Seguir o O MINHO

Futebol

“Levámos uma pancada forte”

João Pedro Sousa

em

Foto: DR

Declarações dos treinadores do Famalicão, João Pedro Sousa, e do Boavista, Vasco Seabra, no final do encontro da quinta jornada da I Liga portuguesa de futebol:


João Pedro Sousa (treinador do Famalicão): “O nosso objetivo era ganhar. Na primeira parte, conseguimos controlar, sem dominar. Conseguimos chegar a zonas de finalização com algum perigo. Mas não conseguimos marcar.

Na segunda parte, houve uma reação normal do Boavista, a tentar reagir ao nosso controlo. Mas a grande oportunidade é nossa, na situação da grande penalidade. Não conseguimos marcar e foi uma pancada forte. E sofremos o golo. Nessa altura, a equipa fica ansiosa e sofremos o outro golo.

O que fica é ambição que a equipa tem. Queremos jogar e procurar ganhar o jogo e quase acabava por acontecer.

Foi um bom jogo, competitivo, com duas boas equipas. E o resultado é justo”.

Vasco Seabra (treinador do Boavista): “Daquilo que foi o jogo, penso que fizemos um jogo competente, um jogo capaz e um jogo que traduziu o que queríamos. Fomos crescendo ao longo do jogo. Entrámos algo ansiosos, algo expectantes. Mas de qualquer das formas, com as linhas curtas, uma equipa compacta e fomos crescendo ao longo do jogo.

Acabámos por fazer uma segunda parte muito boa também. Conseguimos dividir o jogo e empurrar o Famalicão mais um bocadinho para trás. Fizemos o primeiro golo, tivemos oportunidade para fazer o segundo e aconteceu, e depois penso que foi visível, fomos empurrados para trás por situações externas.

O Famalicão não tem oportunidades de golo claras para dilatar. Tem a situação dos penáltis. E o jogo acaba por ficar resumido a isso.

Penso que até aos 80 minutos estivemos sempre por cima do jogo e depois disso ainda procurámos manter-nos compactos mas fomos sempre puxados. Estamos frustrados por não termos conseguido a primeira vitória.

Estou frustrado por ainda não termos conseguido conquistar a primeira vitória, mas só estaria preocupado se não visse a equipa tão ligada, com uma alma muito grande, um espírito de equipa cada vez mais forte. Isso só tem que nos dar força para o que aí vem”.

Anúncio

Futebol

FC Porto empata com City e está apurado para os ‘oitavos’ da Liga dos Campeões

Liga dos Campeões

em

Foto: Twitter / FC Porto

O FC Porto empatou hoje com os ingleses do Manchester City, 0-0, em jogo da quinta jornada do Grupo C da Liga dos Campeões de futebol, garantindo o apuramento para os oitavos de final.

No estádio do Dragão, o jogo terminou sem golos, um resultado que permite ao FC Porto passar aos oitavos de final pela 12.ª vez na sua história, perante um Manchester City, com Rúben Dias, João Cancelo e Bernardo Silva a titulares, que chegou a Portugal já apurado para a próxima fase.

Com este resultado, o FC está em segundo no grupo C, com 10 pontos, a três do líder Manchester City.

No outro jogo do grupo, o Marselha, de André Villas-Boas, venceu o Olympiacos, treinado por Pedro Martins, por 2-1. A equipa grega está em terceiro com três pontos, os mesmos que somam os franceses no quarto lugar.

Continuar a ler

Futebol

Morreu o sócio número 1 do Vitória

Óbito

em

Foto: Divulgação / Vitória SC

Joaquim Coelho de Alvim Barroso, sócio número 1 do Vitória SC, morreu esta terça-feira aos 93 anos, anunciou o clube de Guimarães através do portal oficial.

“Neste momento de consternação para os vitorianos, o clube manifesta públicas condolências à família enlutada, evocando o seu associado e a extrema dedicação que sempre teve ao Vitória, numa relação que se prolongou por mais de 75 anos”, pode ler-se na nota oficial dos conquistadores.

Também uma das claques do clube partilhou uma cópia do cartão de sócio de Joaquim Barroso, apontando-o como sócio desde 1943 (há 77 anos).

O funeral está marcado para a Igreja de Selho S. Jorge, na quinta-feira, a partir das 11:00 horas. Será sepultado no cemitério daquela freguesia.

Continuar a ler

Futebol

Cristiano Ronaldo ganha prémio ‘Golden Foot’ 2020

Futebol

em

Foto: DR / Arquivo

O português Cristiano Ronaldo conquistou hoje o ‘Golden Foot’ 2020, um prémio que vai na 18.ª edição e é destinado a futebolistas com mais de 28 anos, que o podem vencer por uma só vez.

“Adeptos de todo o mundo escolheram o melhor jogador de futebol de 2020, entregando o 18.º Prémio ‘Golden Foot’ a Cristiano Ronaldo. A estrela da Juventus e da seleção de Portugal obteve o maior número de votos entre os 10 candidatos selecionados este ano”, refere a organização.

Aos 35 anos, o campeão italiano pela Juventus, que sucede ao médio croata Luka Modric, com quem jogou no Real Madrid, conquista mais um prémio, este inédito na sua carreira.

‘CR7’ superiorizou-se a outras estrelas, como o argentino Lionel Messi, do FC Barcelona, o polaco Robert Lewandowski, do Bayern Munique, ao seu colega italiano da Juventus Giorgio Chiellini, ao argentino do Manchester City Sergio Aguero, ao brasileiro Neymar do Paris Saint-Germain, ao espanhol Sergio Ramos do Real Madrid, ao egípcio Mohamed Salah do Liverpool, ao espanhol Gerard Piqué do FC Barcelona e ao chileno Arturo Vidal do Inter.

Os 10 finalistas que são escolhidos para irem à votação do público foram designados por um painel de jornalistas internacionais.

Pela primeira vez, foi atribuído o prémio ‘Golden Foot Prestige’, homenageando o italiano Andrea Agnelli, presidente da Juventus, que ganhou nove campeonatos italianos seguidos e conquistou 17 troféus em 10 anos.

A organização do Golden Foot recorda que não realizou a habitual gala, no Mónaco, devido à pandemia de covid-19.

Continuar a ler

Populares