Seguir o O MINHO

Vitória SC

Liga Basquetebol: Vitória SC perde contra o FC Porto

em

O Vitória SC perdeu em casa esta sexta-feira contra o FC Porto, por 84-77, em jogo da 21.ª jornada e classificação da Liga de basquetebol:

– Sexta-feira, 08 março:

Vitória SC – FC Porto, 77-84

CAB Madeira – Lusitânia, 20:30

Illiabum – Galitos Barreiro, 21:00

Ovarense – Benfica, 21:00

Esgueira – Oliveirense, 21:30

Terceira Basket – Imortal, 21:30 locais (22:30 em Lisboa)

Classificação:

1. Oliveirense

2. Benfica

3. FC Porto

4. Ovarense

5. Vitória SC

6. Lusitânia

7. CAB Madeira

8. Terceira Basket

9. Esgueira

10. Illiabum

11. Galitos

12. Imortal

Programa da 22.ª Jornada:

– Domingo, 10 março:

Terceira Basket – Ovarense, 15:00 locais (16:00 em Lisboa)

Lusitânia – Imortal, 15:00 locais (16:00 em Lisboa)

FC Porto – CAB Madeira, 16:00

Oliveirense – Vitória SC, 16:00

Galitos Barreiro – Esgueira, 16:00

Benfica – Illiabum, 16:00

Anúncio

Futebol

“O Vitória criou situações para fazer quatro, cinco golos”

2.ª jornada da I Liga

em

Foto: Twitter (Arquivo)

Declarações após o jogo Vitória SC-Boavista (1-1), da segunda jornada da I Liga portuguesa de futebol, disputado hoje em Guimarães:

Ivo Vieira (treinador do Vitória SC): Fizemos um jogo de grande nível. Os jogadores trabalharam até à exaustão e lutaram para que o resultado fosse diferente. De forma merecida, estávamos em vantagem e procuramos aumentá-la. Correm-se alguns riscos quando se procura a baliza do adversário, mas é um comportamento que eu quero que a equipa tenha. Tivemos mais algumas oportunidades de golo. Só fizemos um. Sofremos um golo aos 90+4 minutos. Temos de aceitar o resultado.

Houve momentos do jogo em que poderíamos tomar melhores decisões. Noutros, tomámos boas decisões. Esse comportamento [algumas manifestações de irritação durante a segunda parte] faz parte do meu ADN. Dentro do meu trabalho, há muitas razões para exigir. Quero que, a cada dia, eles sejam mais competitivos.

Os treinadores não são obrigados a fazerem as três substituições. Não permitimos que o nosso adversário tivesse ocasiões flagrantes de golo. Quando o comportamento individual e coletivo é bom, não vale a pena alterar. Mantive a equipa como estava. Poderia eventualmente meter mais um central ou um ponta de lança para defender a minha baliza, mas controlámos bem o adversário. Tínhamos de ser mais competentes a controlar aquele lance [do golo do Boavista]. Se eu estivesse em campo, atacava aquela bola de forma convicta, contra seis ou sete homens.

As pessoas que gostam de futebol viram o comportamento da equipa. O Vitória habituou, bem, a conseguir fazer resultados com um número grande de golos. Hoje, o Vitória criou situações para fazer quatro, cinco golos. Todos os jogos são difíceis. Procurámos muito a baliza do adversário. Os jogadores tiveram um comportamento fabuloso. Levaram a ideia para o jogo. Só marcámos um golo. Queríamos mais”.

Balde de água fria em Guimarães com empate ‘fora de horas’ na estreia no campeonato

Lito Vidigal (treinador do Boavista): “Foi um jogo bem disputado. Na primeira parte, o Vitória foi superior. Conseguimos estar sempre organizados defensivamente, mas faltou-nos critério na saída para o ataque. O Vitória fez um golo e foi importante mantermos a calma, estarmos organizados. Sabíamos que era importante mantermos o resultado como estava.

Ao intervalo, fizemos algumas alterações. A equipa esteve muito melhor com bola. Começámos a jogar mais no meio-campo do Vitória. Não sei se o Vitória recuou por estratégia ou por nosso mérito. Criámos uma situação ou outra e empatámos no final. Os jogadores trabalharam muito e lutaram muito.

