Kiev pede reunião urgente da ONU para travar “chantagem nuclear” russa

A Ucrânia pediu hoje uma reunião urgente do Conselho de Segurança das Nações Unidas e pediu o fim da “chantagem nuclear” da Rússia, depois de o Kremlin ter anunciado a colocação de armas nucleares na Bielorrússia.

“A Ucrânia espera ações efetivas para combater a chantagem nuclear do Kremlin por parte do Reino Unido, China, Estados Unidos e França”, disse o Ministério dos Negócios Estrangeiros da Ucrânia, num comunicado.

“Exigimos que uma reunião extraordinária do Conselho de Segurança das Nações Unidas seja imediatamente convocada para esse fim”, acrescentou a diplomacia ucraniana no comunicado, pedindo ao G7 (o grupo das sete economias mais desenvolvidas) e à União Europeia para pressionarem a Bielorrússia, ameaçando-a com “sérias consequências” se aceitar a imposição russa.

No sábado, o Presidente da Rússia, Vladimir Putin, anunciou que o seu país vai colocar armas nucleares táticas no território da Bielorrússia, país aliado e que tem servido de porta de entrada para a invasão da Ucrânia.

Para Putin, a decisão foi motivada pelo desejo de Londres de enviar munições de urânio empobrecido para a Ucrânia, como foi recentemente anunciado por uma fonte oficial britânica.

O Presidente russo ameaçou também usar este tipo de munições se Kiev as vier a receber.

 
Total
0
Partilhas
Artigo Anterior

Bagnaia vence em Portimão, Miguel Oliveira sofre queda aparatosa

Próximo Artigo

Miguel Oliveira diz que Márquez fez “manobra demasiado ambiciosa” no GP de Portimão

Artigos Relacionados
x