Líder do PS/Vila Verde desvaloriza ameaças de morte pintadas na sua casa

O líder do PS de Vila Verde desvalorizou esta quinta-feira as ameaças de morte de que foi vítima, através de frases pintadas na sua casa e de um papel manuscrito deixado à porta, sublinhando que o caso está entregue às autoridades.

“Obviamente, participei o caso à GNR, mas sinceramente é uma situação que desvalorizo, até porque não tenho inimigos conhecidos”, disse José Morais à Lusa.

O caso ocorreu há cerca de três semanas, durante a noite, quando alguém pintou no portão e nas paredes da casa de José Morais, em Esqueiros, Vila Verde, frases intimidatórias, com ameaças de morte.

No local, foi ainda deixado um papel manuscrito, igualmente com dizeres ameaçadores.

José Morais é líder do PS de Vila de Verde e foi o candidato do partido à Câmara local, nas últimas autárquicas, tendo sido eleito vereador.

A Câmara foi conquistada pelo PSD.

Profissionalmente, Morais tem uma empresa do ramo das novas tecnologias.

“Nunca tive problemas com ninguém, não tenho inimigos conhecidos”, reiterou.

 
Total
0
Partilhas
Artigo Anterior

PJ desmantela rede de furto e viciação de automóveis

Próximo Artigo

Encontro de Janeiras na Igreja da Sagrada Família

Artigos Relacionados
x