As substituições que fizemos trouxeram mais qualidade ao jogo. O nosso objetivo é sempre jogar para ganhar. Não conseguimos ganhar, mas conseguimos somar mais um ponto, que era importante para nós.

Não entrámos defensivamente em campo, mas ganhámos poucos duelos. Tínhamos de ganhar a maior parte dos duelos no meio-campo e não conseguimos fazê-lo na primeira parte. Na segunda parte, a equipa tornou-se mais agressiva e intensa. Depois, conseguimos ter muito mais critério. Acima de tudo, é preciso valorizar a entrega. Temos de acreditar até ao fim que podemos vencer todos os jogos.

(Sobre a entrada de Lucas para o lugar de Ricardo Costa no eixo da defesa) O Vitória tem jogadores altos. Os centrais são fortes no jogo aéreo. O Vitória tinha feito alguns jogos com muitos golos em situações de bola parada. Vamos adaptando as características dos jogadores a determinados jogos. O Lucas fez um jogo muito bom”.

Continuar a ler

Futebol

Balde de água fria em Guimarães com empate ‘fora de horas’ na estreia no campeonato

2.ª jornada da I Liga

em

O Vitória empatou hoje com o Boavista, 1-1, em jogo da segunda jornada da I Liga portuguesa de futebol, em que esteve na frente do marcador mais de 75 minutos.

No Estádio D. Afonso Henriques, o golo foi marcado por Davidson, aos 16 minutos, tendo os boavisteiros chegado ao empate já nos descontos, aos 90+4 minutos, quando a vitória já parecia não querer fugir aos de Guimarães.

Pouco antes, aos 81 minutos, o Vitória viu um golo ser-lhe anulado pelo video-árbitro (VAR), devido a fora de jogo.

Após este empate, os vimaranenses somam o primeiro ponto no campeonato, depois de o jogo da primeira jornada, contra o Rio Ave, ter sido adiado devido a problemas no estádio do clube de Vila do Conde.

Mesmo com um meio-campo remodelado, fruto da entrada de André Almeida para a posição do lesionado Joseph, a turma vimaranense comprovou no primeiro quarto de hora o bom momento que atravessa, ‘prendendo’ o adversário no seu meio-campo com trocas de bola rápidas e precisas, que acabaram por culminar no golo inaugural.

Depois de ter cabeceado ao lado na primeira ocasião, aos quatro minutos, e de ter visto Alexandre Guedes falhar o golo por centímetros, após assistência sua, aos 12, Davidson recebeu um passe longo de Tapsoba no interior da área e desferiu um remate acrobático bem colocado, com Bracali a tocar ainda na bola.

Depois do triunfo sobre o Aves (2-1), na primeira jornada, o Boavista apareceu em Guimarães com duas novidades no ‘onze’ – Lucas e Heriberto, que se juntou no ataque a Yusupha -, mas a reação à desvantagem foi quase inexistente, à exceção de um lance em que Florent corrigiu um erro do guardião Miguel Silva para impedir Heriberto de empatar, aos 26 minutos.

Até ao intervalo, o ritmo do encontro abrandou, com a turma vitoriana a manter o controlo das operações e a tentar o segundo golo num remate de longe de Pepê, ligeiramente por cima, aos 40 minutos.

A formação do Porto subiu no terreno após o intervalo e passou a jogar mais tempo no meio campo contrário, mas sem conseguir ultrapassar a defesa vitoriana, bem organizada e ‘autoritária’ nas bolas divididas e aéreas.

Atenção, Vitória: FCSB perde antes do jogo da Liga Europa

Apesar do menor volume ofensivo face à primeira parte, os anfitriões mostraram-se, ainda assim, capazes de desequilibrar a retaguarda ‘axadrezada’, como aconteceu ao minuto 55, quando Alexandre Guedes atirou por cima, na sequência de uma combinação de Rochinha e Pepê.

A partida perdeu ritmo, com o Vitória a controlar a partida já em quebra física e a ver um golo anulado a João Carlos Teixeira por fora de jogo, aos 81 minutos, e o Boavista a criar perigo num remate de longe de Rafael Costa (88 minutos), antes de empatar nos últimos segundos por Lucas, em resposta a um livre de Bueno.

