavista – FC Porto, 21:00

– Domingo, 27 setembro:

Farense – Nacional, 15:30

Gil Vicente – Portimonense, 16:00

Paços de Ferreira – Sporting, 18:30

Rio Ave – Vitória SC, 21:00

– Segunda-feira, 28 setembro:

Belenenses SAD – Famalicão, 19:45

Continuar a ler

Futebol

“Não chamo incompetência a duas bolas no poste e a um golo invalidado”

Carlos Carvalhal

em

Foto: DR

Declarações após o jogo da segunda jornada da I Liga de futebol entre Sporting de Braga e Santa Clara, que hoje decorreu em Braga e que os açorianos venceram (1-0).

Carlos Carvalhal (treinador do SC Braga): “Este é um jogo fácil de analisar, vimo-nos a perder logo aos 05 minutos numa desatenção da nossa equipa, depois há uma tentativa não muito bem conseguida de reagir, conseguimos um golo que é invalidado, mas foi um jogo incaracterístico, ainda assim tenho a sensação que o empate era o resultado mais justo ao intervalo.

Na segunda parte, o jogo só teve o sentido ofensivo da nossa parte, desperdiçámos seis ou sete oportunidades claras de golo, duas bolas no poste, contra uma equipa que se fechou lá atrás, muito bem organizada.

Ficaria muito triste com o empate, perdendo fico muito desapontado, mas não com os jogadores, fizeram tudo para ganhar e com qualidade.

O caminho é mais a segunda parte, porque na primeira parte demos 45 minutos de avanço. Na segunda parte, tivemos oportunidades para ganhar não um jogo, mas dois. Haverá o dia em que não vamos jogar metade e vamos uma vez à baliza e vamos ganhar.

Não chamo incompetência a duas bolas no poste e a um golo que foi invalidado, para mim não é. O Santa Clara procurou a felicidade, mas nós também procurámos.

(Sobre golo invalidado ao Braga) Tenho uma perspetiva no jogo, depois, quando vejo na televisão vejo o mesmo que vocês, há lances que é só ver.

(Fábio Martins apresentado no Al-Shabab, da Arábia Saudita) Desde o início, quando assinei, que havia pretendentes pelo Fábio Martins e possibilidades de fazer um encaixe financeiro, isso ficou logo decidido ‘a priori'”.

Daniel Ramos (treinador do Santa Clara): “A primeira parte foi muito boa, bom controlo das iniciativas ofensivas, estivemos muito bem estrategicamente, bem posicionados, agressivos, a ganhar muitos duelos, saímos bem em transições, criámos muitas dificuldades ao Braga. Conseguimos o golo e outras ocasiões perigosas. Na segunda parte foi diferente, as alterações do Braga provocaram nuances diferentes, tivemos mais dificuldades, permitimos a conquista do espaço do Braga e ficámos mais longe da baliza. Fomos felizes, reconheço isso, perante uma grande equipa. Apelámos ao espírito de equipa e acabou por ser um prémio, a equipa foi sempre muito disponível, muito equipa, e isso agradou-me bastante.

(Lesão de Thiago Santana) Não sei a gravidade, só me apercebi já no balneário, porque saí rapidamente. Fez um estiramento muscular, vamos ver se pode ser solução.

(Na frente do campeonato à segunda jornada) O que se pode espera? É muito simples: mantermos uma boa organização que nos permite uma identidade da qual não queremos fugir. Queremos discutir os jogos e vamos ainda consolidar a nossa ideia de jogo, estamos ainda a começar, ainda longe do que queremos.

Ter a satisfação de irmos para casa com o dever cumprido do ponto de vista de dar tudo em campo, é como se levássemos a bandeira do Santa Clara para casa todos os dias porque defendemos um clube e uma região”.

Continuar a ler

Futebol

Braga empresta Fábio Martins aos sauditas do Al-Shabab

Mercado de transferências

em

Foto: DR

O futebolista Fábio Martins vai jogar até final da temporada nos sauditas do Al-Shabab, por empréstimo do SC Braga, anunciou hoje o clube de Riade, que é treinado pelo português Pedro Caixinha.

O extremo, de 27 anos, que na época passada esteve cedido pelos ‘arsenalistas’ ao Famalicão, assinou contrato de empréstimo por uma temporada, sem opção de compra, segundo adiantou o clube minhoto.

Antes de sair por empréstimo, Fábio Martins renovou o seu contrato com o Braga por mais uma temporada, sendo agora válido até 2023.

Já hoje, depois da derrota com o Santa Clara, para a I Liga, o treinador do Braga, Carlos Carvalhal, abordou a saída do jogador: “Desde o início, quando assinei, que havia pretendentes pelo Fábio Martins e possibilidades de fazer um encaixe financeiro. Isso ficou logo decidido ‘a priori’.”

No Al-Shabab, Fábio Martins será treinado pelo português Pedro Caixinha, que assumiu o comando dos sauditas em julho.

O extremo formado no FC Porto prepara-se para a primeira ‘aventura’ no estrangeiro, depois de ter representado Desportivo das Aves, Desportivo de Chaves, Paços de Ferreira e Famalicão, além do SC Braga, detentor do passe.

Continuar a ler

Populares