Seguir o O MINHO

Vitória SC

Júlio Mendes: Erros de arbitragem já custaram 5 pontos ao Vitória

em

Foto: DR/Arquivo

O presidente do Vitória SC, Júlio Mendes, afirmou que os vimaranenses, sétimos classificados da I Liga portuguesa de futebol, com 10 pontos após sete jornadas, já poderiam ter 15, se não fossem os erros de arbitragem.

Após a derrota caseira com o Feirense (1-0), na segunda ronda do campeonato, os vimaranenses prometeram avaliar as arbitragens aos jogos da equipa, de seis em seis jornadas, e, no primeiro balanço realizado, Júlio Mendes frisou que o Vitória deveria ter somado três pontos no embate com os ‘fogaceiros’ e mais dois no duelo com o Vitória de Setúbal (1-1), para a sexta jornada.

“O Vitória hoje devia ter mais cinco pontos do que os que tem. E se tivesse mais cinco pontos do que os que tem, teria exatamente os mesmos pontos do clube que está classificado no terceiro lugar [FC Porto]”, realçou o dirigente na academia vitoriana, à margem de uma visita às ‘escolinhas’ do clube, com cerca de 150 crianças presentes.

O presidente vitoriano considerou que, no jogo com o Feirense, a equipa de arbitragem liderada por Hugo Miguel sonegou três penáltis à formação treinada por Luís Castro – duas cargas sobre o Florent, aos nove e aos 68 minutos, e uma rasteira a João Carlos Teixeira, aos 82, quando o embate estava ainda igualado a zero.

Acerca do duelo da sexta ronda, Júlio Mendes referiu que o canto que dá origem ao golo do empate sadino, marcado por Nuno Valente, aos 90+2 minutos, é antecedido de uma falta do extremo Valdu Tê sobre o lateral Sacko.

Por entender que “o resultado final traduziu a justiça do jogo”, o responsável deixou de fora da exposição o encontro com o FC Porto, relativo à terceira jornada, em que os vimaranenses venceram por 3-2, apesar de va equipa de arbitragem liderada por Fábio Veríssimo ter validado aos ‘dragões’ um golo em fora de jogo.

O dirigente reiterou, portanto, que a avaliação às arbitragens em jogos do Vitória é, até agora, “negativa”, já que os potenciais cinco pontos a mais poderiam fazer “toda a diferença”, quer do ponto de vista anímico da equipa, quer a nível da “perceção que os adversários têm” acerca da qualidade do conjunto vitoriano.

Questionado ainda sobre a declaração de hoje do presidente do SC Braga, António Salvador, a criticar o Conselho de Arbitragem da Federação por não ter repreendido um alegado golo em fora de jogo dos vitorianos frente ao Portimonense (3-2 para os algarvios, na quinta ronda), o dirigente frisou que o lance não teve influência no resultado e alegou que os bracarenses foram beneficiados na partida anterior, diante do Rio Ave (1-1).

“Não percebo o porquê dessa afirmação. Mas, se o faz, deveria primeiro olhar para dentro de portas e comentar o penálti que não foi marcado contra o SC Braga, frente ao Rio Ave, e que até já deu lugar a uma reprimenda do CA aos responsáveis”, disse.

Anúncio

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem O MINHO, jornal estritamente digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O MINHO é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Inspirados na filosofia seguida pelo jornal inglês "The Guardian", um dos mais importantes órgãos de comunicação do Mundo, também nós achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler O MINHO, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar O Minho - e só demora um minuto. Obrigado.

Futebol

Golo de Tozé eleito o melhor de janeiro na I Liga

Um dos golos marcados por Tozé contra o Feirense (2-1), na 19.ª jornada, foi eleito o melhor de janeiro, na I Liga. O golaço do médio do Vitória recolheu 41% dos votos, numa eleição promovida pelo Sindicato de Jogadores.

em

Um dos golos marcados por Tozé contra o Feirense (2-1), na 19.ª jornada, foi eleito o melhor de janeiro, na I Liga. O golaço do médio do Vitória recolheu 41% dos votos, numa eleição promovida pelo Sindicato de Jogadores.

Tomané, atualmente no Tondela, mas também já jogou em Guimarães (e em Ponte de Lima, no Limianos, emprestado pelo Vitória SC B) ficou em segundo.

Os golos de Willian (GD Chaves), Nakajima (Portimonense), Bruno Fernandes (Sporting) e Davidson (Vitória SC) foram os eleitos nos meses anteriores, e farão também parte da lista de candidatos a golo da época, prémio que será entregue em maio.

Continuar a ler

Vitória SC

Morreu Frederico, antigo futebolista do Vitória, Benfica e Boavista

Futebolista morreu aos 61 anos

em

Foto: Divulgação / vitoriasc.pt

O antigo defesa central internacional português Frederico Rosa morreu este domingo aos 61 anos, vítima de doença prolongada, anunciou o Benfica, clube ao serviço do qual o jogador se sagrou bicampeão nacional de futebol. No Vitória, o defesa-central jogou em 1991/1992

Frederico Rosa chegou à equipa do Benfica, da qual foi capitão, na época 1979/80, tendo permanecido quatro épocas na Luz.

Com os ‘encarnados’, conquistou dois títulos de campeão nacional e três taças de Portugal, integrando a equipa que em 1983 disputou a final da Taça UEFA perdida para os belgas do Anderlecht.

O antigo jogador representou a seleção nacional em 18 ocasiões, tendo integrado a equipa que disputou o Mundial de 1986, no México.

Frederico Rosa começou a carreira na CUF, passando depois pelo Barreirense, antes de assinar pelo Benfica.

O antigo jogador, que sofria de esclerose lateral amiotrófica, passou depois oito épocas no Boavista, clube que recentemente o homenageou, e representou então o Vitória SC, o Estrela da Amadora e Leixões.

O presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, endereçou as condolências à família, garantindo que Frederico “ficará na memória de todos as qualidades de um defesa central internacional de enorme qualidade”.

Continuar a ler

I Liga

Vitória SC a um ponto de ser o quarto clube com mais pontos na história dos campeonatos

Belenenses está em quarto na lista

em

Foto: DR / Arquivo

O Vitória SC aproximou-se este sábado o Belenenses na classificação do “campeonato dos campeonatos”, ao chegar aos 2.500 pontos conquistados em jogos do principal escalão do futebol português, após ter somado três pontos na receção ao Portimonense (vitória por 2-0). O clube lisboeta soma 2.501.

O histórico clube de Guimarães tem ainda à sua frente os inalcançáveis Benfica (4.204), FC Porto (4.157) e Sporting (3.898), que participaram nas 85 edições do campeonato nacional da 1.ª divisão. Os vimaranenses são também uma das equipas com mais épocas como primodivisionário, 74, menos uma do que o Belenenses.

Nesta lista, divulgada no início do mês pelo jornal A BOLA, o SC Braga, com 63 participações, acumula 2.266 pontos, na sexta posição.

Notícia atualizada às 0h19: na primeira versão não estava contabilizado o ponto conquistado pelo Belenenses na última jornada.

Continuar a ler

Populares