“O Vitória criou situações para fazer quatro, cinco golos”

Desde o início da temporada, a equipa orientada por Ivo Vieira contava por vitórias todos os jogos disputados. Nos cinco jogos anteriores, o Vitória venceu, em casa e fora, a Jeneusse Esch, do Luxemburgo, e o Ventsplis, da Letónia, em jogos das pré-eliminatóras da Liga Europa, e apurou-se para a fase de grupos da Taça da Liga, depois de ter ganho na visita a Santa Maria da Feira (0-1, contra o Feirense). Soma, agora, 16 golos marcados e um sofrido.

Ficha de Jogo

Jogo no Estádio D. Afonso Henriques, em Guimarães.

Vitória SC – Boavista, 1-1.

Ao intervalo: 1-0.

Marcadores:

1-0, Davidson, 16 minutos.

1-1, Lucas Tagliapietra, 90+4.

Equipas:

– Vitória SC: Miguel Silva, Sacko, Tapsoba, Pedro Henrique, Florent, Al Musrati, Pepê, André Almeida (João Carlos Teixeira, 60), Rochinha, Davidson e Alexandre Guedes.

(Suplentes: Douglas, Lucas Soares, Bondarenko, Rafa Soares, João Carlos Teixeira, João Correia e João Pedro).

Treinador: Ivo Vieira.

– Boavista: Bracali, Carraça, Lucas Tagliapietra, Neris, Marlon, Obiora (Yaw Ackah, 46), Rafael Costa, Gustavo Sauer (Bueno, 68), Mateus, Heriberto e Yusupha (Cassiano, 58).

(Suplentes: João Gonçalves, Edu Machado, Ricardo Costa, Idris, Yaw Ackah, Bueno e Cassiano).

Treinador: Lito Vidigal.

Árbitro: Artur Soares Dias (AF Porto).

Ação disciplinar: cartão amarelo para Obiora (27), Mateus (30), Florent (35), Rafael Costa (43), Yaw Ackah (49) e Rochinha (66).

Assistência: 16.735 espectadores.

Continuar a ler

I Liga

Braga tenta manter-se no topo frente ao Sporting e Vitória visita o Boavista

2.ª jornada da I Liga

em

Foto: DR/Arquivo

Sporting e SC Braga protagonizam hoje o jogo grande mais da segunda jornada da I Liga de futebol, com os ‘leões’ a procurar o primeiro triunfo e os ‘arsenalistas’ o pleno de vitórias, para se manterem no topo. O Vitória SC visita o Boavista.

Depois do empate 1-1 na visita ao Marítimo, o Sporting estreia-se ante os seus adeptos frente à equipa agora treinada por um seu antigo ídolo, Sá Pinto, que começou com triunfo sobre o Moreirense, por 3-1.

O Boavista também persegue os seis pontos, numa deslocação tradicionalmente muito difícil para os ‘axadrezados’, ao terreno do Vitória SC, que se estreia no campeonato depois de ter sido adiado o seu jogo ronda inaugural devido a problemas estruturais numa bancada do estádio do Rio Ave.

Paços de Ferreira e Santa Clara jogam entre si em busca dos primeiros pontos, tal com o Desportivo das Aves, que recebe o Marítimo.

No sábado, o Benfica venceu por 2-0 na visita ao Belenenses SAD e manteve-se no topo da classificação, enquanto o FC Porto averbou a primeira vitória, ao golear o Vitória de Setúbal, por 4-0, após a entrada em falso com desaire 2-1 em Barcelos. ‘Águias’ e ‘dragões’ jogam na Luz na próxima jornada.

Programa da segunda jornada:

– Sexta-feira, 16 ago:

Famalicão – Rio Ave, 1-0.

– Sábado, 17 ago:

Moreirense – Gil Vicente, 3-0.

Belenenses SAD – Benfica, 0-2.

FC Porto – Vitória de Setúbal, 4-0.

– Domingo, 18 ago:

Paços de Ferreira – Santa Clara, 16:00

Desportivo das Aves – Marítimo, 16:00

Vitória SC – Boavista, 18:30

Sporting – SC Braga, 21:00

– Segunda-feira, 19 ago:

Tondela – Portimonense, 20:15

Continuar a ler

EM FOCO

Anúncio

ÚLTIMAS

Vamos Ajudar?

Reportagens da Semana

Populares